PM de SP obedece ordens de Doria e agride idoso que saiu na rua na quarentena #boato

Boato – Sob ordens do governador João Doria, Polícia Militar (PM) de São Paulo (SP) agride idoso que descumpriu quarentena e saiu na rua. Vídeo flagrou tudo. 

O estado de São Paulo tem apertado o cerco contra a proliferação do novo coronavírus. No dia 17 de março de 2020, governador de São Paulo João Doria anunciou o início do isolamento obrigatório em todo o estado.

O distanciamento social funcionou bem nas primeiras semanas. Entretanto, o que era motivo de orgulho para o estado logo se transformou em um pesadelo. Os números do isolamento começaram a despencar e fizeram com que o governador João Doria anunciasse medidas mais rígidas, como prisão, àqueles que desrespeitassem a quarentena.

O assunto deu o que falar e muito gente andou questionando o rigor adotado por Doria. Especialmente, após um suposto vídeo da polícia de São Paulo começar a circular nas redes sociais. Nas imagens, é possível ver dois policiais batendo em um idoso na rua. A vítima pede, aos gritos, para que os homens parem com as agressões. Os policiais continuam batendo no idoso e pedem para que ele abaixe as mãos. De acordo com as publicações, o idoso teria sido agredido por descumprir a quarentena. Ainda segundo as mensagens, os policiais apenas estariam seguindo ordens do governador de São Paulo João Doria. Confira:

Versão 1: “PM DE SP obedecendo ordens do governo Doria para as pessoas não sairem de casa”. Versão 2:“Façam isso chegar ao número máximo de pessoas pelo amor de Deus! PM DE SP obedecendo ordens do governo Doria para as pessoas não sairem de casa: gente isso é ditadura – privação do direito de ir e vir… Senhor idoso, arrumado, não estava passeando”. 

PM de SP obedeceu ordens de Doria e agridiu idoso que saiu na rua na quarentena?

O vídeo já foi compartilhado milhares de vezes nas redes sociais e tem causado revolta entre os internautas. Mas será que a polícia de São Paulo realmente teria agredido um idosos por causa de desrespeito à quarentena? A resposta é não!

Vamos aos fatos! Para começo de história, a publicação segue aquele velho roteiro de fake news da internet: é vaga, alarmista, possui erros de português e não cita fontes confiáveis.

Além disso, infelizmente, vídeos retirados de contexto têm sido uma das situações favoritas dos criadores de fake news. A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeros deles, como o que dizia que policiais da Turquia estariam batendo em pessoas que desrespeitassem o isolamento. Também o que indicava que o médico Drauzio Varella teria dito que continuaria andando na rua durante a quarentena e, por fim, o que apontava que o governador do Ceará, Camilo Santana, teria participado de uma festa em plena quarentena.

E assim como nos casos citados, a história de hoje envolve um vídeo real, mas que nada tem a ver com o isolamento social em decorrência da Covid-19.

Buscamos pela informação e descobrimos que a história já havia sido desmentida por outros serviços de checagem. De acordo com a Agência Lupa, o vídeo já circula nas redes sociais desde o dia 3 de dezembro de 2019, ou seja, bem antes do primeiro caso de Covid-19 ser registrado no Brasil. A publicação original fazia uma crítica ao presidente Jair Bolsonaro, ao governador de São Paulo João Doria e também à abordagem da polícia brasileira.

O serviço de fact-checking Fato ou Fake também repercutiu o boato. Segundo a página, a Polícia Militar de São Paulo teria informado que as imagens são resultado de uma ação policial que ocorreu em dezembro de 2019, em Mogi das Cruzes (SP).

De acordo com a PM, naquela oportunidade, o homem que aparece no vídeo apanhando dos policiais agrediu a companheira em um posto de combustível. Ainda segundo a PM, ao ser abordado pelos policiais em sua residência, o homem reagiu à prisão.

A Polícia Militar de SP também informou que um inquérito policial foi instaurado após a análise das imagens. O órgão de segurança destacou que o inquérito já foi finalizado e encaminhado ao Tribunal de Justiça Militar.

Em resumo: a história que diz que a Polícia Militar de SP, sob ordens do governador João Doria, agrediu um idoso que desrespeitou a quarentena é falsa! Assim como em outros casos, o vídeo é real, mas foi retirado de contexto. As imagens foram gravadas no início de dezembro de 2019, bem antes da pandemia da Covid-19 começar. O vídeo mostra uma ação policial na cidade de Mogi das Cruzes (SP), após um agressor reagir à prisão. Ou seja, a história não passa de balela. Não compartilhe e, se possível, permaneça em casa!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164.

Confira a lista de todas as fake news sobre o novo coronavírus

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2yOF9Hf