Caio Coppolla foi proibido pelo STF de participar de programas de TV e rádio e postar em redes sociais #boato

Boato – STF e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, proíbem Caio Coppolla de aparecer na TV, rádio e de publicar na internet.

A guerra travada pelo governo federal e seus seguidores contra os órgãos institucionais que representam a democracia no Brasil ganhou mais um passo. Na última semana, o presidente Jair Bolsonaro apresentou no Senado Federal um pedido de impeachment contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.

A ação logo foi rechaçada pela Magistratura brasileira, que se uniu para condenar o pedido de Bolsonaro. Para as principais instituições da Justiça brasileira, a ação é um ataque claro à independência e à harmonia entre os poderes. Mas essa não foi a primeira vez que o ministro do STF sofreu ataques.

Em março de 2021, o comentarista Caio Coppolla inicou um abaixo-assinado na internet com um pedido de impeachment contra Alexandre de Moraes. E de acordo com uma história que está circulando por aí, tanto o STF quanto o presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco, teriam proibido Caio Coppolla de aparecer na TV, no rádio e de publicar na internet. Ainda segundo a história, a decisão teria sido motivada pelo pedido de impeachment contra o ministro Alexandre de Moraes. Confira:

“DITADURA DO STF LIBERDADE DE EXPRESSÃO!   CAIO COPPOLA!  Com certeza todos os que adoramos a genialidade de Caio Coppola estamos preocupados para saber onde anda e o que  lhe aconteceu. Sabemos que algo sério aconteceu. 

Hoje eu soube e a minha indignação  foi muito acima do que posso suportar. Caio está desempregado, proibido de ter canais abertos, proibido de participar de programas de rádio, jornal e TV,  proibido de postar nas redes sociais,  ameaçado não só pelo cabeça de ovo como pelo presidente do Senado, já devidamente identificado como mais um integrante da quadrilha e tudo isso feito na moita ao estilo esquerda , para o público de nada saber.

Que horror fiquei apavorada . Numa atitude corajosa e admirável ele encaminhou ao presidente do senado um pedido de impeachment do cabeça de ovo. O que aconteceu? O Pacheco deu tapinha nas costas e disse que ia pautar o  impeachment. Que piada. Longe  disso, e por serem   ” amigos de interesses e negócios” ,  uniram-se  para calar Coppolla e destruir a vida desse brilhante e jovem jornalista. Me doeu na alma tamanha injustiça e autoritarismo”.

Caio Coppolla foi proibido pelo STF de participar de programas de TV e rádio e postar em redes sociais?

A informação viralizou nas redes sociais, em especial, no Facebook e deixou muitos seguidores do comentarista indignados. Apesar disso, a história não é real. A explicação fica por conta das inúmeras aparições de Coppolla na mídia e das outras tantas publicações realizadas por ele nas últimas semanas.

Não é novidade para ninguém que essa guerra entre o governo federal e seus apoiadores contra o STF tem gerado dezenas de fake news. A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeras delas, como a que dizia que Sérgio Reis teve prisão decretada pelo ministro Alexandre de Moraes. Também a que indicava que a prisão do ministro do STF, Alexandre de Moraes, teria sido decretada pela PGR e, por fim, a que apontava que Alexandre de Moraes teria deixado o STF e se mudado para Helsinque, na Finlândia, após um acordo com Bolsonaro.

Resolvemos, então, buscar por mais informações sobre o assunto na internet. Ao procurar pelo nome do comentarista Caio Coppolla que, na verdade, se chama Caio de Arruda Miranda, no inquérito das fake news do STF, nada encontramos. Se uma decisão de proibição de uso das redes sociais acontecesse, com certeza viraria notícia e entraria no processo, assim como já ocorreu na prisão do deputado federal Daniel Silveira ou nas ações de busca e apreensão de outros investigados.

Além disso, de fato, Caio Coppolla não está no ar há algum tempo, mas isso não tem nada a ver com alguma decisão jurídica. Na realidade, o afastamento ocorreu por uma decisão editorial da CNN, antiga emissora de Caio Coppolla, que decidiu mudar o formato do programa que ele participava.

Se isso não bastasse, nos últimos meses, Caio Coppolla tem feito diversas palestras ao redor do país, dando suas opiniões e até (veja só!) viajando pelo Brasil. Como é possível observar, as inúmeras publicações do comentarista em suas redes sociais já denotam que a história não tem nada de real.

Por fim, depois que boatos sobre Caio Coppolla “estar numa pior” começaram a circular na internet, os amigos do comentarista fizeram questão de desmentir as supostas informações. No Programa 4 por 4, o jornalista e escritor Rodrigo Constantino tranquilizou os fãs de Coppolla e afirmou que ele está bem e logo deve voltar à sua programação normal. No Twitter, a comentarista Ana Paula Henkel também foi enfática ao falar sobre Caio Coppolla. De acordo com ela, Caio não sumiu, está tirando férias e preparando novidades.

Em resumo: a história que diz que Caio Coppolla foi proibido pelo STF e pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, de aparecer na mídia e de publicar na internet é falsa! Ao procurar por qualquer tipo de decisão sobre Caio Coppolla, descobrimos que não existem pedidos do gênero no STF. Além disso, nas redes sociais, o comentarista Caio Coppolla segue publicando fotos, vídeos e opiniões. Por fim, colegas do comentarista já afirmaram que ele está bem e está apenas tirando férias. Ou seja, a história não passa de balela.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. Na página, você pode acesso a promoções, descontos e sites que dão brindes.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3vN6CET
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso