Fernando Santa Cruz, pai do presidente da OAB, participou do atentado de Guararapes #boato

Boato – Fernando Santa Cruz, pai do presidente da OAB, foi um dos participantes do chamado atentado de Guararapes. No total, duas pessoas morreram após ataque a bomba no aeroporto de Recife.

Nos últimos dias, um dos nomes que mais tem aparecido no “mundo das fake news” é o do pai do presidente da OAB. Depois que foi “citado” pelo presidente Jair Bolsonaro, Fernando Santa Cruz, pai de Felipe Santa Cruz e morto durante da Ditadura, já teve notícia falsa sobre a sua morte e foto falsamente atribuída a ele. A mais nova história que circula online dá conta de que ele cometeu um atentado terrorista.

Textos que viralizaram em redes sociais dão conta de que Fernando Santa Cruz foi um dos responsáveis por um atentado no aeroporto de Guararapes. De acordo com mensagens, ele organizou o atentado, junto com o grupo que participava, que vitimou duas pessoas em 1966 (em algumas versões, os textos falam que o atentado ocorreu em 1968) na cidade de Recife. Leia três trechos de versões que circulam online e são acompanhadas de fotos de vítimas (que não mostraremos aqui):

Versão 1: […] Ficamos tão enojados com a reportagem tendenciosa de esquerda, resolvemos mudar de canal e nunca mais assistir o famoso Jornal Nacional. Todos os personagens entrevistados criticaram nosso Presidente pelas declarações , mas nenhum disse quem foi Fernando Santa Cruz, participou do atentado no aeroporto de Guararapes onde duas pessoas foram mortas Edson Régis de Carvalho e Nelson Gomes Fernandes, além de um guarda-civil perder a perna direita e mais de 12 feridos. […]

Versão 2: *O Comunista – Fernando Santa Cruz – Membro da Ação Popular Marxista-Leninista (APML)* – A expressão desta linha política teve seu ponto culminante na participação de militantes da APML no atentado ao *Aeroporto dos Guararapes*, em Recife, no ano de 1968. Este episódio, ocorrido no dia 25 de julho, tinha por objetivo a eliminação do candidato á Presidência indicado pelos militares, o general Arthur da Costa e Silva, de passagem pelo aeroporto. A explosão não atingiu seu principal alvo, mas resultou na morte de pessoas que estavam no local, deixando várias outras feridas. […]

Versão 3: #Bolsonarotemrazao O pai do presidente da OAB foi responsável pelo “Atentado de Guararapes”, o primeiro ataque terrorista da História do nosso País. Em 25 de julho de 1966, data que permanecerá infame, uma bomba explodiu no aeroporto de Recife, matando duas pessoas e mutilando 14. […] Fernando Santa Cruz participava de um grupo de terrorismo e foi morto por seus companheiros

Fernando Santa Cruz, pai do presidente da OAB, participou do atentado de Guararapes?

O que não faltou foi gente compartilhando a tal informação em redes sociais e no WhatsApp. Mas será mesmo que Fernando Santa Cruz teve participação no atentado como as mensagens apontam? A resposta é não. Vamos aos fatos.

O primeiro motivo que nos fez desconfiar da veracidade da informação está no recente histórico de fake news sobre Fernando Santa Cruz. Para além disso, as mensagens contam com algumas das principais características de boatos online (alarmista, com erros de português e falta de citação de fontes confiáveis sobre a participação do pai do presidente da OAB no caso).

Há, ainda, um “plus” de inconsistências históricas nas mensagens. Em um primeiro olhar, achamos informações erradas sobre Fernando Santa Cruz ter pego em armas (algo já esclarecido neste desmentido do Boatos.org e confirmado por esse depoimento), sobre ele ter sido morto por companheiros (desmentido aqui) e há contradições entre as mensagens em relação ao número de feridos, sobre o nome da organização (a APML foi uma dissidência da AP criada apenas em 1971) e até sobre o ano do ocorrido. Só isso já faz o caso merecer uma segunda checagem.

Checamos e chegamos à verdade. Ao buscar sobre o histórico do atentado no aeroporto de Guararapes, descobrimos que o nome do pai do atual presidente da OAB não é citado em nenhum relatório. A versão oficial aponta o nome de Raimundo Gonçalves Figueiredo como o responsável.

Figueiredo era membro da AP, mas se concluiu que foi uma ação isolada.  Na checagem sobre este conteúdo, o Estadão Verifica publicou um documento do Ministério da Aeronáutica da época que mostra que Fernando Santa Cruz não teve participação e que confirma a tese de que Raimundo “agiu à revelia do Comando Nacional da AP”.

Resumindo: a história que aponta que Fernando Santa Cruz foi um dos autores do atentado no aeroporto de Guararapes, em Recife, é falsa. Não há qualquer prova que ligue ele à autoria do ataque à bomba que vitimou duas pessoas em 1966.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)