General Aureliano fala, em áudio e vídeo, que intervenção militar é inevitável #boato

Boato – Comandante e general Aureliano publicou um vídeo e um áudio dizendo que a intervenção militar é “inevitável”, “questão de tempo” e que será “por bem ou por mal”.

Desde 2013, mês em que, coincidentemente, o Boatos.org surgiu, manifestações na internet pró-intervenção militar e a volta dos militares ao poder têm ganhado força. Entra presidente, sai presidente e sempre é dita a mesma coisa: a intervenção é a solução e está próxima. Não são poucas vezes, também, que grupos pró-intervenção espalham boatos. Hoje vamos falar de mais um deles.

Um texto tem circulado no WhatsApp e dá conta de que o “general Aureliano” teria se manifestado fortemente a favor da intervenção em dois momentos: em um áudio no WhatsApp e em um vídeo gravado nos estúdios da Rádio Bandeirantes. “ATENÇÃO: Ouça o pronunciamento do Comandante General Aureliano, feito no último dia 19/11/2017. ACHO QUE A HORA ESTÁ CHEGANDO, É SÓ QUESTÃO DE TEMPO!”, diz o texto.

O áudio que acompanha algumas das versões do texto aponta que “não se deve falar em ditadura”, que “se deve percorrer todos os caminhos legais até que seja feita uma intervenção militar”, que “se deve evitar qualquer pronunciamento contra a intervenção”. “É uma questão de segurança nacional”, chega a falar o áudio.

O narrador do áudio ainda cita o decálogo de Lênin (que teve origem desmentida aqui), teorias Gramcistas, o Foro de São Paulo, pronunciamentos do general Santa Rosa em Brasília, o STF e que ele não reconhece nenhum deputado que tenha sido eleito. “Não tem um que não tinha sido eleito com dinheiro de corrupção”, completa. No fim, é dito que a “intervenção vem por bem ou por mal”. Confira transcrição do início do áudio e escute:

Se ensinam isso nos colégios, que houve ditadura, e nas faculdades, nós, como ex-militares, devemos evitar isso: falar em ditadura. Vejo que sempre o senhor fala na ditadura, aí depois, não houve ditadura, se contradiz. Isso aí a gente tem que ter um cuidado jamais falar em ditadura militar. Isso foi uma orientação que tivemos aqui. Não sei se você esteve na nossa reunião com o general Santa Rosa aqui no QG dos ex-combatentes. Tava o general Santa Rosa, general Abraão, general Paulo Chagas, entre outros generais e outros intervencionistas como eu estava também presentes nesta reunião.

Outro arquivo atribuído, em algumas versões, ao general Aureliano é um vídeo de uma gravação nos estúdios da Rádio Bandeirantes em que ele também teria falado que a “intervenção militar é inevitável”. Assista ao vídeo e leia transcrição do começo do artigo:

A gente acaba com a emoção se perdendo um pouquinho, mas professor Saldanha, o senhor que é um mestre, o nosso mestre, os políticos estão colocando este país no caminho da intervenção militar. Ela vai ser inevitável. Esse processo eleitoral que nos temos é perverso. Não vai mudar nada em 2018. Os militares não querem o poder, mas querem reestabelecer aqui que está na bandeira do nosso país: Ordem e Progresso.

General Aureliano fala, em áudio e vídeo, que intervenção militar é inevitável?

Tanto o áudio como o vídeo viralizaram e muito na internet. Mas será mesmo que o general Aureliano falou que a intervenção militar é inevitável para os amigos do WhatsApp e para os ouvintes da Rádio Bandeirantes? A resposta é não. Vamos aos fatos.

Antes de falar do áudio e do vídeo, temos mais um detalhe para falar na história. Em algumas versões o texto é acompanhado de uma foto. Em algumas, a pessoa da imagem é do general José Elito Carvalho Siqueira. Em outras, a imagem é do coronel da Polícia Militar de Recife, José Luis Aureliano. Ou seja, em nenhum dos casos é de um “general Aureliano do Exército”.

Vamos ao áudio. Aos 5:50, a pessoa diz que denúncias foram tratadas por juristas do grupo Movimento Cívico Brasileiros Conscientes. Ao procurar sobre o grupo chegamos à página no Facebook e percebemos que a voz que narra o áudio é idêntica ao líder do grupo Bruno Guimarães. Este vídeo, inclusive, atribui o áudio justamente a Bruno.

Em relação ao vídeo, a gravação é mais fácil ainda de ser desvendada. A pessoa que faz a narração é o radialista gaúcho Milton Cardoso. A declaração foi dada durante o programa Rádio Livre no dia 08/11/2017. Ou seja, não tem nada de general nem de Aureliano. O vídeo abaixo e uma citação ao radialista comprova isso.

Nas nossas pesquisas descobrimos que o vídeo de Cardoso também foi atribuído algumas vezes ao “diretor do Fantástico”. Obviamente, esta tese também é falsa.

Resumindo: a história que aponta que o general ou comandante Aureliano fez um pronunciamento em áudio ou vídeo dizendo que a intervenção militar é inevitável é falsa. Não vamos entrar no mérito do assunto, mas o fato é que nenhum general Aureliano (seja lá de onde for) participou do áudio ou vídeo que circulam online.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 994325485.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet