Bolsonaro usou R$ 14 milhões de cartão corporativo para gastos pessoais em 2019 #boato

Boato – O presidente Bolsonaro usou R$ 14 milhões de cartão corporativo para gastos pessoais no ano passado. O valor é equivalente a mais de um salário mínimo e meio gasto a cada 38 minutos.

Vira o ano e, em todo lugar, inclusive, no governo, começam-se os balanços de gastos do período que passou e dos que estão por vir nos próximos 365 dias (ou 366, no caso de 2020, que é bissexto). E já que estamos falando de fazer as contas, já tem gente de olho nas finanças do governo Bolsonaro não só para este ano, como no que foi gasto em 2019.

Uma publicação que está circulando a internet dá conta de que o presidente Jair Bolsonaro usou R$ 14 milhões de cartão corporativo para gastos pessoais em 2019. De acordo com a informação que está sendo compartilhada fervorosamente entre os internautas, principalmente contrários à atual gestão, o valor seria equivalente a R$ 1.725,50 por hora, isto é, um salário mínimo e meio a cada 38 minutos.

Isto fora o seu salário como presidente da República e, segundo o texto, uma suposta aposentadoria compulsória como incapaz do Exército, no valor de R$ 60 mil por mês (algo que também não procede). Veja abaixo as duas versões do texto original da publicação que está rodando online:

Versão 1: Tem uma máxima que diz: “números não mentem”, e outra que diz “contra fatos não existem argumentos”.Bolsonaro gastou 14,9 milhões no cartão corporativo em 2019: R$ 14.900.000,00 por ANO R$ 1.241.666,00 por MÊS. R$ 41.388,00 por DIA (24horas) R$ 1.725,50 por HORA. ou 1 SALÁRIO MÍNIMO A CADA 38 MINUTOS, MESMO DORMINDO. Isto fora seu salário como presidente e sua aposentadoria compulsória como INCAPAZ do exército que dá uns 60.000,00 líquidos e não computando os ganhos com as ‘rachadinhas’.

Versão 2: Bolsonaro gastou 14 milhões e 900 mil no cartão corporativo. Deputado Paulo Pimenta,colocou os números, 1 milhão 240 mil reais por mês, 41 mil por dia, 1.708 reais por horas foram gastos

Bolsonaro usou R$ 14 milhões de cartão corporativo para gastos pessoais em 2019?

Sem dúvidas, essa publicação chocou muitas pessoas nas redes sociais e viralizou rapidamente, tendo em vista os valores exorbitantes supostamente subtraídos dos cofres públicos e gastos pelo atual presidente da República para fins pessoais, em apenas um ano de governo. Mas será mesmo que Bolsonaro gastou R$ 14 milhões de cartão corporativo para gastos pessoais em 2019? A resposta é não! E você confere o porquê a seguir.

Para começar, essa história incorre em dois erros que já foram desmentidos em outros boatos por aqui, como explicamos, por exemplo, no artigo que dizia que Bolsonaro e Michelle teriam gasto R$ 6 milhões do cartão corporativo em 7 meses (isto é, até agosto). Por isso, nós vamos relembrá-los para que você consiga entender melhor porque esse alarde todo sobre as contas do presidente de 2019 também não é tão verdadeiro assim.

Mas, afinal, o que é o famoso cartão corporativo? O CPGF (Cartão de Pagamento do Governo Federal)é uma forma de pagamento utilizada pela Presidência da República que funciona tal como um cartão de crédito comum para nós, só que, obviamente, com algumas regras e limites específicos de uso. Neste caso, ele serve para que o governo pague por despesas emergenciais, sem a necessidade de abrir um processo licitatório, que normalmente leva algum tempo. Com o cartão corporativo, tudo é feito por meio eletrônico, o que gera também mais rapidez a transparência nas transações financeiras da Presidência.

Portanto, o primeiro erro nessa história é que, apesar de a imprensa divulgar que “Bolsonaro gastou R$ 14 milhões do cartão corporativo”, na verdade, esse dinheiro foi gasto por órgãos da Presidência da República, e não somente pelo presidente. Ou seja, além dos gastos de Jair Bolsonaro e da primeira-dama, o montante de R$ 14 milhões nas despesas de 2019 que foi divulgado inclui também os do Departamento de Polícia Federal, Ministério da Economia, Comando da Aeronáutica, Departamento de Polícia Rodoviária Federal, Comando do Exército, Ministério da Saúde, entre outros órgãos.

E o segundo erro está em dizer que esse valor de R$ 14 milhões gastos pelo governo no ano passado é discrepante, já que ele está na média das despesas dos últimos anos. Analisando os dados divulgados no Portal da Transparência (que qualquer cidadão pode acessar), podemos ver também os gastos dos anos anteriores à gestão Bolsonaro, de R$ 13 mil em 2015R$ 12 mil em 2016R$ 10 mil em 2017R$ 11 mil em 2018 e, então, de R$ 14 mil em 2019.

Vale ressaltar que, assim como nos outros anos e gestões anteriores, não é possível saber quais foram os gastos pessoais do presidente Jair Bolsonaro, uma vez que os dados são sigilosos.

Resumindo: A notícia que dá conta de que Bolsonaro teria gasto R$ 14 milhões de cartão corporativo para gastos pessoais em 2019 não é verdadeira. Esse valor refere-se ao montante total gasto no ano passado por todos os órgãos da Presidência da República, e não somente pelo presidente, como é possível consultar no Portal da Transparência do Governo Federal.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/36oLGIe
error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)