Arroz Dana está contaminado com um vírus mortal do Paquistão #boato

Boato – Arroz da marca Dana, importado do Paquistão, estaria contaminado com um vírus mortal que só é visto no país árabe.

Saber o que estamos consumindo, a procedência do alimento e de que forma ele foi feito e embalado é muito importante. Seja para saber se o produto não testa animais ou não emprega trabalho escravo ou ainda porque o fabricante não cumpre com o que está expresso no rótulo.

Além disso, vez ou outra, as autoridades que cuidam da qualidade dos alimentos retira alguns lotes de produtos de circulação por conta de contaminação ou outro problema que afete a saúde do consumidor. Mas segundo a história dessa vez, não veremos a Anvisa multando ou retirando o produto de circulação.

De acordo com publicações nas redes sociais, o arroz da marca Dana, importado do Paquistão, estaria contaminado com um vírus mortal que só pode ser visto no país árabe. Além disso, os paquistaneses estariam subornando as autoridades para que o produto passasse rápido pela alfândega e fosse distribuído normalmente aos mercados. Confira:

Um amigo que trabalha na alfândega me diz que chegou uma remessa de arroz e que os padrões de saúde não foram respeitados, porque traz um vírus que só é visto no Paquistão. O arroz vem daí e os árabes pagam e subornam para que os produtos sejam removidos e já os distribuíram.  O arroz é chamado de “Dana” e o pacote é azul e diz feito no Paquistão. Por favor, não compre, é muito contaminado … Compartilhe esta informação! com seus entes queridos e outras pessoas.

Arroz Dana está contaminado com um vírus mortal do Paquistão?

Bem, é claro que a história causou pânico entre os consumidores de diversos países em língua portuguesa, já que contaminação (ainda mais por um vírus mortal) é uma coisa muito séria. Porém, será mesmo que essa história tem algo de real? Calma aí! Eu te respondo: não, trata-se um boato. Se você quiser mais detalhes, então continua lendo.

Vamos lá! A história por si só já parece bem absurda. Vimos versões no Brasil, Angola e em diversos países de língua espanhola. Ou seja, até aí, já temos diversas versões da história, o que é, no mínimo, estranho.

Além disso, ela segue “direitinho” o roteiro de outras fake news já desmentidas aqui no Boatos.org. O texto é vago (não fala nem o nome do vírus), alarmista, possui diversos erros de português (tanto aqui quanto em Angola), pede compartilhamentos e não cita fontes confiáveis (um amigo sem nome não é exatamente uma fonte confiável).

Se você prestar atenção no pacote (veja imagem abaixo), vai ver que ele possui informações em espanhol. Como falamos antes, a história não circulou somente em países lusófonos, mas também em quase todos os países de língua espanhola. No Panamá, por exemplo, o governo precisou desmentir a informação, tamanho foi o impacto causado pelo boato. Leia:

A Autoridade Panamenha de Segurança de Alimentos (AUPSA) encarregada de realizar os testes relacionados ao assunto, comunica que o arroz originário de países como Paquistão, Emirados Árabes e Venezuela não são aprovados para circular no país […]. Reforçamos que a AUPSA tem como função fiscalizar para que os alimentos importados cumpram todas as normas sanitárias e fitossanitárias que garantam alimentos seguros e adequados ao consumo humano e animal. Por esse motivo, informamos que todo arroz importado requer a realização de inspeções e análises minuciosas […].

Além do Panamá, outros países também foram obrigados a se pronunciar sobre o boato, como a Colômbia. Já na Argentina e na República Dominicana, a história foi desmentida por veículos de comunicação.

Resolvemos pesquisar mais a fundo essa história e descobrimos que, na verdade, o arroz Dana é comercializado na Venezuela e importado dos Emirados Árabes, não do Paquistão. Por via das dúvidas, também questionei o paquistanês que mora comigo sobre o arroz e ele sequer ouviu falar sobre o produto (ou seja, não há relação alguma com o Paquistão).

Veja a imagem no pacote do arroz Dana
Veja a imagem no pacote do arroz Dana

Por fim, vale ressaltar que nenhum caso envolvendo contaminação do arroz Dana foi reportado pelos órgãos responsáveis da Venezuela ou dos Emirados Árabes.

Em resumo: a história que fala sobre o arroz Dana estar contaminado com um vírus mortal é falsa. O produto é comercializado na Venezuela e importado dos Emirados Árabes sem nenhuma problema reportado. Além disso, não faz o menor sentido um vírus ser apenas identificado no Paquistão (nem nos filmes de ficção científica isso acontece). Ou seja, é só mais um #boato.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)