Jean Wyllys quer criar lei que obriga padres e pastores a casar gays #boato

Boato – Deputado Jean Wyllys anunciou que vai criar, com a ajuda de Haddad, a lei Marielle Franco. Ela obriga padres e pastores a realizar casamento entre homossexuais.

Como já falamos em outros textos, o nível das fake news (não só delas, aliás) da campanha eleitoral está cada vez mais baixo. Em meio a diversos vídeos que mostrariam o “absurdo” do “outro candidato”, histórias surreais circulam online.

O causo de hoje envolve o deputado federal (e candidato à reeleição) Jean Wyllys. De acordo com uma mensagem que viralizou no WhatsApp e no Facebook, ele teria feito uma promessa de campanha um tanto quanto polêmica.

Jean Wyllys teria dito que, com a ajuda do candidato Fernando Haddad (candidato do PT à Presidência da República), ele iria criar uma lei para obrigar padres e pastores a realizar casamentos entre homossexuais. A lei se chamaria Marielle Franco e os religiosos que se negassem a realizar o pagamento seriam condenados à prisão. Leia a mensagem que circula online:

“Com o apoio do candidato a presidência Fernando Haddad, vou criar a Lei Marielle Franco, essa lei obrigará Padres e Pastores a realizarem cerimônias de casamentos de homossexuais na igreja, os que recusarem serão presos.” – Jean Wyllys

Jean Wyllys vai criar lei que obriga padres e pastores a casar homossexuais?

Como quase tudo que envolve Jean Wyllys (vide fake news que falava que ele desejava ser ministro da Educação), a história se espalhou com força na Internet. Mas será que ele quer criar essa lei e publicou isso? A resposta é não. Vamos aos fatos.

Dois fatores nos faz desconfiarmos da história logo de cara. Primeiro, Fernando Haddad não é o candidato a presidente de Jean Wyllys (pelo menos não no primeiro turno). Seria estranho ele “soltar” essa frase e citar Haddad e não Boulos.

O segundo é que, em nenhum momento, os defensores dos direitos LGBT falam em mudar leis religiosas. A defesa do casamento gay está na esfera civil e não religiosa (Jean Wyllys inclusive tem um projeto que trata apenas de casamento civil e união estável). Até porque as religiões têm liberdade de estabelecer as suas próprias regras desde que, claro, não infrinjam a lei.

Ao buscar por mais informações sobre o assunto, descobrimos mais duas coisas que ajudam a derrubar a tese. A primeira é que a história foi criada em uma página no Facebook que só publica fake news sobre a esquerda brasileira. Entre as pérolas, estão textos de Haddad falando mal de nordestinos e Ciro falando que nunca tocou na palavra SPC.

A segunda é que, além da tal página, não achamos nenhuma publicação que fale sobre o tal projeto de obrigar pastores e padres a casar gays. Não há uma vírgula de Jean Wyllys defendendo isso. Vale dizer que já existe uma “lei” que usa o nome de Marielle Franco. É a lei estadual do Rio de Janeiro que prevê o Dia Marielle Franco para lembrar o “genocídio das mulheres negras”.

Resumindo: a história que aponta que Jean Wyllys quer obrigar padres e pastores a casar homossexuais é falsa. A história foi criada em uma página que só publica fake news e não há sequer um registro de que o deputado tenha prometido algo similar em sua campanha.

PS: Esse artigo é uma sugestão de leitoras do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, no Facebook e WhatsApp no telefone (61) 991779164

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

Um comentário em “Jean Wyllys quer criar lei que obriga padres e pastores a casar gays #boato

  • 29/09/2018 em 20:59
    Permalink

    Antes de compartilhar, consulto esse site, mas, apesar de crer que realmente a história dessa lei é um boato, pela maneira como vocês desenvolveram o texto, começo a desconfiar que vocês são parciais e pior, da esquerda.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)