Bolsonaro e Michelle almoçaram com Guilherme de Pádua e esposa #boato

Boato – O presidente Jair Bolsonaro e Michelle Bolsonaro almoçaram com Guilherme de Pádua, assassino de Daniella Perez, e sua esposa.

Em tempos de campanha eleitoral, é preciso ter muito cuidado com o que se publica na internet. Quando falamos nisso, não nos limitamos a “usuários comuns” de redes sociais. Isso também vale para a mídia. A prova disso é a história de hoje, que aponta para um suposto encontro do presidente Jair Bolsonaro.

Alguns veículos de mídia noticiaram que Bolsonaro e sua esposa haviam almoçado com ninguém menos do que Guilherme de Pádua, homem que matou a atriz Daniella Perez (filha da escritora Glória Perez) em 1992. Alguns elementos eram apontados como “prova” do encontro em questão.

Uma das “provas” é uma foto de Michelle Bolsonaro com a esposa de Guilherme de Pádua, a maquiadora Juliana Lacerda. Outra foi o fato do presidente e da primeira-dama terem participado de um culto na Igreja Batista Lagoinha, de Belo Horizonte (a mesma que Guilherme e Juliana frequentam). Com isso, manchetes como “Jair e Michelle Bolsonaro almoçaram com Guilherme de Pádua e mulher em BH” surgiram por aí e geraram muitos comentários.

Bolsonaro e Michelle almoçaram com Guilherme de Pádua e esposa?

Apesar do buzz gerado pela história (podemos chamar de “o factoide do dia”), não há qualquer prova de que, de fato, Jair Bolsonaro e Michelle tenham “almoçado com Guilherme de Pádua”. Pelo contrário, o temos até o momento aponta que não é verdade.

É importante citar que o jeito que a história foi criada dá a impressão de que o presidente teria, de forma premeditada, se encontrado com Guilherme de Pádua em um encontro de “amigos”. Mesmo que o encontro fosse real, essa narrativa não se sustentaria.

Como mostra essa matéria e como falamos antes, Bolsonaro e a esposa participaram na manhã do dia 7 de agosto de 2022 de um culto. Mesmo que tivesse um evento e entre muitas pessoas estivesse Guilherme de Pádua, não é possível apontar que “almoçaram juntos” (no sentido de tiveram um encontro). Mas sequer isso ocorreu.

Quando a história cresceu, as figuras citadas vieram a público para se explicar. Bolsonaro, que naquela tarde foi para São Paulo (onde foi vítima de outra fake news), publicou em redes sociais que não ficou para o “almoço da igreja” de Belo Horizonte (tese que casa com o fato de ele ter almoçado em uma churrascaria, sem Michelle, em São Paulo). Veja o que ele escreveu:

Em respeito à Glória Perez, não alimentarei essa exploração leviana em cima de sua perda irreparável. As ilações com base em informações falsas divulgadas por parte da mídia só expõem sua falta de escrúpulos e o desprezo pela dor das pessoas, tratando-as como meras ferramentas.

Sequer participei do almoço em Belo Horizonte. A mesma imprensa já havia divulgado que eu estava em uma churrascaria de SP na mesma data e hora. Quem propagou a mentira, já sabia da verdade, mas não se preocupou com a dor que poderia causar até à família de Daniella Perez.

O próprio Guilherme de Pádua também gravou um vídeo apontando que não participou do almoço em questão. A esposa dele apontou que Michelle não sabia quem ela era e que “fez fila” para abraçar a primeira-dama.

Então, dá para ter uma retrospectiva do que ocorreu com base nos depoimentos. Primeiro, Bolsonaro e Michelle Bolsonaro participaram de um culto em Belo Horizonte. No culto, estava, entre muitas pessoas, Juliana, a esposa de Guilherme de Pádua (ele disse não estar). Depois houve um almoço em que apenas Michelle participou (Bolsonaro viajou para São Paulo). Entre as pessoas que estavam no local, havia Juliana. Ela aponta que fez uma fila para tirar foto com a primeira-dama.

Não há (pelo menos por enquanto) nenhuma prova de que alguém esteja mentindo neste caso. Como o ônus da prova é de quem acusa e a retrospectiva mostra que não houve o tal “almoço de amigos”, podemos classificar a informação como falsa.

Resumindo: não procede a informação que aponta que Bolsonaro e Michelle Bolsonaro se encontraram com Guilherme de Pádua em um almoço. O que circulou o dia inteiro é um factoide desmentidos pelos próprios personagens citados no caso.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3uwu4ra
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet