Lula responde a processos nos EUA e antecipou posse para poder visitar Biden sem ser preso #boato

Boato – Lula antecipou sua diplomação para não ser preso ao visitar presidente Joe Biden, porque responde processos nos EUA

A diplomação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ocorreu na segunda-feira, dia 12 de dezembro de 2022, em uma cerimônia no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A diplomação é o processo que confirma o resultado das eleições e habilita os eleitos a tomarem posse no início do ano.

É claro que o momento se tornou alvo de fake news. De acordo com uma história que está circulando nas redes sociais, o presidente eleito Lula teria antecipado sua diplomação para poder visitar o presidente dos Estados Unidos Joe Biden. Segundo a publicação, a razão seria simples: Lula estaria respondendo a processos nos Estados Unidos e seria preso se não apresentasse um passaporte diplomático ou fosse reconhecido como presidente do Brasil. Confira:

Confira também: É falso que Lulinha foi preso no Paraguai! Confira o desmentido em vídeo:

Clique e siga o Boatos.org no YouTube

Versão 1: “LULA NÃO PODE PISAR EM TERRAS AMERICANAS OU SEJA NOS ESTADOS UNIDOS PORQUÊ? ELE TEM PROCESSOS EM ANDAMENTOS LA POR CORRUPÇÃO POR ISSO ELE QUER ANTECIPAR DIPLOMAÇÃO”. Versão 2: “O Lula pediu a antecipação da diplomação dele. Uhum. Né? Aí eu vi várias teorias, porque o pessoal está viajando, gente. Várias teorias da conspiração. Mas tem um outro ponto que justifica. Ele queria viajar para conversar com o secretário do Biden. Pra ele colocar os pés nos Estados Unidos, ele tinha que ter passaporte diplomático e a diplomação que ele é um presidente do Brasil, que ele não poderia ser detido. Porque ele tem processos em andamento nos Estados Unidos. Quem não lembra aqui da Odebrecht, da Petrobras etc. Teve que pagar uma grana, né, Petrobras? Esses processos estão em andamento e a justiça americana não é igual a nossa justiça”.

Lula responde a processos nos EUA e antecipou posse para poder visitar Biden sem ser preso?

A informação viralizou nas redes sociais, em especial, no Facebook e no YouTube e deixou muita gente revoltada. Apesar disso, a história não é verdadeira. A explicação fica por conta da falta de provas.

Os textos apresentam algumas características peculiares, como o caráter vago, alarmista e a falta de fontes confiáveis. Esses são detalhes recorrentes em fake news na internet. Além disso, não existem notícias sobre o assunto em veículos de comunicação confiáveis, o que causa ainda mais desconfiança sobre a história.

Já faz algum tempo que o agora presidente eleito Lula sofre com ataques e histórias falsas. A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeras delas, como a que dizia que Lula não poderia ser diplomado, porque é ficha suja e não foi inocentado. Também a que indicava que Lula poderia ser preso a qualquer momento, após descoberta de escândalo de ex-contador e, por fim, a que aponta que Fachin teria dito, em 2022, que decisão que beneficiou Lula pode sofrer reviravolta.

Ao procurar por mais informações sobre a acusação, não encontramos nada sobre Lula estar respondendo a processos nos EUA. Como se sabe, a Constituição Federal não permite a extradição de brasileiros natos. Dessa forma, o julgamento ou a pena ficam a cargo da Justiça Federal brasileira.

No vídeo que acompanha uma das publicações, a mulher aponta para uma história de que a Justiça dos EUA teria divulgado um esquema de corrupção entre Dilma, Lula, Odebrecht e Braskem. A equipe do Boatos.org desmentiu essa história. Na oportunidade, explicamos que tanto a Odebrecht quanto a Braskem firmaram um acordo com a Justiça dos EUA em relação a um processo contra elas. Entretanto, nem Dilma e nem Lula foram citados na ação. Na verdade, os processos contra as empresas brasileiras até já foram finalizados.

Por fim, a diplomação de Lula não foi tão adiantada assim. O calendário eleitoral estabelece que os candidatos eleitos sejam diplomados até o dia 19 de dezembro. Dessa forma, o dia 12 de dezembro é uma data intermediária.

Em resumo: a história que diz que Lula foi diplomado antes do previsto, para não ser preso ao visitar Biden nos EUA é falsa! A história usada para embasar as publicações já foi desmentida pela equipe do Boatos.org. Como explicamos na oportunidade, a Odebrecht, a Braskem e a Petrobras responderam processos nos EUA, mas firmaram acordos e a ação judicial foi encerrada. Nem Dilma e nem Lula foram citados nos processos. Além disso, a Constituição Brasileira não permite a extradição de brasileiros natos. Isso significa que o julgamento ou a pena sejam feitos ou cumpridos no Brasil. Além disso, a diplomação de Lula não foi feita de forma adiantada, uma vez que ela deve ser realizada até o dia 19 de dezembro. Ou seja, a história não passa de balela!

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2oQa6tD
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso