Brigadistas do ICMBio colocam fogo em mata no Pantanal para prejudicar Bolsonaro #boato

Boato – Vídeo mostra momento em que brigadistas esquerdistas do ICMBio colocam fogo em uma mata no Pantanal para prejudicar o presidente Jair Bolsonaro.

Nos últimos dias, o assunto queimadas no Pantanal tem dividido atenções na mídia com outros assuntos (como a pandemia da Covid-19). E como o assunto divide atenção na mídia, também divide atenção no mundo das fake news.

Desta vez, um vídeo de brigadistas uniformizados do Instituto Chico Mendes (ICMBio) têm deixado correligionários do presidente Jair Bolsonaro revoltados. Nas imagens, os homens usam queimador do tipo “pinga-fogo” para atear fogo numa mata. Junto ao vídeo, há denúncias de que os brigadistas seriam os responsáveis pelos incêndios no Pantanal e que o intuito seria prejudicar o presidente Jair Bolsonaro. Leia:

Confira o desmentido em vídeo:

Versão 1: BRIGADISTA TRABALHANDO CONTRA??? SÃO INCENDIÁRIOS??? #Quem deveria apagar, tá pondo fogo! Algum tipo de técnica de combate? RESPONDE AI IBAMA E ICMBIO. DEPOIS, VEM GRUPOS DAS ESQUERDAS ACUSANDO O GOVERNO. NESSES ÓRGÃOS ESTÁ CONTAMINADO DE ESQUERDISTA.

Versão 2: *INSTITUTO CHICO MENDES DA BIO DIVERSIDADE-MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE* Eu não quero acreditar que o ser humano seja tão fdp ao ponto de uma atitude dessa. São Brigadista do ICMBIO Quem deveria preservar a natureza, está tocando fogo na mesma!!! Local Parece ser no Pantanal

Versão 3: Olha o quê o ICMBio, que deveria estar protegendo a natureza, está fazendo. Presta atenção no jaleco deles. CANALHAS FDP!!! Versão 4: O ICMBIO esse órgão tem que acabar. Isso tem que chegar ao Conhecimento do Ministro e do Presidente..

Brigadistas do ICMBio colocaram fogo no Pantanal para prejudicar Bolsonaro?

Como foi possível ver acima, o que não faltaram foram mensagens xingando os brigadistas do ICMBio. Porém, as mensagens que estão circulando na internet não estão sendo justas com as pessoas do vídeo.

As mensagens, por si, só já nos deixaram mais do que desconfiados. Como uma “boa fake news”, as mensagens em questão têm características de boatos como ser vagas, alarmistas, com erros de português e não citam fontes confiáveis.

Para além disso, boatos do tipo já foram desmentimos. Não faz muito tempo que o Boatos.org desmentiu uma história falsa que aponta que membros do Ibama estariam colocando fogo na mata para “prejudicar Bolsonaro” (veja em texto aqui ou em vídeo abaixo).

Assim como no outro caso, houve um mal-entendido com o que se passou nas imagens. Na realidade, a queima feita pelos brigadistas não é para “incendiar o Pantanal”. Trata-se de uma técnica de queima controlada que serve para evitar o que o fogo se propague. Depois que a mensagem se espalhou, o próprio ICMBio se pronunciou sobre o assunto. Leia a nota de esclarecimento publicada no site da entidade:

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), autarquia federal subordinada ao Ministério do Meio Ambiente, esclarece que os esforços de combate aos incêndios florestais no Pantanal Matogrossense têm sido realizados continuamente desde o dia 12 de agosto deste ano, com um comando local das operações, esquadrões de brigada distribuídos em campo e apoio aéreo.

Neste momento, parte dos recursos está concentrada no município de Cáceres/MT, em cujo território encontram-se 3 unidades de conservação federais ameaçadas pela propagação das chamas: Estação Ecológica da Serra das Araras, Reserva Particular do Patrimônio Natural Jubran e Estação Ecológica de Taiamã.

Nesta última unidade de conservação, entre os dias 12 e 13 de setembro, foi realizada uma manobra de combate indireto aos incêndios florestais conhecida como “queima de expansão”, cuja técnica consiste em eliminar o combustível em pequenas faixas do terreno através da aplicação do fogo. O controle dessa técnica exige pessoal treinado e experiente, pontos de ancoragem muito bem definidos e condições meteorológicas favoráveis para que o fogo não se alastre e inicie um novo incêndio. Todas essas condições foram obedecidas e a queima foi considerada um sucesso.

A Estação Ecológica de Taiamã continua protegida, sem incêndios no seu interior. No entanto, desde ontem, 14 de setembro, um vídeo que circula pela internet tem gerado diversos mal-entendidos sobre as ações do ICMBio. Ele foi produzido e divulgado por um brigadista que esteve em campo, trazendo uma versão errônea sobre a prática de que ele participara.

Reafirmando o seu compromisso com a sociedade e a natureza do Brasil, o ICMBio espera que estes esclarecimentos cheguem ao maior número de cidadãos e que o trabalho no Pantanal Matogrossense continue até o fim dos terríveis incêndios florestais que o acometem.

Na página do Facebook, o ICMBio publicou um desmentido “resumido”: “No vídeo, brigadistas do ICMBio realizam atividade de queima controlada. A prática serve para eliminar a matéria orgânica seca, de maneira programada e monitorada, e assim reduzir o combustível das queimadas”.

Resumindo: a história que aponta que brigadistas do ICMBio estão colocando fogo no Pantanal para prejudicar o presidente Jair Bolsonaro é falsa. O vídeo que está circulando online mostra o contrário disso: trata-se de uma técnica de queima que serve justamente para controlar a disseminação do fogo na região.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2H2c3Iu
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK

Assista também: 7 fake news sobre sabotagens contra Bolsonaro

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet