761 idosos morreram em asilo por causa da vacina contra Covid-19 #boato

Boato – Centenas de idosos morreram em asilos, na Espanha, após se vacinarem com os imunizantes da Pfizer e Moderna

Era bom demais para ser verdade. A vacinação contra a Covid-19 no Brasil começou a todo o vapor e criou esperanças em muitos brasileiros. Entretanto, nos últimos dias, a interrupção no processo de imunização deixou muita gente com o pé atrás.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Siga o Boatos.org no Twitter:


Se inscreva no nosso canal no Youtube

Receba as nossas atualizações no grupo do WhatsApp (só postagens do administrador, não se preocupem): http://bit.ly/2Z5PgE0

Confira o nosso Instagram:

Instagram

Lista no Telegram
https://bit.ly/2VSlZwK

Siga-nos no TikTok (e ganhe bônus no APP)

http://bit.ly/38hcBcy

Após iniciarem a vacinação em profissionais da saúde que estão trabalhando na linha de frente contra a doença, muitas prefeituras decidiram começar a imunização de idosos. Algumas pessoas conseguiram receber a primeira dose, mas com a interrupção da imunização, muita gente que já tinha até horário marcado não conseguiu receber a vacina.

E de acordo com uma história que está circulando na internet, feliz foi quem não conseguiu se vacinar. Segundo a publicação, 761 idosos teriam morrido em asilos, na Espanha, após receberem a vacina contra a Covid-19. Ainda de acordo com a publicação, os idosos teria se vacinado com doses dos imunizantes da Pfizer/BioNTech e da Moderna. Confira:

Versão 1: “Terrível: 761 idosos morreram em lares de idosos em uma semana, a maioria deles após terem sido vacinados”. Versão 2: “Este é o objetivo da elite globalista: Apagar a história viva!”. Versão 3: “De acordo com a Cadena SER (a maior e mais antiga estação de rádio da Espanha), 761 residentes de lares de idosos morreram na semana passada após receberem as doses de vacinação da Pfizer e Moderna !!!”.

761 idosos morreram em asilo por causa da vacina contra Covid-19?

É claro que a informação logo se tornou um rebuliço nas redes sociais, em especial, no Facebook e no Twitter, e mobilizou diversos grupos antivacinas. Entretanto, a história não passa de balela!

Basta olhar para as publicações para perceber que elas apresentam algumas características de fake news na internet, como o caráter vago, alarmista e os erros de português.

Além disso, antes mesmo da vacinação contra a Covid-19 ser iniciada, diversas histórias falsas, que distorciam informações reais para culpabilizar a vacina, começaram a circular na internet. A equipe do Boatos.org já desmentiu diversas delas, como a que dizia que idosos teriam morrido em asilo, em Canela (RS), após se vacinarem contra a Covid-19. Também a que indicava que uma idosa teve que amputar os dedos da mão após reação à vacina contra a Covid-19 e, por fim, a que apontava que um indígena teria morrido por causa da vacina Coronavac.

Pois bem, como uma das publicações cita uma fonte confiável, a rede Cadena SER, decidimos procurar sobre o assunto por lá. E foi aí que descobrimos que os números divulgados pela rede de emissoras de rádio, na realidade, fazem parte de um balanço sobre a Covid-19, na Espanha. Os números dizem respeito a um recorte da última semana de janeiro e primeira semana de fevereiro de 2021.

Entretanto, a história de que os idosos teriam morrido após se vacinarem não tem nada de real. De acordo com informações locais, as mortes de idosos por Covid-19, na Espanha, já é a pior marca desde abril de 2020, quando o país vivia a primeira onda da doença. Ainda segundo as informações, a situação segue dramática mesmo depois que os idosos e profissionais de saúde receberam a primeira dose da vacina (uma vez que apenas uma dose da vacina não fornece uma proteção completa contra o vírus).

Entretanto, a vacina não tem nenhuma relação com a situação. Infelizmente, os números são um reflexo da falta de responsabilidade da população e do Estado durante as festividades de final de ano, em 2020, do relaxamento de medidas protetivas e de novas variantes do SARS-CoV-2 circulando no país. De acordo com o site El Confidencial, os números de casos e mortes dispararam em janeiro de 2021.

Entretanto, depois do pico, atingido no final de janeiro de 2021, esses números começaram a diminuir (ainda que a lotação de UTIs seja uma realidade no país e represente um enorme problema). De acordo com o epidemiologista Jesús Molina Cabrillana, a alta taxa de incidência de casos e mortes em asilos na Espanha se dá, especialmente, pela vulnerabilidade dos idosos. Segundo o especialista, uma vez que o vírus entra nesses locais, a transmissão é rápida e fácil, porque se tratam de pessoas confinadas conjuntamente e, na maioria das vezes, com a saúde debilitada.

Se isso não fosse suficiente, muitos lares de idosos não conseguiram iniciar a vacinação de seus residentes. Porém, nos asilos onde os idosos já tomaram a segunda dose, o número de casos começou a regredir. De acordo com Jesús Cubero, secretário do AESTE (o sindicato de residências e empresas de serviços de dependência), no início de março, os asilos da Espanha devem ser os lugares mais seguros do país. Além disso, a Generalidade da Catalunha já indicou que os primeiros dados obtidos mostram que o imunizante da Pfizer/BioNTech pode reduzir o risco de contágio após 10 dias da administração da primeira dose. A Associação Espanhola de Vacinação pediu cautela, mas ressaltou que os dados são positivos.

Em resumo: a história que diz que 761 idosos morreram em asilos após tomarem a vacina contra a Covid-19 é falsa! Os números, na realidade, são um balanço da doença em terras espanholas, na última semana de janeiro e na primeira semana de fevereiro de 2021. Entretanto, trata-se de casos da doença, não de problemas com a vacina. Ou seja, a história não passa de boato

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2m2887O
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/38hcBcy