Jean Wyllys foi expulso de Portugal e chamado de fascista #boato

Boato – Jean Wyllys foi expulso de Portugal e chamado de fascista. Um vídeo mostra manifestação na cidade de Coimbra pedindo a saída do político brasileiro do país.

Quem conhece a trajetória do ex-deputado federal Jean Wyllys sabe que é um dos nomes brasileiros que mais colecionam polêmicas na carreira política. De ex-BBB à ícone na luta das minorias (LGBTQI+, mulheres e negros) na Câmara dos Deputados, Wyllys foi eleito por três vezes consecutivas para o cargo de deputado federal pelo PSOL e, em 2019, teve que renunciar ao terceiro mandato e deixar o Brasil, devido a ameaças de morte. E mesmo fora dos “holofotes” da política, parece que os ataques contra o ex-deputado não param, inclusive, na internet.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Siga o Boatos.org no Twitter:


Se inscreva no nosso canal no Youtube

Receba as nossas atualizações no grupo do WhatsApp (só postagens do administrador, não se preocupem): http://bit.ly/2Z5PgE0

Confira o nosso Instagram:

Instagram

Lista no Telegram
https://bit.ly/2VSlZwK

Siga-nos no TikTok (e ganhe bônus no APP)

http://bit.ly/38hcBcy

Desta vez, uma publicação que começou a circular recentemente nas redes sociais dá conta de que Jean Wyllys teria sido expulso de Portugal e chamado de fascista. A postagem traz um vídeo que mostra uma manifestação na cidade de Coimbra supostamente pedindo a saída do político brasileiro do país.

O homem que filma os protestos narra toda a situação. Enquanto os manifestantes gritam “Fascistas racistas não passarão!”, erguendo várias faixas, ele lê um panfleto que estava com uma mulher com o escrito “Jean Wyllys não é bem-vindo. Fora de Portugal. Com a Direita Nacional a ESQUERDA não faz farinha! PNR” e mostra várias outras faixas nas mãos dos protestantes com a mesma frase. Confira, a seguir, o texto original da publicação que está rodando online e compartilhando o vídeo:

Versão 1: *O Jean Wyllys sendo expulso de Coimbra em Portugal como facista! Versão 2: O Comunista do Jean Wilys, herói da Globosta, que renunciou o mandato de Deputado Federal e fugiu com medo das consequências pelo possível envolvimento na facada de BOLSONARO, hoje ele está sendo expulso de Coimbra em Portugal

Jean Wyllys foi expulso de Portugal e chamado de fascista?

O vídeo com o suposto apelo da população de Portugal para que Jean Wyllys deixe o país viralizou rapidamente, principalmente no Facebook, rendendo uma série de comentários e compartilhamentos. No entanto, a história por trás das cenas vistas não procede.

E desconfiamos disso, para começar, por conta das características na mensagem da publicação, que dão indícios de fake news: é vaga, alarmista (tem o intuito de causar polarização política e gerar debates entre os internautas), possui erros de português e, o mais importante, não cita fontes confiáveis de notícias que possam confirmar a veracidade do que está sendo dito.

Em segundo lugar, não é novidade para ninguém que o nome de Jean Wyllys é sempre alvo de boatos online (até tinha parado um tempo, mas voltou a circular a web). Inclusive, nós já desmentimos vários deles aqui no Boatos.org, como, por exemplo, aquele que dizia que as aulas de Jean Wyllys em Harward teriam sido canceladas por falta de alunos; outro que apontava que, ao deixar o Brasil e renunciar ao cargo em 2019, Jean Wyllys teria vendido o mandato de deputado para David Miranda por US$ 700 mil; e até aquela história para lá de bizarra sobre Wyllys ser namorado de Adélio Bispo, o homem que esfaqueou Bolsonaro.

Assim como nestes casos, ao analisarmos o vídeo de hoje, encontramos uma coisa bem estranha. Normalmente, o xingamento de fascista se direciona a alguém da direita política e, no vídeo, isso destoa, por exemplo, do conteúdo das faixas (e, obviamente, da carreira de Jean Wyllys, que nunca foi um político de direita). Desconfiados, buscamos, então, pela real história por trás das imagens gravadas.

Na verdade, o vídeo é de 2019. À época, Jean Wyllys, que havia acabado de renunciar ao cargo na Câmara dos Deputados, foi palestrar em uma conferência na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (FEUC) e virou alvo de protestos do partido de extrema-direita PNR, que se posicionou contra a presença do político e ativista brasileiro no país.

No entanto, mesmo com recurso a megafone, os manifestantes da extrema-direita tiveram os seus gritos de protesto “abafados” pelas palavras de mais de duas centenas de cidadãos antifascistas, que foram ao local defender e prestar solidariedade ao ex-deputado, erguendo bandeiras do Bloco de Esquerda e do MAS (Movimento Alternativa Socialista) e gritando contra o fascismo.

No fim das contas, apesar da troca de “farpas” entre manifestantes dos dois grupos, a palestra de Jean Wyllys na Faculdade de Coimbra naquela ocasião ocorreu normalmente, ele continuou morando em Portugal e até palestrou em outros países.

Resumindo: A publicação que dá conta de que Jean Wyllys foi expulso de Portugal e foi chamado de fascista não é verdadeira. O vídeo que está circulando nas redes sociais é antigo, de 2019, e os gritos de “fascista” não foram para ele, mas sim para manifestantes de extrema-direita que estavam no local tentando protestar contra o ex-deputado e pedir a sua expulsão de Portugal, e acabaram tendo seus gritos “abafados” por manifestantes antifascistas que foram até lá defender o político. Jean Wyllys não foi expulso e continuou morando normalmente em Portugal.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/3kWrohw
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/38hcBcy