Vera Magalhães provocou Bolsonaro de propósito em debate da Band, diz jornalista #boato

Boato – Vídeo da âncora Fabíola Cidral é a prova de que Vera Magalhães foi militante e não jornalista. Ela teria admitido que provocou Bolsonaro de propósito porque sabia que o presidente iria ficar nervoso.

Falamos no último A Semana em Fakes que o debate presidencial do último domingo, 28 de agosto de 2022, teria tudo para suscitar diversas fake news. Não demorou muito para falarmos da primeira delas.

Depois que o presidente Jair Bolsonaro agiu de forma destemperada (e mal-educada) com a jornalista Vera Magalhães, começou a circular na internet um vídeo que seria a prova de que Vera Magalhães seria uma “militante” e não uma jornalista.

Um trecho de um vídeo da âncora Fabíola Cidral (que trabalha para o UOL) começou a circular como se fosse referente a um depoimento de Vera Magalhães. No vídeo, Fabíola Cidral diz o seguinte: “eu conversei com ela logo na sequência e ela falou pra assim: “Eu sabia que ele iria ficar nervoso, eu fiz até de propósito para mostrar quem ele é””. Leia algumas das mensagens que acompanham o vídeo (que você verá mais abaixo:

Versão 1: Uma das Apresentadoras do Debate, confessa que a Jornalista VERA MAGALHÃES, que é integrante feroz do CONSÓRCIO DE IMPRENSA, que fez uma pergunta ofensiva contra o Presidente Bolsonaro de propósito, para provoca-lo. Versão 2: Âncora revela que Verá Magalhães agiu como militante de propósito, para irritar o Presidente Jair Bolsonaro.

Versão 3: A prova que Vera Magalhães não agiu como jornalista, mas sim como militante. Uma das âncoras do debate conta que Vera falou para ela: “Eu sabia que ele iria ficar nervoso, eu fiz até de propósito para mostrar quem ele é”. Versão 4: Uma das âncoras do debate conta que Vera falou para ela: “Eu sabia que ele iria ficar nervoso, eu fiz até de propósito para mostrar quem ele é”. A prova que Vera Magalhães não agiu como jornalista, mas sim como militante.

Jornalista denuncia que Vera Magalhães provocou Bolsonaro de propósito em debate da Band?

Uma fala como essa caiu como uma bomba entre bolsonaristas. Muitos (inclusive influentes) começaram a bradar contra Vera Magalhães. Só há um detalhe: é falso que a jornalista em questão teria admitido que “provocou Bolsonaro de propósito”.

Na realidade, Fabíola Cidral estava se referindo a outra figura que entrou em confronto com Bolsonaro: a candidata Simone Tebet. A própria Fabíola Cidral fez uma publicação no Twitter desmentindo que se referia a Vera Magalhães. Ela repostou um conteúdo do perfil do UOL Notícias com o vídeo original. Assista:

Resumindo: é falsa a informação que aponta que Fabíola Cidral teria apontado que Vera Magalhães provocou Bolsonaro de propósito. No vídeo, a âncora do debate na Band se referia à candidata Simone Tebet.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3uwu4ra
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet