Deputada se encontra com FBI para prender Alexandre de Moraes #boato

Boato – Deputada federal Paula Belmonte viajou para Washington para se encontrar com FBI e prender ministro Alexandre de Moraes.

Já faz algum tempo que os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) se tornaram alvos de fake news na internet. Especialmente, após os ataques do presidente Jair Bolsonaro contra a instituição.

As falas de Bolsonaro mobilizaram diversos apoiadores que chegaram até a acender fogos de artifício em frente ao STF para simular um bombardeio. O fato, que ocorreu em 2020, desencadeou uma série de outros ataques, principalmente, virtuais.

Exemplo disso é a história de hoje. De acordo com uma história que está sendo compartilhada nas redes sociais, a deputada federal Paula Belmonte teria se encontrado com o FBI para prender o ministro do STF Alexandre de Moraes.

Segundo a publicação, o FBI teria identificado o pagamento de milhões em contas bancárias em paraísos fiscais e o ministro Alexandre de Moraes teria blindado o celular de um advogado que delatou uma quadrilha. De acordo com a história, o FBI teria afirmado que o Poder Judiciário estaria interferindo em investigações policiais. “Deputada se encontra com FBI para PRENDER Alexandre de Moraes”, diz o título. Confira transcrição:

Deputada federal e futura senadora esteve com agentes federais do FBI numa reunião na sede norte-americana, em Washington. Os agentes americanos relataram para a deputada Paula Belmonte que analistas identificar o pagamento de milhões para contas bancárias em paraísos fiscais e que a procedência desse dinheiro teria vindo de empresários e políticos brasileiros.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes teria blindado um celular bomba de um advogado que delatou uma quadrilha que lavava dinheiro em frigoríficos. O ministro Gilmar Mendes foi alvo dessa delação, pois de acordo com o delator Francisco de Assis e Silva, Gilmar recebia quantias milionárias e nas notas frias declarava que entregava gado para a fazenda do ministro.

Os agentes declararam que existem várias transferências de teor ilícitos em quantias de mais de R$ 100 milhões, pois de acordo com o FBI, os empresários americanos também estariam participando do esquema. Empresários que também são alvos da agência de investigação norte-americana, os quais lá nos Estados Unidos conseguiram prendê-los, foram indiciados e condenados em segunda instância. É uma pena que a nossa Suprema Corte tenha miseravelmente acabado com a prisão em segunda instância. […]

Deputada se encontra com FBI para prender Alexandre de Moraes?

A informação viralizou nas redes sociais, em especial, no YouTube e no WhatsApp e agitou grupos bolsonaristas. Apesar disso, a história não é verdadeira. A explicação fica por conta da falta de provas e pela origem da informação.

Ao se deparar com a mensagem, logo de cara ficamos desconfiados. Isso porque ela apresenta as principais características de fake news na internet, como o caráter vago, extremamente alarmista, a falta de fontes confiáveis e a ausência de notícias em veículos de comunicação confiáveis (é preciso concordar que uma informação dessas seria notícia em todos os lugares).

Além disso, o nome da deputada federal Paula Belmonte já foi usado em outras fake news, inclusive, sobre o mesmo assunto. Em julho de 2022, a equipe do Boatos.org desmentiu uma história que apontava que o ministro Alexandre de Moraes chorou ao ser preso após ordem de um delegado da Polícia Federal. Na oportunidade, a história indicava que a deputada Paula Belmonte estaria envolvida com a investigação. Como explicamos por lá, o print usado como prova foi construído para parecer que se tratava de uma notícia em um site de comunicação confiável.

Além disso, o vídeo usado na história de hoje é antigo. As imagens foram feitas em 17 de setembro de 2019, durante a CPI que investigava a prática de atos ilícitos e irregulares, no âmbito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), ocorridos entre os anos de 2003 e 2015, relacionados à internacionalização de empresas brasileiras. Como é possível observar, a deputada federal Paula Belmonte não fala em nenhum momento sobre o FBI prender o STF ou o ministro Alexandre de Moraes. Na verdade, ela faz uma crítica às liminares concedidas pelo STF que liberaram algumas pessoas de comparecerem à CPI.

Por fim, a deputada federal Paula Belmonte se elegeu para o seu primeiro mandato no Congresso Nacional, em 2018. Entretanto, ela não é candidata ao Senado. Na verdade, Paula Belmonte chegou a se lançar como pré-candidata ao Senado e, posteriormente, ao governo do Distrito Federal, mas não obteve o apoio necessário. Dessa forma, Paula Belmonte agora concorre à deputada distrital.

Em resumo: a história que diz que a deputada Paula Belmonte teria se encontrado com o FBI para prender Alexandre de Moraes é falsa! O vídeo usado na história de hoje é antigo e não tem nenhuma relação com o “FBI querer prender o ministro Alexandre de Moraes”. Na verdade, a fala da deputada federal Paula Belmonte foi realizada em 2019, durante a CPI que investigava atos ilícitos no âmbito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), entre 2003 e 2015. Além disso, é possível ver que a deputada não fala em nenhum momento sobre o assunto. Ou seja, a história não passa de balela!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3uwu4ra
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso