General Pocollino grava áudio sobre o que, dentro da lei, deve acontecer com Bolsonaro e STF #boato

Boato – Em áudio, general Pocollino explica que Bolsonaro deve implementar estado de sítio e destituir STF seguindo a lei e as “quatro linhas da Constituição”. 

As manifestações em apoio ao presidente Jair Bolsonaro, que ocorreram no dia 7 de setembro de 2021, incendiaram ainda mais a situação política no país. Com pedidos antidemocráticos e exigências que ultrapassam o absurdo, os protestos alimentaram as fake news.

Na história de hoje, bolsonaristas afirmam que o “general Pocollino” teria gravado um áudio sobre o que deve acontecer com o presidente Jair Bolsonaro e o Supremo Tribunal Federal (STF) após os protestos.

De acordo com o áudio, Bolsonaro pode (e deve) acionar o Conselho da República para explicar o que está acontecendo em relação ao STF. Ainda segundo o áudio, Bolsonaro também deve convocar o Conselho da Defesa e, após isso, decretar o estado de sítio, onde o presidente ganha precedentes sobre os Poderes Legislativo e Judiciário e também sobre as liberdades individuais. De acordo com o áudio, a Câmara e o Senado deveriam aprovar a medida que estaria amparada pela lei. Confira:

Confira o desmentido em vídeo:

Audio do General Pocollino. Muito didático, definindo o que, dentro da lei, deve acontecer. Gal. Pocolini.  Ouve esse áudio: […] Segundo lugar Bolsonaro está convocando para amanhã às 9:00 o nove pouco da manhã a reunião do conselho da República E aí Alguns Já disseram que não vão sim o Presidente da República não está pedir e quem quiser aparecer lá Não ele está convocando o presidente o conselho da República é convocação você tem que ir ou mandar o representante segundo na fila e é esse que é o problema não é pedido na convite é convocação tem que ir sim como é que não vai e o conselho da República é para dar satisfações e pedir conciliamento político apenas e compõem o conselho da República o presidente da república o vice-presidente o presidente da Câmara o presidente do senado é o líder da maioria do Senado líder da maioria da câmara o líder da minoria da câmara em líder da minoria do Senado e mais seis cidadãos dois à convite uma indicação do governo dois da câmara e do Senado essa turma é convocada E terá que ir e acredito agora já acredito o bolsonaro deverá fazer uma explanação de tudo o que que aconteceu até aqui e das decisões que então ele pede para que esse conselho análise e de libere sobre detalhe e tem um detalhe muito importante a decisão é dele a favor ou contra o teu conselho como o nome diz aconselhar e eu moro não para ele escutar para eu ouvir não é um órgão com poderes mandatários ou mandatórios então ele vai dar ciência ao mundo político do que ele passou do que existe do que vai chegar e é só.

Depois disso ele deve convocar Provavelmente o conselho de defesa que entra nesse conselho defesa os presidentes da câmara e do Senado o vice-presidente o presidente os três comandantes militares o ministro da defesa e o ministro da economia e o menino da Justiça só também deliberativo não tem força de mando tem força de sugerir e ouvir e aconselhar como o nome disso Oi e ele terá que fazer isso ele pode decretar uma Gere ó ele pode crescer um estado de sítio ele pode acreditar um Estado Defesa tudo isso rigorosamente dentro da Lei não está saindo das quatro linhas da Constituição ele pode procurar o estado de sítio com e o presidente do senado e da câmara com terá que aprovar ou não se aprovar Vale se não aprovar ele pode baixar o ato institucional E aí ele fecha o Congresso Nacional fecha o STF até que ele repõe os membros do STF que deverão ser presos destituídos da função julgados pelo tribunal mais antigo depois do STF que no caso é o stm apenas por antiguidade e nada mais o que isso e as penas serão cumpridas é assim que se processa ele em eleições legislativas para o Congresso Nacional que fura fechado e é que chegaresse ponto então isso é tudo o que pode acontecer é rigorosamente dentro da Lei dentro das quatro linhas constituição vai acontecer isso não sabemos depende do SUS depende do jogo a partida de futebol já iniciou e agora o resultado faz parte depende o que vai acontecer a verdade é o seguinte o bolsonaro já saltou do avião com seu paraquedas ou paraquedas abre e ele chega feliz no chão ou ele vai preso ou morto e ele não tem mais escolha assim como STF não tem mais volta também Oi e aí tem gente dizendo que tem que fazer o impeachment dos ministros do STF que é o único caminho para tirar os não isso já foi lá atrás quando o Senado abriu mão e não fez agora nós estamos no outro estágio Nós já estamos na guerra e no impasse agora a resolução é outra não é mais conscienciosa a resolução agora é litigiosa é igual o divórcio não há mais nenhuma nenhum ponto de convergência entre o STF e os demais poderes e muito menos com o Executivo a corda rompeu ou será que ainda Ninguém percebeu isso bom então é muito simples a resolução agora é na mesa de negociação a guerra já foi Agora é juntar os cacos do Vaso Quebrado para ver o que é que dá para fazer é só isso não tenho dúvida que o governo federal será o vitorioso Porque ele estácom o povo […].

