Alexandre Garcia diz, em texto sobre coronavírus, quarentena e Bolsonaro, que sociedade já escolheu sacrificar almas #boato

Boato – Alexandre Garcia escreveu um texto criticando a quarentena do novo coronavírus e defendendo Bolsonaro. Nele, o jornalista diz que a sociedade já escolheu sacrificar a alma de médicos, enfermeiros, policiais, caminhoneiros etc.

Nos últimos tempos, o jornalista Alexandre Garcia tem sido um campeão (título dividido com Arnaldo Jabor) quando falamos de textos que surgem anônimos e, em seguida, ganham uma falsa autoria para “viralizar”. Nos últimos meses, já falamos de textos que exaltam (de forma ufanista) Bolsonaro e de textos que falam sobre o novo coronavírus. Hoje, vamos falar de um texto que junta os dois assuntos.

De acordo com uma mensagem que circula no WhatsApp, Facebook e outras redes sociais, Alexandre Garcia teria escrito um texto no qual critica a quarentena do novo coronavírus, apoia o presidente Bolsonaro e diz, entre outras coisas, que a sociedade brasileira já escolheu quem sacrificar: seriam médicos, enfermeiros, policiais, caminhoneiros, padeiros, profissionais da limpeza, entre outros. Leia a mensagem que circula online (desculpem o textão):

Atenção! Textos falsos atribuídos a Arnaldo Jabor e Alexandre Garcia sempre circulam na web. Saiba quando desconfiar:

Finalmente alguém escreveu aquilo que todos precisam saber sobre o Coronavírus Alexandre Garcia 03/04/2020 A sociedade brasileira já escolheu sacrificar almas, aquelas que podem morrer pelo bem coletivo. São médicos, enfermeiros, policiais, caminhoneiros, padeiros, profissionais da limpeza e dos mercados e feiras livres, entregadores de comida e farmácia, porteiros, zeladores e faxineiros dos condomínios de apartamentos, os coletores de lixo, entregadores de gás entre outros ….pois esses não pararam, não se refugiaram em suas casas, e daí eu te pergunto: Quantos foram contaminados pelo COVID-19? Serão esses profissionais super-homens e supermulheres? Serão eles mutantes imunes ao vírus mortal vindo da China ou apenas ovelhas mudas entregues ao matadouro protegidas apenas por uma máscara e alguns por roupas de TNT? Vejo pequenos empresários perdendo sono calculando como fecharão as contas sem mandar ninguém embora, enquanto parte dos trabalhadores, por terem salários garantidos, passam suas tardes discutindo a falta de polidez nas falas do presidente da República!!

Assistindo as melhores séries do NetFlix, distribuindo memes ou fazendo churrasco em seus quintais. Um Brasil acostumado a Bolsa Família e por achar que o SUS é grátis! Um Brasil que apresenta atestado falso para curtir a praia e deseja sempre que terceiros se sacrifiquem para seu conforto e comodidade! E que se incomoda com qualquer apelo de “vamos ao trabalho”. “Ahhhh, mas Bolsonaro fala muita merda.” Você quer um presidente ou um namorado? Você quer um presidente ou um filósofo? Você quer um presidente ou um poeta? Prefiro mil vezes Bolsonaro falando “merdas”, mas cercado dos melhores ministros que tivemos em toda República, gente técnica e capacitada do que Lula e Dilma e seus 40 ladrões, prefiro as falas destemperadas de Bolsonaro do que Lula e Dilma com toda sua diplomacia mandando o nosso dinheiro para construir o porto de Mariel em Cuba, financiando a ditadura venezuelana, angolana, zimbabuana, congoleza…comprando a falida refinaria de Pasadena, no entreguismo a Bolívia…ao invés de investirem esses bilhões no aperfeiçoamento do SUS, para inclusive estarmos mais prontos em momentos como esse, mas não, aqui o importante mesmo era estádio de futebol, afinal não se faz Copa com hospitais. Enquanto você está em casa se mijando de medo, a China anuncia que superou o corona e “volta” a desejar liderar o mundo! E quem dissemina o medo e a histeria ganha em audiência como não vinha ganhando há muito tempo! E os políticos que incentivam nosso enclausuramento, pois se elegeram na sombra do “merdeiro” e um STF que se nega a baixar seus salários!

