Caixão com serragem e pedras é encontrado em meio à pandemia da Covid-19 #boato

Boato – Caixão de vítimas do novo coronavírus é aberto, estava vazio e cheio de pedras e serragem. Caso ocorreu em 2020, durante pandemia da Covid-19. 

Desde que a pandemia do novo coronavírus chegou no Brasil, centenas de vídeos, alertas e denúncias circulam pela internet. Entre uma publicação e outra, volta e meia aparece um boato sobre o assunto. Na história de hoje, o caso envolve caixão vazio e supostas vítimas do novo coronavírus.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Siga o Boatos.org no Twitter:


Se inscreva no nosso canal no Youtube

 

Receba as nossas atualizações no grupo do WhatsApp (só postagens do administrador, não se preocupem): http://bit.ly/2Z5PgE0

Confira o nosso Instagram:

Instagram

Lista no Telegram
https://bit.ly/2VSlZwK

Um vídeo que viralizou online (e não vamos exibir aqui) aponta que foram desenterrados diversos caixões de vítimas da Covid-19. As imagens mostram que, ao serem abertos, no lugar dos corpos foram encontrados pedras e serragem. Além do vídeo, também circula um link do G1 com a notícia. No link, o título diz: “pedra e saco com serragem estavam dentro de caixão em São Carlos, SP”. Leia o que dizem algumas mensagens:

Confira o desmentido em vídeo

Versão 1: Falaram que so acreditariam se tivesse video provas ai seus tomés mulas do lula. Caixoes vazios cheio se pedras e serragem. Versão 2: Pedra e saco com serragem estavam dentro de caixão em São Carlos, SP. URGENTE ..! CAIXÕES VAZIOS ENTERRADO EM SÃO PAULO.. A casa tá caindo…

Caixão com serragem e pedras foi encontrado em meio à pandemia da Covid-19?

As imagens deixaram muita gente indignada. Não é pra menos, mas é uma pena que a indignação seja pelo motivo errado. Isso porque a história não passa de boato. Entenda os motivos.

O primeiro deles está nas características da mensagem, que é vaga, alarmista e não cita datas e fontes confiáveis. O histórico de boatos sobre o assunto também estão aí para deixar a pulga atrás da orelha – só nos últimas dias, já desmentimos histórias envolvendo caixões vazios em Manaus, caixões com pedra e madeira em Belo Horizonte e até que o PT estava enterrando caixões vazios.

Sem contar que não há muita lógica em enterrar caixões vazios. Primeiro porque o surto de Covid-19 tem causado um colapso médico e funerário em muitos estados, como é o caso de Manaus, que adotou enterros em vala comum, sepultamentos noturnos e está prestes a enfrentar a falta de caixões. Logo, não faz muito sentido desperdiçar caixões e covas em uma situação dessa.

E, segundo, porque não há possibilidade de supernotificação de morte por Covid-19, pois os casos só são incluídos na contagem após o resultado de exames laboratoriais e não clínicos. Infelizmente, a chance de subnotificação (com testes, por exemplo, mal armazenados e descartados) é maior.

Mais uma googlada e matamos a charada. Assim como em outros casos, a história nada tem a ver com fraude nos números do coronavírus. Isso porque as imagens foram registradas no dia 30 de maio de 2017, em São Carlos (SP). Na verdade, as imagens fazem parte de uma investigação da Polícia Civil sobre uma suspeita de fraude em seguros de vida no município. Na época, desenterraram o caixão vazio para ajudar a comprovar a fraude.

Resumindo: não foram encontrados caixões com serragem e pedras em meio à pandemia da Covid-19. As imagens são antigas e nada têm a ver com subnotificação de casos no Brasil. Ou seja, #boato.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164. 

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2AryYtw