General Pocollino grava áudio sobre o que, dentro da lei, deve acontecer com Bolsonaro e STF?

A história agitou ainda mais as redes sociais, em especial, o Twitter e o Telegram (o novo espaço utilizado por grupos bolsonaristas). Apesar disso, a história não é verdadeira. A explicação fica por conta das inúmeras versões da história e pelas informações falsas que estão no áudio.

Logo de cara, identificamos algo muito estranho. A história apresenta diversas versões. Aqui no Boatos.org já desmentimos uma versão que apontava que o áudio teria sido gravado pelo jurista Modesto Carvalhosa. Além disso, o próprio nome do general também aparece escrito de N maneiras diferentes nas publicações: Picollini, Picollinni, Picollino, Piccolino, Pocollino, Pocolino etc.

Se isso não bastasse, a internet também está recheada de áudios e textos atribuídos falsamente a personalidades conhecidas. A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeras deles, como o que dizia que o Almirante Fernando Catta teria gravado um áudio sobre intervenção militar, no Clube Naval. Também a que dizia que a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, teria gravado um áudio sobre 7 de setembro, a greve dos caminhoneiros e intervenção militar e, por fim, a que apontava que Leandro Karnal teria escrito o texto “Ironia do Destino” sobre Albert Bourla, CEO da Pfizer.

Além disso tudo, o áudio está cheio de informações falsas. Como já mencionamos no outro desmentido sobre o mesmo áudio, o conteúdo é uma ode bolsonarista que apenas vomita afirmações antidemocráticas.

O Estado de Sítio, de fato, está previsto na Constituição Brasileira, mas não para ser aplicado por frustrações pessoais. Esse estado de exceção só pode ser cogitado em três situações: em casos de comoção grave de repercussão nacional, onde haja fatos que comprovem a ineficiência das medidas tomadas durante o Estado de Defesa e em caso de declaração de estado de guerra ou uma resposta à agressão armada estrangeira.

Além disso, para a declaração do Estado de Sítio, o presidente precisa da autorização do Congresso. Se isso não bastasse, essa medida tem prazo de validade. 30 dias, para ser mais exata (ou até a guerra terminar). Ela é prorrogável, mas também precisa da aprovação do Congresso. E além disso tudo, durante o Estado de Sítio, o Congresso deve eleger uma Comissão para fiscalizar a execução das medidas. E o Poder Judiciário continuará atuante para combater excessos e ilegalidades. E é só. Nesse processo não temos a destituição do STF e muito menos um poder absoluto, onde se pode fazer o que bem entender, sem explicações ou consequências.

Por fim, ao buscar pelo tal general Pocollino, no Portal da Transparência, nada encontramos. Não existe nenhum general chamado Pocollino, Pocolini, Pocolino, Pocollini ou algo similar. Ou seja, o sujeito sequer é real.

Em resumo: a história que diz que o general Pocollino gravou um áudio explicando o que deve acontecer com Bolsonaro e o STF é falsa! O áudio já foi atribuído (também falsamente) a outra pessoa. Além disso, o conteúdo apresenta afirmações falsas e antidemocráticas. Por fim, o Brasil não possui nenhum general Picollino (ou afins). Ou seja, a história não passa de balela.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. Na página, você pode acesso a promoções, descontos e sites que dão brindes.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3vN6CET
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso