Lula se solidariza com Renato Freitas após vereador invadir igrejas e ser preso #boato

Boato – O ex-presidente Lula fez publicação em solidariedade a Renato Freitas após o vereador invadir igrejas, agredir fiéis e ser preso por isso.

O caso da semana passada, no qual um vereador do PT de Curitiba, Renato Freitas, invadiu uma igreja da capital paranaense durante uma missa, ainda reverbera na internet. A ação (um tiro no pé, aliás) tem gerado críticas ao partido e algumas fake news.

Uma das histórias aponta que Lula se solidarizou com Renato Freitas após a invasão da igreja. O texto também aponta que o vereador chegou a ser preso e que o ex-presidente seria o “chefe” da ação. Leia a mensagem que circula online:

O CHEFE: Lula se solidariza com vereador Renato Freitas, preso em Curitiba por invadir igrejas e agredir fiéis “Minha solidariedade ao vereador Renato Freitas (PT), vítima de truculência policial em Curitiba, depois de enfrentar a provocação de um bolsonarista. Renato tem a cara de uma juventude que luta e disputa os espaços de poder pela construção de um futuro mais justo. Exigimos respeito.”, escreveu o líder petista.

Lula se solidarizou com Renato Freitas após vereador invadir igrejas e ser preso?

Não demorou para a história se espalhar com todas as forças em redes sociais e chamar atenção. Só, ao contrário do que aponta a mensagem, o tuíte de Lula não tem qualquer relação com o episódio envolvendo Renato Freitas e a igreja de Curitiba.

É importante citar que essa não é a primeira fake news que relaciona Lula ao caso. Outro dia, o Boatos.org desmentiu a história falsa que apontava que apontava que Lula se aproveitou do caso para afirmar que iria “cortar benefícios de igrejas”. No outro dia, o tuíte era falso. Hoje, a questão é diferente.

É verdade que Lula já fez uma publicação de solidariedade a Renato Freitas. Mas isso ocorreu em julho de 2021. Na ocasião, o vereador havia sido alvo de uma ação truculenta de polícia durante um protesto. Ele era suspeito de agredir um homem no centro de Curitiba.

Na ocasião, Lula fez a seguinte publicação no Twitter (o link está aqui): “Minha solidariedade ao vereador @Renatoafjr (PT), vítima de truculência policial em Curitiba, depois de enfrentar a provocação de um bolsonarista. Renato tem a cara de uma juventude que luta e disputa os espaços de poder pela construção de um futuro mais justo. Exigimos respeito”.

É importante citar que nem o ex-presidente fez qualquer manifestação relacionada ao caso da invasão da igreja em Curitiba tampouco o vereador acabou preso pela ação em questão.

Resumindo: não é verdade que Renato Freitas foi preso por invadir uma igreja em Curitiba tampouco que Lula se solidarizou por causa disso. O que circula na internet é uma publicação antiga do ex-presidente que não tem relação com o caso em questão.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3HIppbu
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet