Bolsonaro está fazendo estrada de ferro de Lucas do Rio Verde até o Maranhão com maquinário incrível em Marabá #boato

Boato – Olha o maquinário incrível que está sendo utilizado em Marabá para a construção da estrada que vai de Lucas do Rio Verde até o Maranhão. Foi o Bolsonaro que fez.

Um dos argumentos repetido por quem defende o governo do presidente Jair Bolsonaro é que ele “está construindo diversas coisas Brasil afora” (como se ele fosse o único a fazer isso). O problema é que, em alguns casos, obras atribuídas a Bolsonaro não são deles.

Em outubro de 2021 começou a circular na internet um vídeo que aponta que Bolsonaro estaria construindo uma estrada de ferro que vai de Lucas do Rio Verde até o Maranhão e um vídeo mostraria como é o “maquinário incrível” que estaria fazendo a construção em Marabá. Leia a mensagem que circula online e assista ao vídeo:

Olha o maquinário que está sendo utilizado para fazer a estrada de ferro que vai da região de Lucas do Rio Verde até o Maranhão. Já estão em Marabá no Pará. Mais uma obra do Governo Bolsonaro. Se você não compartilhar ninguém ficará sabendo; simplesmente não sai na imprensa:

Bolsonaro está fazendo estrada de ferro de Lucas do Rio Verde até o Maranhão com maquinário incrível em Marabá?

A mensagem se espalhou com muita força na internet, principalmente, entre grupos de pessoas simpáticas ao presidente Jair Bolsonaro. Só que o vídeo que está circulando não é de uma obra de Bolsonaro e já foi fruto de dois boatos que desmentimos aqui no site.

Em 2018, o Boatos.org desmentiu um boato muito parecido. Na época, o boato era alarmista e falava que o exemplo seria um de como os chineses estão “dominando o Brasil”. No ano seguinte, o Boatos.org desmentiu um boato com outro tom. Na época, o texto apontava que Bolsonaro era incrível porque tinha “feito uma parceria com chineses” para a construção da estrada. A única diferença em relação à última versão é a supressão da menção aos chineses. Como o que escrevemos no último desmentido vale para hoje, relembre o que escrevemos:

Ela já foi desmentida pelo Boatos.org em 2018 (antes mesmo de Bolsonaro virar presidente). Só esse detalhe já elimina a hipótese de que ele tenha algo a ver com a construção da estrada.

Agora, o melhor da história: em 2018, o mesmo vídeo foi utilizado (muito provavelmente por eleitores de Bolsonaro) para “alertar” para a “ameaça comunista dos chineses e russos”. Ou seja: o que foi usado para “atacar os inimigos” no passado está servindo para “exaltar os aliados” no presente. Veja só como é a vida.

Se você acha que acabou, ainda tem mais um “detalhe”. Além de o vídeo não ter relação alguma com Bolsonaro, a estrada retratada na filmagem não foi construída por chineses e sequer o “trecho” está certo. Como a gente já apontou isso outrora, relembre o que escrevemos:

Para solucionar essa questão, fomos atrás de mais duas informações: em relação à atuação dos chineses nas ferrovias brasileiras e sobre qual é a origem do vídeo. Há, de fato, algumas matérias falando sobre a intenção de grupos chineses (o que não é de se espantar já que estamos falando da segunda maior potência do mundo) em participar (não dominar, entenda bem a palavra) da construção de algumas ferrovias no Brasil.

De acordo com essa matéria da Folha, os chineses terão que participar de licitações para ganhar a concorrência. Essa matéria da Gazeta do Povo fala também da intenção (intenção, entendeu) de empresas chinesas construírem uma ferrovia no Sul do Brasil. Nos dois casos, a intenção é facilitar o escoamento de produtos até os portos. O carro chefe são os grãos.

Detalhe: além de nenhuma das matérias apontarem que os chineses já estão trabalhando na construção de estradas de ferro, o trecho apontado no vídeo não foi feito por empresas da China.

Também ao contrário do que o texto aponta, a filmagem não é de um trecho de Lucas do Rio Verde (MT) até o Maranhão. O destino até está certo (São Luís), mas a origem é Marabá (PA). A filmagem foi publicada no início deste ano por um trabalhador do local. Na filmagem, não há nenhuma menção à China. Assista:

Na realidade, a empresa responsável pela construção é a Vale CVDR (Companhia Vale do Rio Doce). Neste outro vídeo, de janeiro, o nome da empresa é citado na obra. Caso você não saiba, é uma empresa brasileira.

Resumindo: a história que aponta que Bolsonaro está construindo uma estrada de ferro entre Lucas do Rio Verde e o Maranhão com um maquinário incrível é falsa. O vídeo em questão não tem nada a ver com uma obra do presidente e já foi desmentido em outras ocasiões aqui no Boatos.org.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. Na página, você pode acesso a promoções, descontos e sites que dão brindes.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3vN6CET
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet