Jean Wyllys foi convidado para ser ministro da Educação de Haddad #boato

Boato – O deputado federal Jean Wyllys (PSOL/RJ) confirmou que foi convidado pelo candidato à Presidência Fernando Haddad (PT) para ser ministro da Educação.

Dentre as tantas “figurinhas carimbadas” da política que sempre aparecem em fake news, um nome estava “meio sumido”: o do deputado federal e candidato à reeleição Jean Wyllys (PSOL/RJ). Pois bem, ele “estava sumido”. Não está mais.

Tem circulado na internet (principalmente Twitter, Facebook e WhatsApp) a informação de que Jean Wyllys teria sido convidado pelo candidato à Presidência da República Fernando Haddad ((PT) para ser o ministro da Educação em um possível governo dele.

A informação circulou na internet em forma de memes, mensagens soltas e duas “provas”: um print de um tuíte de Jean Wyllys e uma suposta notícia do portal G1 (da Globo). Leia algumas das versões da história que circulam online:

Versão 1: Misericórdia, não podemos deixar que isso ocorra, Bolsonaro presidente no primeiro turno. Versão 2: Alguém conhece o inferno de perto? É possível fazer uma simulação bastante fidedigna… Versão 3: Então se o Haddad ganhar é esse camarada que vai ser o cérebro por trás da educação! Como ele mesmo disse: vamos viver uma nova política de drogas e de liberalismo sexual.

Mensagem na imagem: G1 – Política Jean Wyllys confirma convite de Haddad para ser Ministro da Educação em eventual governo do petista. O Deputado do PSOL confirmou o convite e deve compor a pasta. Também são especulados os nomes de Gleisi Hoffmann, Dilma Rousseff, Ciro Gomes e Lula para compor ministérios.

Jean Wyllys foi convidado para ser ministro da Educação de Haddad?

A tal mensagem está se espalhando entre muitas pessoas na internet (principalmente, aquelas que “clamam” contra a “ideologia de gênero”). Mas será mesmo que o Jean Wyllys foi convidado por Fernando Haddad para ser ministro da Educação? Como você deve imaginar, a resposta é não.

Para começar, a história, por si só, não faz muito sentido. Vamos pensar em dois pontos que diminuiriam as chances.

1) Jean Wyllys é um político do PSOL. Muita gente não se atentou que o partido (pelo menos neste primeiro turno) não apoia a candidatura de Haddad. O PSOL concorre com candidato próprio, que é Guilherme Boulos. Por que Haddad daria um cargo em um ministério “top de linha” para alguém que nem é da coligação?

2) Ao contrário do que a notícia dá a entender, a principal bandeira de Jean Wyllys não é a educação. Se fosse se encaixar em algum ministério ou secretaria, o mais lógico seria a alguma pasta ligada aos direitos humanos.

Já deu para ver que a história é estranha. Mas não para por aí. Ao buscar sobre mais detalhes em relação ao convite (tá cedo para montar ministério, não?), nada encontramos.

Antes que você pergunte, nem o tuite de Jean Wyllys, nem a matéria do G1 são reais. A prova está em uma busca pela página do candidato, onde não há nenhuma menção a convite para o ministério da Educação, e pelo portal de notícias da Globo.

Aliás, há sim. O próprio site desmentiu a informação (por meio do serviço Fato ou Fake). De acordo com o G1, as assessorias de Jean Wyllys e de Fernando Haddad negaram a informação (a de Haddad chegou a falar que seria um “atropelo”). O portal também afirma que o nome do repórter que aparece na informação é de alguém que nem trabalha mais no site.

Antes de terminar, vale uma “explicação técnica” sobre como o boato foi criado (não façam isso em casa): alguém entrou em uma matéria antiga do G1, clicou com o botão direito do mouse, entrou em inspecionar e alterou o título original para o título da fake news. Depois, deu um print screen e saiu compartilhando a balela por aí. Simples de fazer e simples de desmascarar.

Resumindo: a história que aponta que Fernando Haddad convidou Jean Wyllys para ser ministro da Educação é falsa. Nem a matéria foi publicada no G1 nem os candidatos falaram sobre o tal convite. Balela.

PS: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, no Facebook e WhatsApp no telefone (61) 991779164

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

5 comentários em “Jean Wyllys foi convidado para ser ministro da Educação de Haddad #boato

  • 11/10/2018 em 17:47
    Permalink

    Engraçado (que já verifiquei na maioria das vezes aqui) esse site nitidamente tem um lado ideológico (motivos talvez bem aparente) dificilmente se vê vcs desmentindo fakes contra Bolsonaro (pelo visto não há parcialidade aqui)

    Resposta
  • 26/09/2018 em 00:11
    Permalink

    Matéria mais falsa que cédula de 30,00 reais. Com medo de perderem as eleições vem com essa matéria fraca.
    PT vai todo pra cadeia. Viva Bolsonaro 17

    Resposta
  • 23/09/2018 em 13:59
    Permalink

    Apesar dessa explicação didática, muita gente que come feno continuará espalhando essa e todas as demais mentiras sobre Haddad e Wyllys. Parabéns pro trabalho da equipe boatos! Abração!!!

    Resposta
  • 22/09/2018 em 05:10
    Permalink

    Claro que é um boato! Em um improvável governo Haddad o ministro da educação será o Luís Inácio, mestre em leitura de cabeça para baixo e que leu “Guerra e Paz” em três dias!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)