Jean Wyllys foi convidado para ser ministro da Educação de Haddad #boato

Boato – O deputado federal Jean Wyllys (PSOL/RJ) confirmou que foi convidado pelo candidato à Presidência Fernando Haddad (PT) para ser ministro da Educação.

Dentre as tantas “figurinhas carimbadas” da política que sempre aparecem em fake news, um nome estava “meio sumido”: o do deputado federal e candidato à reeleição Jean Wyllys (PSOL/RJ). Pois bem, ele “estava sumido”. Não está mais.

Tem circulado na internet (principalmente Twitter, Facebook e WhatsApp) a informação de que Jean Wyllys teria sido convidado pelo candidato à Presidência da República Fernando Haddad ((PT) para ser o ministro da Educação em um possível governo dele.

A informação circulou na internet em forma de memes, mensagens soltas e duas “provas”: um print de um tuíte de Jean Wyllys e uma suposta notícia do portal G1 (da Globo). Leia algumas das versões da história que circulam online:

Versão 1: Misericórdia, não podemos deixar que isso ocorra, Bolsonaro presidente no primeiro turno. Versão 2: Alguém conhece o inferno de perto? É possível fazer uma simulação bastante fidedigna… Versão 3: Então se o Haddad ganhar é esse camarada que vai ser o cérebro por trás da educação! Como ele mesmo disse: vamos viver uma nova política de drogas e de liberalismo sexual.

Mensagem na imagem: G1 – Política Jean Wyllys confirma convite de Haddad para ser Ministro da Educação em eventual governo do petista. O Deputado do PSOL confirmou o convite e deve compor a pasta. Também são especulados os nomes de Gleisi Hoffmann, Dilma Rousseff, Ciro Gomes e Lula para compor ministérios.

Jean Wyllys foi convidado para ser ministro da Educação de Haddad?

A tal mensagem está se espalhando entre muitas pessoas na internet (principalmente, aquelas que “clamam” contra a “ideologia de gênero”). Mas será mesmo que o Jean Wyllys foi convidado por Fernando Haddad para ser ministro da Educação? Como você deve imaginar, a resposta é não.

Para começar, a história, por si só, não faz muito sentido. Vamos pensar em dois pontos que diminuiriam as chances.

1) Jean Wyllys é um político do PSOL. Muita gente não se atentou que o partido (pelo menos neste primeiro turno) não apoia a candidatura de Haddad. O PSOL concorre com candidato próprio, que é Guilherme Boulos. Por que Haddad daria um cargo em um ministério “top de linha” para alguém que nem é da coligação?

2) Ao contrário do que a notícia dá a entender, a principal bandeira de Jean Wyllys não é a educação. Se fosse se encaixar em algum ministério ou secretaria, o mais lógico seria a alguma pasta ligada aos direitos humanos.

Já deu para ver que a história é estranha. Mas não para por aí. Ao buscar sobre mais detalhes em relação ao convite (tá cedo para montar ministério, não?), nada encontramos.

Antes que você pergunte, nem o tuite de Jean Wyllys, nem a matéria do G1 são reais. A prova está em uma busca pela página do candidato, onde não há nenhuma menção a convite para o ministério da Educação, e pelo portal de notícias da Globo.

Aliás, há sim. O próprio site desmentiu a informação (por meio do serviço Fato ou Fake). De acordo com o G1, as assessorias de Jean Wyllys e de Fernando Haddad negaram a informação (a de Haddad chegou a falar que seria um “atropelo”). O portal também afirma que o nome do repórter que aparece na informação é de alguém que nem trabalha mais no site.

Antes de terminar, vale uma “explicação técnica” sobre como o boato foi criado (não façam isso em casa): alguém entrou em uma matéria antiga do G1, clicou com o botão direito do mouse, entrou em inspecionar e alterou o título original para o título da fake news. Depois, deu um print screen e saiu compartilhando a balela por aí. Simples de fazer e simples de desmascarar.

Resumindo: a história que aponta que Fernando Haddad convidou Jean Wyllys para ser ministro da Educação é falsa. Nem a matéria foi publicada no G1 nem os candidatos falaram sobre o tal convite. Balela.

PS: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, no Facebook e WhatsApp no telefone (61) 991779164

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)