Colchão da cama box Gazin vem com terra de cemitério, diz lenda

Boato – Depois do dono dos colchões Gazin fazer um pacto com o diabo, colchões da cama box Gazin vêm com terra de cemitério.

Desde sempre, não são poucas as “denúncias” que circulam e fazem sucesso online. Algumas são tão absurdas que a gente pensa duas vezes antes de desmentir. É o caso dessa história. Circula por aí que os colchões Gazin vêm com terra de cemitério. Isso aconteceria porque o dono da empresa teria feito um “pacto com o diabo”.

Cama box Gazin está com terra de cemitério, diz boato
Cama box Gazin está com terra de cemitério, diz boato

A história surgiu graças a um áudio que se espalhou por WhatsApp no final de setembro de 2015. Do WhatsApp (que citava um pastor da Assembleia de Deus como fonte), a história foi parar no Youtube e Facebook. Dê uma olhada no que diz uma das versões:

Confira também: Janja tirou foto com traficante? Saiba a verdade aqui!

Clique e siga o Boatos.org no YouTube

Cama box gazin cheio de pacotinhos de terra de cemitério. Uma cliente que comprou uma cama box da marca gazin encontrou vários pacotes de terra de cemitério veja o video

Leia trechos retirados do vídeo:

Pessoal, tô filmando aqui pra mostrar para vocês que agora a menina mandou um áudio para mim num grupo que agora ela tinha ido numa igreja Assembleia de Deus e lá o pastor revelou que na cama que na cama que ela se encontrava, naquele saquinho quando a gente compra aquelas camas box.  

Comprei uma cama na Gazin e veio uns saquinhos e esses saquinhos, o pastor revelou, que para a Gazin vender colchão. O pessoal da Gazin fez um pacto, o dono fez um pacto com o demônio que para ele vender bastante cama ele teria que colocar terra de cemitério nos saquinhos em vez daquelas bolinhas que é para tirar o mofo.

Eu recebi o áudio da moça e tô aqui transtornada. Eu comprei uma cama para a minha filha tem mais ou menos uns dois meses. E a menina só “veve” dormindo que nem a outra moça falou. E eu peguei agora no saquinho e vi (vocês tão vendo). E agora eu abri aqui, quando eu peguei ele nem tirei do saco. Vou tirar agora pra vocês ver. Jesus. Em nome de Jesus.

E realmente, hein pessoal. É terra mesmo. Terra de cemitério. Terra mesmo. Aqui mais um. (ai meu Deus, eu não tenho flash). E a minha filha vive dormindo. Achei que era brincadeira da menina e realmente, em nome de Jesus. Quem comprou a cama da Gazin e olhe, em nome de Jesus. A menina tava dormindo muito e pela amor de Deus. blá, blá, blá. Vamos divulgar esse vídeo.

Caramba! Que história… Em nome de Jesus (desculpa, tá?), vamos aos fatos. Como que a pessoa fala com tanta propriedade que a terra “é de cemitério”. Pelo jeito, o mundo está cheio de especialistas em variedades de terra e que consegue diferenciar as terras mundo afora.

Além disso, por que ela reclama que a filha vive dormindo na cama? As camas não são feitas para dormir, afinal? Ok, a criança estava dormindo demais. Isso parece tanto um dos nossos boatos mais clássicos, a de que a Galinha Pintadinha era do diabo (se você não leu essa história, leia aqui). 

Além disso, o próprio vídeo consegue ter as características de hoax. Está cheio de informações desencontradas, erros de português (como o veve, que seria vive) e, claro, o pedido de compartilhamento no final. Cara de balela, não é? E é mesmo. A história do boato fez tanto sucesso que a própria empresa Gazin teve que vir a público para desmentir a história. Olha qual é a explicação deles.

Sobre o caso dos vídeos viralizados nas redes sociais recentemente nos estados de Rondônia e Acre, a Gazin esclarece que respaldados em um histórico de 50 anos de compromisso e respeito com os consumidores, garantimos que todos os produtos utilizados na produção de nossos colchões e estofados são aprovados pelos órgãos regulatórios.

Lamentamos muito que algumas pessoas tenham recebido vídeos falsos sobre a natureza da obtenção de uma de nossas matérias-primas, e reiteramos que o fato alegado não tem fundamento, é totalmente equivocada e caluniosa a associação da marca com ações desse tipo. Informações detalhadas sobre o produto DESSECANTE RDR e suas vantagens sobre a tradicional Sílica Gel Sintética, podem ser obtidas em nosso site e redes sociais.

Seguimos rígidos protocolos em nosso processo de controle de qualidade, desde a seleção de matéria prima até a obtenção do produto final. Convidamos a todos para conhecerem pessoalmente as instalações de nossas fábricas em Vilhena-RO, Feira de Santana-BA, Jaciara-MT, Douradina-PR, Candelária-RS e conferirem de perto as etapas de fabricação.

O presidente da empresa também veio a público para falar, por meio de um vídeo no Facebook:

Sobre o mal entendido que está correndo nas redes sociais, meu único segredo foi sempre trabalhar demais! Um abraço meus filhos… Fiquem com Deus e me ajudem a divulgar isso…

Sobre o mal entendido que está correndo nas redes sociais, meu único segredo foi sempre trabalhar demais! Um abraço meus filhos… Fiquem com Deus e me ajudem a divulgar isso…

Posted by Mário Gazin on Quinta, 1 de outubro de 2015

Gente, com tanto desmentidos não precisamos dizer mais nada. É claro que a história dos colchões Gazin não passa de uma boa de uma balela. O que seria terra de cemitério não passa de um material para evitar a umidade no colchão.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet