Padre da Catedral de Campinas faz sinal de arma junto com fiéis em foto #boato

Boato – Foto mostra o padre da Catedral de Campinas (SP), Amaury Thomazi, fazendo um sinal de arma junto com párocos. Ele apoia Bolsonaro.

O caso do ataque na Catedral de Campinas (SP) que resultou na morte de seis pessoas (contando com Euler Fernando Grandolpho, o atirador) tem gerado muito conteúdo na mídia e notícias falsas em redes sociais.

Depois da história falsa que apontava que o atirador de Campinas era filiado ao PT, surgiu agora na internet a informação de que o padre que rezava a missa no momento do ataque, Amaury Thomazi, era seguidor de Bolsonaro. A prova foi uma foto em que ele teria feito “pose de arminha” junto com fiéis. A imagem foi compartilhada junto com mensagens que ironizavam a situação. Leia:

Versão 1: Uma bela foto feita pelo Padre e paroquianos da Catedral de Campinas/SP. Isso custou cinco vidas. Versão 2: Então o padre lá de Campinas é chegado numa pistola? Será esse o motivo das 5 mortes em sua paróquia? Versão 3: “Fiéis da Catedral de Campinas, com o Padre, fazendo “sinal de arminha”. Pronto. Era isso que vcs queriam, seus estúpidos???”

Padre de Campinas fez sinal de arma junto com fiéis em foto?

Assim como na época de eleições, a história do ataque em Campinas está rendendo um “boato de lá” e outro “boato de cá”. Com esse comentário, você já deve imaginar que a história que diz que o padre “da arminha” é da Catedral de Campinas é falsa. Vamos aos fatos.

De cara, dois fatores já ajudaram a levantar suspeitas. Um deles está nas mensagens. Invariavelmente, elas são de cunho político (ou seja, escondem uma segunda intenção), vagas, alarmistas e sem citar fontes confiáveis.

O outro está na busca de referências sobre o assunto. Apesar de diversas matérias sobre o ataque terem sido publicadas na mídia, não há um conteúdo em fonte confiável sobre o tal gesto de arma do padre de Campinas.

Outro ponto que corrobora para a tese de farsa está na fisionomia do padre que está no local do ataque e o padre da imagem. Apesar de ambos terem barba, sequer são parecidos. O padre de Campinas é mais jovem do que o seu colega de profissão. Confere no vídeo aí e compara:

Para completar, a própria Paróquia de Campinas desmentiu a informação de que o padre Amaury Thomazi estava fazendo um sinal de arma na imagem que viralizou. Leia nota publicada pela Pastoral da Comunicação (PASCOM) do local (aqui e aqui):

Versão 1: Informamos que a foto que têm circulado nas redes sociais, na qual um sacerdote e demais jovens fazem sinal em referência ao porte de armas não se refere à Catedral. Não conhecemos a procedência dessa foto e, também, nenhum dos padres da Catedral estão presentes nela. A Igreja é e sempre foi a favor da vida, por isso, reiteramos e solicitamos as pessoas que não compartilhem essa publicação. PASCOM – Pastoral da Comunicação. #catedradecampinasemluto

Versão 2: Circula pela internet uma foto atribuída à Catedral Metropolitana de Campinas, onde algumas pessoas fazem gestos com as mãos sinalizando o porte de armas. Informamos que esta foto NÃO CORRESPONDE às dependências da Catedral. Nenhum dos padres da Catedral estão presentes nela e também não conhecemos a procedência da mesma. Lamentamos que, neste momento de luto e tristeza pelos falecidos, algumas pessoas queiram manchar a imagem da Igreja criando notícias falsas. Promover-se à custa da tristeza alheia é hipocrisia. Pedimos aos que receberem esta foto, denunciar os perfis e não compartilhá-la. As reais fotos do interior da Catedral Metropolitana de Campinas podem ser averiguadas nas redes sociais oficiais do Templo.

Só para terminar, mais uma explicação. O E-farsas, em seu desmentido sobre o caso, destacou de que o sinal das mãos é do TLC (Treinamento de Liderança Cristã). Ao contrário do que se imagina, o símbolo não é uma “arma” e sim um “tick” (sinal parecido com o de visto). Apesar de não termos achado a foto como se fosse de um TLC, é uma hipótese bem mais plausível do que a da imitação de arma.

Resumindo: a história que aponta que Amaury Thomazi, o padre que estava na Catedral de Campinas na hora do ataque, fez uma foto com sinal “de arminha” é falsa. O padre não se parece com a pessoa da foto e a Paróquia de Campinas já desmentiu o caso.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)