Extremistas budistas na Índia incendiaram 20 igrejas #boato

Confira a versão 2020 deste boato aqui

Boato – Mensagem pede oração para cristãos perseguidos na Índia. Extremistas budistas destruíram 20 igrejas na noite passada e pretendem acabar com outras 200 esta noite.

Nós já desmentimos boatos de tudo quanto é tipo. A criatividade das pessoas para inventar histórias realmente não tem limites e de óvnis a presidentes depostos e mortos caminhando sobre a terra, já vimos de quase tudo.

Discórdia e religião são, por mais irônico que pareça, assuntos recorrentes em boatos. Aparece ícone evangélico assumindo ser gay, motel com benção de Deus, padre excomungado e igrejas sendo queimadas por budistas.

Exato, a história do momento anuncia tristemente que cristões estão sendo perseguidos na Índia, que igrejas estão sendo queimadas e que orações são necessárias. Confira o texto:

‘Nosso irmão Marcelo, líder de Missões, nos encaminhou este pedido: Irmãos e irmãs, Pedido urgente de oração. “Orai pela Igreja na Índia. Extremistas budistas na Índia incendiaram 20 igrejas na noite passada. Esta noite querem destruir, mais 200 igrejas na província de Olisabang. Eles querem matar 200 missionários, nas próximas 24 horas. Todos os cristãos estão escondidos em aldeias. … Ore por eles e envie esta mensagem a todos os cristãos que você conhece. Peça a Deus para ter misericórdia de nossos irmãos e irmãs da Índia. “

Quando você receber esta mensagem, por favor, urgentemente enviá-lo para outras pessoas. Orem por eles a nosso Senhor Todo-Poderoso, vitorioso.  Atenciosamente, Nilza Siqueira. Diretora Nacional de Missões.’

Só para começar, não existem províncias na Índia. O país é divido em 28 estados ou sete territórios da união. Cada território se divide em distritos que são compostos por tehsils e aí em aldeias. Nenhuma dessas divisões territoriais se chama Olisabang.

Não sabemos quem é Marcelo, líder de Missões, nem quem é Nilza Siqueira. Procurados em todos os recantos da internet, esses nomes e respectivos cargos só aparecem em uma situação – nessa mensagem.

O que de fato sabemos é que essa história é falsa e foi desmentida em 2010. Na época, o site Mission Network News entrevistou o líder da Liga Gospel da Índia (India Gospel Leagues) que esclareceu não haver nenhum reporte de incêndios em igrejas ou grupos extremistas atacando cristãos no país.

Em 2012, novamente trazida à tona, foi desmentida também e como boatos costumam ser cíclicos, cá estamos em 2015 falando disso outra vez. Além disso, seguindo à risca a cartilha de ‘como criar um boato’, a mensagem apresenta típicas frases pedindo compartilhamentos e informações soltas no ar. Ontem a noite, hoje a noite, alguma noite há cinco anos ou daqui a 50, nunca saberemos.

Para encerrar, é válido o devaneio. Religião é uma invenção humana, portanto falha e, ainda assim, a maioria delas tem em comum o amor ao próximo e o respeito. Logo, deveriam ser algo para juntar pessoas em prol de fé e bem, não pretextos para discórdia e mentiras.

Quem usa boato para espalhar o ódio, medo e intolerância, assim como quem acredita nisso e compartilha, só faz da internet um espaço pior e do mundo também. Oremos por isso.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)