Exército envia áudio bombástico para os ministros do STF #boato

Boato – Depois de decisões tomadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o Exército resolveu mandar um áudio bombástico para os ministros e falou em invasão.

Na última semana, uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a jurisprudência de processos relacionados ao Caixa 2 gerou muitas críticas por parte de quem defende a Lava Jato. Bastou a decisão do Supremo ser divulgada para boatos novos e não tão novos aparecerem por aí.

Uma das histórias que viralizaram na internet dá conta de que o Exército enviou um áudio bombástico para o Supremo. A informação está contida em um vídeo de um intervencionista. Veja a mensagem que circula online e escute a transcrição do áudio:

Versão 1: O EXÉRCITO ENVIA ÁUDIO BOMBÁSTICOS PARA OS MINISTRIS DO STF. (( POR FAVOR COMPASTILHE PARA OS GRUPO DO SEU WATTSSSAPP. Versão 2: EXÉRCITO ENVIA ÁUDIO BOMBÁSTICO PARA MINISTROS DO STF João Guerreiro revela áudios direto das casernas, Fique ligado, militares já estão se preparando para possível soltura de Lula. E fazem grave denuncia contra o STF.

Transcrição do áudio: Bom dia a todos integrantes do grupo Happy Hour Reacionário. Aqui fala o Coronel Carlos Alves, Coronel Engenheiro Militar, oriundo da arma de artilharia, turma de 1980. Cadete do General Mourão, nosso ilustre amigo e se essa notícia que eu coloquei agora for verdade, acabou. Basta. Como eu falei aqui no particular com a nossa querida amiga Marta, Marta Serrat, eu estou pronto para ombrear com demais amigos, demais colegas de farda para irmos juntos a Brasília cercar o Supremo Tribunal Federal e prender esses 11 canalhas por não são todos inocentes não. […]

Em Curitiba, não deixasse que ele que ela sair dali, cercar o presídio, cercar o Supremo Tribunal Federal, exigir a cabeça de Gilmar Mendes, daquela corda exigir pelo impeachment esse pessoal e que se instaure imediatamente o tribunal militar, que se instaure imediatamente ao tribunal militar podem divulgar esse áudio.

Exército enviou áudio bombástico para os ministros do STF?

A tal história, com um certo tom de ameaça, circulou com muita força por aí. Mas será mesmo que o Exército mandou um “áudio bomba” para o STF? A resposta é não. Para você entender tudo, vamos aos fatos.

Um ponto chamou atenção logo de cara: o mesmo áudio já foi desmentido em outra situação pelo Boatos.org. Em maio do ano passado, o mesmo vídeo já havia viralizado por causa da possibilidade de o Exército conceder um habeas corpus ao ex-presidente Lula. Na época, a gente esclareceu que não se tratava de um áudio do Exército. Veja o que escrevemos:

Para começar, a mensagem nada mais foi do que um recado para um grupo de WhatsApp (que acabou compartilhada talvez pelo próprio pedido do interlocutor). Como tomar um áudio do WhatsApp como posicionamento de uma corporação inteira? Mesmo que alguém do Exército tenha se colocado “à disposição de cercar o STF”, isso não significa que o alto-comando tenha essa vontade.

Além disso, também temos que destacar que a própria pessoa que grava o áudio não diz que “vai acontecer” o cerco ao Congresso por parte do Exército. No áudio, ele “apenas” dá a entender que se propõe a ir à Brasília “prender os 11 canalhas do STF”. A parte que fala que o Exército vai fazer “isso” ou aquilo “ficou” por conta das pessoas que compartilharam o áudio.

Só para terminar, precisamos das uma analisada na fonte da informação: quem ajudou a espalhar a história de Exército invadir o STF e blábláblá é o mesmo grupo responsável por tantos outros boatos sobre intervenção já desmentidos aqui e (como havíamos previsto) não se concretizaram. Vamos dizer que não é uma fonte das mais confiáveis.

Tem só mais um detalhe: a questão temporal. O mesmo áudio circulou no ano passado na internet. E como vocês puderam ver, nada aconteceu. Não seria agora que o áudio (com tudo que foi dito acima) deveria ser levado a sério.

Resumindo: o arquivo que está circulando por aí é não é de um áudio bombástico do Exército para o STF. Foi só um desabafo de sujeito que fazia parte do Exército em um grupo do WhatsApp. Nada de instituição para instituição.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)