7 coisas que NÃO vão acontecer se Dilma sofrer o impeachment

A derrota do governo na votação do impeachment na Câmara colocou, literalmente, a presidente na marca do pênalti. Para ela ser afastada por 180 dias só será preciso a Comissão do impeachment do Senado aceitar o processo.

Uma das coisas mais difíceis é prever o que vai acontecer com o Brasil após a eventual saída de Dilma. Nem tão difícil assim é prever coisas que não vão acontecer (e que estão falando por aí que pode acontecer) se Dilma cair.

Boato diz que pode acontecer uma guerra civil no Brasil
Boato diz que pode acontecer uma guerra civil no Brasil

1 – Não vai ter Guerra Civil

Não só na internet, nas filas dos bancos, nós táxis e outros locais há um papo muito estranho de Guerra Civil. As versões passam por MST sair às ruas, o Exército intervir e o dinheiro da poupança ser confiscado. É óbvio que a chance de isso acontecer é zero. Só as fontes de informação destas guerras (normalmente áudios do WhatsApp) já denunciam a balela.

2 – Bolívia e Venezuela não vão invadir o Brasil

Ainda no papo de guerra, tem muita gente falando que países com governos socialistas como a Venezuela e a Bolívia poderiam invadir o Brasil para manter o PT no poder. Não há chance de isso acontecer. O motivo mais óbvio está na lógica. Primeiro, estes países já têm problemas suficientes internamente para se preocupar com o Brasil. Segundo, se quisessem invadir, não teriam sucesso.

3 – Deputados do PT não vão renunciar

Uma das hipóteses levantadas na internet é a de que deputados do PT renunciariam se Dilma saísse. A hipótese é absurda. É claro que o partido (ainda um dos maiores do Brasil) não vai cometer suicídio político. Muito provavelmente, eles vão partir para a oposição ferrenha a Temer. Mais um detalhe: quem em sã consciência renunciaria a um cargo como o deputado sem ser acusado de nada?

4 – Chico Buarque e Jean Wyllys não vão embora do Brasil

Outra informação que circula na internet dá conta que algumas pessoas de esquerda prometeram sair do Brasil se Dilma caísse. Porém, nem Chico Buarque nem Jean Wyllys vão embora. Não adianta nem lamentar, nem cobrar que cumpram a promessa.

5 – A Lava Jato não vai acabar

Um dos argumentos para que Dilma continuasse no poder era que Temer estaria entrando para abafar a Operação Lava Jato. Esta hipótese não é plausível. Você acha que se o presidente tivesse o poder de impedir a Lava Jato, Dilma não teria feito isso? Por sorte, o Judiciário não é subsumido ao Executivo. Agora, só esperamos que a Lava Jato continue tendo o destaque que tem na mídia.

6 – Temer não terá vida fácil

Se assumir a presidência, Michel Temer não terá vida fácil. Pela frente, ele terá as próprias denúncias da Lava Jato. Além disso, vai ter que enfrentar a baixa popularidade e a oposição. Se não tirar um “coelho da cartola”, sofre risco até de cair. Até porque muitos dos grupos que querem Dilma fora, também querem Temer fora. Isso sem falar com os boatos sobre satanismo…

7 – Infelizmente, os boatos sobre política na internet não vão acabar

De uma coisa nós podemos ter certeza. Seja com Dilma, Temer ou quem for, os boatos na internet não vão acabar. Infelizmente, a mentira vai continuar sendo uma prática adotada como estratégia política. Resta saber se o PT vai continuar sendo o principal alvo ou se a bola da vez será Temer. Seja por uma coisa ou outra, estaremos aqui para desmentir.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)