Alexandre de Moraes deixa o Supremo Tribunal Federal (STF) e vai para Helsinque #boato

Boato – Em um acordo com o presidente Jair Bolsonaro e Congresso, o ministro Alexandre de Moraes deixou o STF. Agora, ele vai para Helsinque (Finlândia).

O dia 1º de abril já passou, mas ainda estamos falando das mentiras “extras” das datas. Depois da fake news da renúncia de Bolsonaro (sonho de alguns), agora surge na internet uma suposta denúncia que seria o “sonho” de outros.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Siga o Boatos.org no Twitter:


Se inscreva no nosso canal no Youtube

Receba as nossas atualizações no grupo do WhatsApp (só postagens do administrador, não se preocupem): http://bit.ly/2Z5PgE0

Confira o nosso Instagram:

Instagram

Lista no Telegram
https://bit.ly/2VSlZwK

Siga-nos no TikTok (e ganhe bônus no APP)

http://bit.ly/38hcBcy

De acordo com a mensagem que circula online, Alexandre de Moraes deixou o Supremo Tribunal Federal (STF) após um acordo com o presidente Jair Bolsonaro e membros do Congresso. O texto (que é um suposto print do G1) também aponta que Alexandre de Moraes iria para o Tribunal Internacional de Garantias Processuais, em Helsinque (Finlândia). Leia a mensagem que circula online:

Confira o desmentido em vídeo:

Alexandre de Moraes deixa o Supremo Tribunal Federal. Em acordo que envolveu Bolsonaro, Rodrigo Pacheco e a Deputada Bia Kicis o agora ex-ministro vai ocupar uma vaga no Tribunal Internacional de Garantias Processuais, com sede em Helsinque. Moraes, porta da rua é serventia da casa. Ministro sai pela porta dos fundos para não humilhar o Tribunal.

O Ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes pediu exoneração do Cargo em carta enviada ao Presidente da Corte, Ministro Luiz Fux. Moraes cedeu a pressões internas e deixa o cargo para evitar o primeiro impeachment na história do tribunal.

Depois de tentar demover o presidente o senado, Rodrigo Pacheco, de dar seguimento ao pedido apresentado pelo Senador Kajuru (acompanhado por um abaixo assinado com mais de três milhões de assinaturas), o ex-ministro foi aconselhado por seus a se afastar do Tribunal.

Alexandre de Moraes deixou o Supremo Tribunal Federal (STF) e vai para Helsinque?

O texto se espalhou muito na internet e deixou algumas pessoas que não “curtem muito” o inquérito das fake news animadas. Porém, não é verdade que o ministro Alexandre de Moraes deixou o STF e vai morar na Finlândia.

Na realidade, a própria mensagem já entrega a farsa. Além de o suposto layout do G1 estar um tanto quando “estranho” (parece que montaram a imagem no Paint), o texto está cheio de erros de ortografia (principalmente nos cargos em caixa alta) e o “repórter” que assina na matéria (Amaral Neto) não consta em nenhum outro conteúdo do G1.

Assim como falamos na publicação sobre a “renúncia de Bolsonaro”, seria bem lógico que uma notícia como essa da saída de Alexandre de Moraes do STF virasse manchete em tudo que é veículo de mídia. Porém, nada encontramos ao buscar sobre o assunto (e você, muito provavelmente, encontrou esse desmentido quando foi procurar).

Juntando isso ao fato de que ontem foi o “Dia da Mentira”, já temos o veredicto: é uma “brincadeirinha” (novamente sem lá muita criatividade, mas melhor do que a “versão Bolsonaro renunciou”). O pior é que não faltaram pessoas que acreditaram na balela (isso foi possível de ler nos comentários no Twitter, Facebook e Instagram).

Independentemente do sucesso do fake, o fato é que a história que aponta que o ministro do STF Alexandre de Moraes deixou o Supremo Tribunal Federal é falsa. Trata-se de uma pegadinha de 1º de abril que deve circular na internet por mais “algum tempinho”.

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3tP2fIR
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/38hcBcy

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet