General Augusto Heleno publica texto sobre Weintraub, Trump, FBI e Banco Mundial #boato

Boato – O general Augusto Heleno publicou um texto em que falava que Donald Trump havia mandado o FBI proteger Abraham Weintraub para que ele investigue os governadores do Brasil no Banco Mundial.

Na última semana, tivemos que desmentir por duas vezes mensagens falsas (aqui e aqui) envolvendo a “missão de caça aos corruptos” do ex-ministro da Educação no Banco Mundial. Quando achávamos que o “caso estava encerrado”, descobrimos mais uma história.

Desta vez, a “denúncia” de que Donald Trump pediu que o FBI protegesse Abraham Weintraub para que ele pudesse usar dados do Banco Mundial para espionar governadores do Brasil teria surgido de uma fonte do governo: o ministro do Gabinete de Segurança Institucional Augusto Heleno. A prova disso seria uma publicação de uma página dele. Leia a mensagem que circula online:

Confira o desmentido em vídeo:

Gen. Augusto Heleno. Por ordem direta de Trump, o departamento de estado americano colocou Weitraub sob a proteção do FBI por tempo indeterminado. A frente do Banco Mundial, ele irá desmantelar o esquema de empréstimos (alguns ilegais) que os governadores do Brasil fizeram usando a pandemia. Ai, quando vc volta lá atrás e assiste de novo o vídeo da reunião ministerial, vc entende o que Damares quis dizer quando falou que irão pedir a prisão de governadores e outras pessoas, e que muita gente vai pra cadeia por crimes contra a humanidade. O MEC estava pequeno para o ministro, ele tem potencial de fazer ainda mais. O tiro saiu pela culatra, a intenção deles era uma , Bolsonaro ja sabendo de tudo isso, fez esse contra ataque inesperado (pra eles). Ainda há quem pense que estamos perdendo. Estamos na frente.

General Augusto Heleno publicou texto sobre Weintraub, Trump, FBI e Banco Mundial?

Com a “fonte citada”, muita gente passou a voltar a acreditar na história. Mas será mesmo que Augusto Heleno escreveu o texto em questão? A resposta é não. Para que você entenda toda a história, siga a nossa explicação.

Antes de falar da autoria, vamos falar da denúncia em questão. Como falamos anteriormente, a história já foi desmentida no Boatos.org em outras oportunidades. Por isso, relembre o que escrevemos na versão “Trump mandou o FBI proteger Weintraub”.

Já, de cara, a mensagem nos chamou atenção por conta das características. Ela é vaga, alarmista, com erros de português e não cita qualquer confiável que corrobore com a informação. Só faltou o pedido de compartilhamento para fechar o “pacote completo”. Já desconfiados, resolvemos buscar por mais detalhes em relação ao assunto. Logo descobrimos que as informações não procedem.

A primeira delas é a que aponta que Donald Trump “indicou” Weintraub para o Banco Mundial. Essa informação não procede. O ex-ministro da Educação, que deve presidir um grupo de nove países (Brasil e outras economias menores), foi indicado pelo governo brasileiro (que possui o poder de fazer a indicação para o cargo).

Ao contrário do que o texto sugere, Trump não tem o poder de indicar nomes para as representações de outros países no Banco Mundial. Ele tem o poder, como era de se imaginar, de indicar o representante do seu país.

A segunda informação que não procede é a que aponta que Weintraub vai poder “investigar” a corrupção. Ao contrário do que diz a mensagem, o Banco Mundial não tem acesso a “todas transações bancárias” do mundo. Isso é protegido pelo sigilo bancário e apenas uma autorização da justiça poderia quebrá-lo. Qualquer prática de espionagem sem autorização da justiça não seria nada mais do que arapongagem.

Como aponta essa publicação, o Banco Mundial é uma agência mundial que tem como objetivo criar ações e mecanismos de financiamentos para combater a pobreza no mundo. Não tem nada de “órgão fiscalizador” em suas atribuições.

Pois é. Já deu para ver que toda essa história de “fiscalização” não procede. Por isso, só estamos aqui para complementar “o que falta”: também não procede a informação que aponta que Donald Trump colocou o FBI para “proteger” Weintraub. Falamos isso por dois motivos.

O primeiro deles está na ausência de qualquer informação em fontes confiáveis (ou mesmo de Donald Trump ou Abraham Weintraub) que fale sobre a tal “proteção policial”. Se informação fosse real, não estaria apenas em “mensagens no zapzap e no feice”. O segundo deles é que história que fala em FBI surgiu de outra informação falsa (da caça aos corruptos). Uma vez que a “causa da proteção” é falsa, podemos aferir que a “proteção” também é.

Já deu para a ver que esta história de “caça aos corruptos, ordem de Trump e proteção do FBI” é pura balela. Podemos dizer o mesmo da autoria do texto atribuída a Augusto Heleno.

Para chegar à solução do caso, bastou fazer duas buscas. A primeira foi em fontes confiáveis (se o ministro tivesse falado isso, a mídia iria reagir falando que ele espalhou fake news) e nos perfis de Augusto Heleno. Como era de se imaginar, nada encontramos a respeito desta informação.

A segunda busca foi pelo perfil/página do Facebook que teria publicado a mensagem. Não demorou muito para descobrir que a página “Gen. Augusto Heleno” é feita “por fãs” do ministro, não tem a participação de Augusto Heleno e publica muitas mensagens parecida com a que fala de Weintraub e a proteção do FBI.

Resumindo: a história que aponta que o general Augusto Heleno publicou uma mensagem falando que Abraham Weintraub vai caçar corruptos no Banco Mundial com a ajuda de Donald Trump e FBI é falsa. O perfil que publicou o texto é um fake ou, no máximo, uma “homenagem” ao ministro.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2M3r9Bt

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet