Doria assinou acordo para produção de vacina contra Covid-19 em agosto de 2019 #boato

Boato – O governador de São Paulo João Doria acabou de entregar que o coronavírus foi criado pela China ao falar que já tinha um acordo para a produção da vacina Coronavac em agosto de 2019, antes da Covid-19 ser anunciada.

É fato. Em meio ao crescente número de casos de Covid-19, picuinhas políticas estão atrapalhando o combate à doença. A prova disso está na fake news de hoje que, em vez de exaltar a possibilidade de termos uma vacina contra a doença produzida no Brasil, está disseminando uma teoria da conspiração.

Tudo começou quando o governador de São Paulo João Doria anunciou que o Instituto Butantan fechou uma parceria para produzir uma possível (preste atenção, possível) vacina produzida na china contra o coronavírus e, durante a coletiva, Doria mencionou que a parceria com a empresa que está desenvolvendo a vacina (Sinovac) foi assinada em agosto de 2019.

Bastou o anúncio para simpatizantes (ou aliados pontuais) do presidente Jair Bolsonaro “entenderem” que a vacina, chamada de Coronavac, já estava criada desde o ano passado. Ou seja: antes da pandemia da Covid-19 ser anunciada. Esse “entendimento” deixou margem para outro: de que a China criou, junto com Doria, o coronavírus e a vacina em um plano maléfico para prejudicar Bolsonaro. Leia algumas versões da mensagem que circula online:

Confira o desmentido em vídeo

Versão 1: Dória assinou um contrato de desenvolvimento da vacina para Covid, com a Sinovac, da China e o Instituto Butantã. A vacina tem o nome de Coronavac. O contrato foi assinado em agosto de 2019. Eu não entendi. Agosto do ano passado? Como? Coronavac? na China, ano passado? Como?

Versão 2: Dória é um tremendo pilantra. O sujeitinho assinou contrato ano passado? COMO ASSIM? Por isso a cloroquina foi tão rejeitada??? Aliás, bastante conveniente o anúncio da vacina chinadória: no mínimo, está querendo se blindar das investigações e do impeachment. Versão 3: ATENÇÃO… URGENTE… VEJAM ISSO DÓRIA disse que assinou convênio para essa vacina em agosto de 2019? Escritório são Paulo na China e pra vender o estado para os chineses.

Doria assinou acordo para produção de vacina contra Covid-19 em agosto de 2019?

Bastou a tal fala para muita gente acreditar que Doria “armou com a China” a criação da Covid-19. Mas será mesmo que essa tese de que a vacina já existia em 2019 se sustenta? A resposta é não. Calma aí que a gente explica tudo para vocês.

As mensagens já chamam atenção por três fatores. Além de ter características de boatos online (vaga, alarmista e com erros de português) e ser absurda (pensar que já existia vacina para uma doença em que todos perdem é forçar a barra), boatos sobre “Chinadoria” tem sido comuns na internet. Temos exemplos aqui e aqui.

Um fator facilitou a nossa checagem: a citação ao tal pronunciamento do governador de São Paulo falando que “a parceria” foi fechada em agosto de 2019. Isso fez com que a solução para o caso se resolvesse com uma simples contextualização. Primeiro, vamos assistir ao vídeo que circula online:

Quando resolvemos buscar pelo “tal acordo”, descobrimos que está havendo uma distorção da fala de Doria. Na realidade, foi assinado um acordo de transferência de tecnologia entre o estado de São Paulo em agosto do ano passado. Dentre as empresas, estava a Sinovac e o Instituto Butantan. Na época, como mostra essa matéria, não havia nada sobre vacinas contra o coronavírus.

Se você não entendeu, a gente desenha. Em agosto do ano passado, o governo de São Paulo realizou a “Missão China” e fechou diversos acordos com o país asiático. Dentre os acordos, havia o de transferência de tecnologia entre a Sinovac e o Instituto Butantan. Como vocês sabem, a Covid-19 chegou, a vacina começou a ser desenvolvida na China, está em desenvolvimento (ou seja, ainda não há comprovação de que combata o coronavírus) e, em junho de 2020, o contrato para produção da Coronavac pelo Instituto Butantan foi assinado.

Se assistirmos a versão completa do vídeo, publicado, por exemplo, pelo UOL, é possível ver que Doria fala claramente “eu, ontem, fui ao Instituto Butantan pessoalmente e, ao lado do Dr. Dimas Covas, assinei o contrato”. Fotos publicadas pelo próprio Instituto Butantan mostram a assinatura. Assista ao vídeo e veja as fotos:


Resumindo: a história que aponta que Doria e China já haviam assinado um acordo para produção da vacina contra o coronavírus em agosto de 2019 é falsa. Ao mencionar a data, o governador de São Paulo se referiu a outro acordo. O contrato relativo à vacina contra Covid-19 assinado em junho de 2020.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164.

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2CZjkqO

Confira também: 6 fake news sobre vacinas que circularam durante a pandemia

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)