E justamente estes políticos que sambavam no Carnaval, enquanto já havia sombra da pandemia por aqui, e que sonham com a cadeira presidencial, pois como não dá na competência, tem que ser no oportunismo. Ou despertamos agora do nosso berço esplêndido pago as custas daqueles lançados aos lobos, ou a realidade dos vagabundos de sempre, dos socialistas de iphone, dos que não sabem fazer oposição e somente birra, dos revolucionários e revoltados com o governo enquanto são patrocinados pelo trabalho dos papais capitalistas, cujo o sonho de boicotar a própria nação pela sede do poder, dos derrotados democraticamente se realizará…. pois em nenhum outro país vítima do COVID – 19 há como pano de fundo um golpe de estado em andamento. As palavras de Bolsonaro são assustadoras, mas não menos do que um povo que viveu duas décadas sendo saqueado por verdadeiros ladrões, agora deitado na rede, assistindo um doido com sua equipe técnica errando e acertando, mas trabalhando como nunca, enquanto hienas famintas se articulam para ocuparem o seu lugar. O Corona é um risco, mas a fome e a violência são velhas conhecidas …e o caos uma promessa

Alexandre Garcia diz, em texto sobre coronavírus, quarentena e Bolsonaro, que sociedade já escolheu sacrificar almas?

A mensagem se espalhou com muita força na internet e chamou atenção de muita gente. Mas será mesmo que o jornalista Alexandre Garcia é o autor do texto em questão? A resposta é não. Calma aí que a gente explica tudo para vocês.

Além do histórico de textos falsos atribuídos a Alexandre Garcia, tem um detalhe que nos deixa (muito) desconfiados. O texto tem muitas características de boatos online como ser vaga (não diz, por exemplo, em que local o jornalista publicou o texto), alarmista (em tom apelativo, principalmente entre admiradores de Bolsonaro), com erros de português (algo impensável se falarmos de um jornalista como Alexandre Garcia) e falta de citação de fontes confiáveis (não há sequer um link que mostre a tal publicação).

A partir daí, bastou fazer mais duas buscas para descobrir que Alexandre Garcia não é o autor do texto. A primeira foi pelas últimas publicações do jornalista (principalmente as de depois do dia 03/04). E, de acordo com as nossas pesquisas, o texto em questão não consta na lista.

O único texto publicado pelo jornalista neste período é um relato pessoal sobre como ele está encarando a quarentena do novo coronavírus. Em nenhum momento, ele fala sobre sacrifícios ou mesmo defende Bolsonaro ou fala contra a quarentena. Ao contrário, o texto dá a entender que ele está “cumprindo” a quarentena com tranquilidade.

A segunda busca foi pela autoria da mensagem. Foi aí que descobrimos que o texto surgiu no 25 de março. O autor é um usuário do Facebook que se identifica como Betinho Ribeiro. Foi só no começo de abril que a autoria, por algum motivo, mudou para Alexandre Garcia.

Antes de terminar: descobrimos que o próprio Alexandre Garcia negou, no Twitter que seja autor do texto. Leia o que ele escreveu a respeito do assunto: “Circula de novo uma falsificação de um mau-caráter que usa meu nome. O texto começa com “A sociedade brasileira já escolheu sacrificar almas…”. Quem usou meu nome deve ter vergonha do nome que seus pais lhe deram no batismo”.

Resumindo: a história que aponta que Alexandre Garcia escreveu um texto defendendo Bolsonaro, condenando a quarentena do novo coronavírus e falando sobre sacrifício de almas é falsa. Não passa de mais um texto que é falsamente atribuído a alguém famoso só para viralizar.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164. 

Confira a lista de todas as fake news sobre o novo coronavírus

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2C0i08f

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet