Ricardo Salles foi envenenado por governadores e teve que ser internado em 2021 #boato

Boato – O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, foi envenenado e teve que ser internado após reunião com governadores da Amazônia. Ele foi vítima de ecoterrorismo.

Os últimos acontecimentos políticos relacionados com a questão do meio ambiente (como reuniões do ministro do Meio Ambiente do Brasil com a União Europeia e EUA) fizeram com que uma velha história voltasse a circular. De acordo com mensagens que circulam na internet, Ricardo Salles foi envenenado e teve que ser internado em 2021.

Um print de uma “denúncia” no WhatsApp aponta que Ricardo Salles foi vítima de “ecoterrorismo” e teria sido envenenado com mamona durante um reunião com governadores de estados da Amazônia. Ele estaria no Hospital das Forças Armadas “lutando pela vida”. Leia a mensagem que circula online:

Confira o desmentido em vídeo:

URGENTE: Nosso Valente Ministro Ricardo Salles, foi vítima do ‘Ecoterrorismo’, provavelmente envenenado ontem durante a Reunião com os governadores da Amazônia. As evidências são de mamona, um conhecido agente utilizado por ataques ecoterrorista.

O Ministro passou a noite no HFA- Hospital das forças Armadas, lutando por sua Vida. O procedimento foi de protocolo de guerra Biológica… Desintoxicação por hemodiálise. O GSI em Alerta Máximo, fazendo varredura no Palácio do Planalto.

Ricardo Salles foi envenenado por governadores e teve que ser internado em 2021?

O tal print se espalhou com muita força nas redes de apoio ao presidente da República e que apoiam o ministro do Meio Ambiente. Porém, a informação que aponta que Ricardo Salles foi internado depois de ser envenenado em 2021 é falsa.

Na realidade, o boato que estamos tratando hoje é uma versão “atualizada” de uma fake news desmentida em 2019 no Boatos.org. Na época, de fato, Ricardo Salles havia sido internado após sentir um mal-estar. A ida dele ao hospital suscitou boatos de que ele havia sofrido um infarto (algo desmentido pelo hospital) e, posteriormente, de que ele havia sido envenenado (sem lastro algum na realidade). Relembre o que escrevemos na época:

Vamos aos fatos! Dada à crise (que se instalou no governo devido às queimadas na região da Amazônia Legal), era bastante óbvio que teorias da conspiração começassem a surgir. Ao ler o texto, é possível identificar diversos detalhes que deixam dúvidas. Como, o caráter vago (não diz, por exemplo, quem teria dado o diagnóstico) e alarmista. Além disso, as mensagens ainda apresentam erros de português e não citam fontes confiáveis.

Logo quando a teoria de que Salles teria sofrido um infarto (história, aliás, muito parecida com um boato sobre o general Mourão) invadiu a rede, ela foi prontamente desmentida pelos médicos. Segundo um boletim, emitido logo após a internação, o ministro deu entrada no hospital após sentir um mal-estar e permanecia assintomático. Vale ressaltar que quem passa por um infarto não fica assintomático.

Pois bem, com o passar do dia, mais exames foram feitos e os médicos não detectaram nenhuma anormalidade, liberando Salles ainda no dia 28 de agosto de 2019. O fato, por si só, já derruba a segunda teoria (a de envenenamento). Se alguém fosse envenenado, exames médicos, com certeza, iriam indicar a condição e o paciente não seria liberado em seguida (já que a situação inspiraria um maior cuidado).

Por fim, ainda no dia 28 de agosto de 2019, o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, afirmou que a causa do internamento do ministro Ricardo Salles teria sido ocasionada por estresse. Mas não só isso: Salles teria passado pelo o que Azevedo e Silva chamou de “estresse ambiental” (vale lembrar que, de fato, o ministro do Meio Ambiente não está passando por dias fáceis a frente da pasta).

Vale apontar que, em 2021, a história também não tem qualquer lastro na realidade. Não há qualquer notícia de internação de Ricardo Salles nos últimos dias tampouco de reuniões presenciais com governadores da Amazônia. Ou seja: uma “boa alma” (nem tão boa assim) pegou um boato velho e jogou na rede.

Resumindo: a história que aponta que Ricardo Salles está internado em 2021 após ser envenenado é falsa. Era falsa em 2019 e (como se fosse possível) ficou mais falsa ainda em 2021.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3tP2fIR
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/38hcBcy

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet