Senado americano denuncia a farsa da Covid-19, China e redes sociais #boato

Boato – Senado dos EUA descobriu que a China é culpada pela Covid-19, redes sociais acobertam a farsa e ivermectina funciona contra a doença.

Mesmo depois de mais de um ano do início da pandemia da Covid-19, teorias conspiratórias sobre a doença ainda insistem em circular na internet. Exemplo disso é a história de hoje, que afirma que o Senado dos EUA teria denunciado a farsa da Covid-19.

De acordo com um vídeo de mais de 15 minutos, redes sociais teriam censurado conteúdos que estariam falando sobre a suposta farsa da China em relação à doença. No vídeo, senadores também afirmaram que o infectologista Anthony Fauci não contestou as explicações da China sobre o aparecimento do vírus e estaria trabalhando em conluio com os chineses, financiando pesquisas que resultaram no vazamento do vírus.

Além disso, os políticos também são categóricos em apontar que a China seria a verdadeira culpada pelo vazamento do vírus e pela situação da pandemia. Por fim, eles também defendem o tratamento precoce como a melhor alternativa para controlar a pandemia, em especial, a ivermectina. Segundo os políticos, o medicamento poderia ter evitado inúmeras mortes e teria apresentado bons resultados contra a doença. Confira:

Versão 1: “Bomba diretamente do Senado Americano , acabou a farsa!!!”. Versão 2: “As recentes declarações do senado norte-americano. – origem do vírus – notícias falsas e cumplicidade dos órgãos de comunicação social – financiamento comprometedor de especialistas e OMS – fraude no tratamento (Legendado)”.

Versão 3: “Que a verdade apareça!!! O senado americano e as descobertas dos possíveis culpados por esse terrível atentado contra a humanidade”. Versão 4: “Senado Americano começa a implodir a China, Facebook, redes de TV, jornais impressos. A cobra vai fumar . A garapa azedou”.

Senado americano denuncia a farsa da Covid-19, China e redes sociais?

A informação caiu como uma bomba nas redes sociais, em especial, no Facebook e apenas uma publicação  já conta com quase 20 mil visualizações. Entretanto, a história não passa de balela. A explicação fica por conta dos inúmeros desmentidos sobre o assunto e a grande quantidade de desinformação propagada pelo vídeo.

Como dissemos anteriormente, teorias conspiratórias sobre a suposta farsa da Covid-19 já pipocam na internet desde 2020. A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeras delas. Se isso não bastasse, não é novidade para ninguém que todas as informações contidas no vídeo são pura fake news.

A primeira delas é a afirmação de que a China seria a culpada pela criação e transmissão do vírus. Já desmentimos essa informação aqui. Assim como já comprovado por pesquisas, o SARS-CoV-2 tem origem natural (e não foi criado em laboratório). Além disso, qual país em são consciência liberaria de forma intencional um vírus que não só matou milhares de pessoas, como também prejudicou a economia do mundo inteiro e ainda poderia ser julgado internacionalmente e sofrer diversas sanções?

Atualmente, as investigações em torno do surgimento da pandemia seguem a hipótese de que o SARS-CoV-2, coletado durante pesquisas, tenha vazado, de forma não intencional, de algum laboratório de biossegurança ou que tenha surgido na natureza.

A segunda é a afirmação de que o tratamento precoce funciona e a ivermectina teria bons resultados contra a Covid-19. Pesquisas científicas comprovam que a Covid-19 não possui tratamento e que todos os medicamentos apontados como possíveis candidatos a um tratamento não funcionam para tratar a Covid-19. Na realidade, alguns deles ajudam a diminuir as chances de óbito e que a doença se agrave em determinadas situações. Cientistas já provaram que o tratamento precoce não só não funciona, como também pode desencadear quadros de hepatite medicamentosa.

A terceira afirmação é a de que a mídia e as redes sociais estariam acobertando informações sobre a verdadeira causa do surgimento da Covid-19. Na realidade, o trabalho que muitas redes sociais têm feito é o de combater a desinformação. Dessa forma, diversas delas têm excluído conteúdos que, comprovadamente, podem gerar desinformação. Enquanto isso, o conteúdo exibido na mídia possui embasamento científico. Ou seja, é informação acessível e de qualidade.

É importante ressaltar que o que foi dito pelos senadores que apareceram no vídeo não representa a palavra do Senado dos Estados Unidos. Ainda mais quando se trata de uma informação falsa ou sem provas.

O vídeo foi gravado durante uma reunião do Senado dos EUA, no dia 10 de junho de 2021. Na oportunidade, senadores republicanos fizeram acusações contra as Big Techs (grandes empresas de tecnologia). Eles acusaram as empresas de “censurar” os debates sobre as origens da Covid-19 com base em fake news.

Se isso não bastasse, o homem que falou sobre o tratamento precoce no vídeo é o senador Ron Jonhson, do Partido Republicano. No dia 11 de junho de 2021, o YouTube suspendeu a conta do senador após ele publicar conteúdos falsos sobre tratamentos alternativos contra a Covid-19. De acordo com a plataforma, o senador violou a política contra desinformação sobre a Covid-19. Segundo o Washington Post, Ron Jonhson já teve outros conteúdos removidos da plataforma por gerar desinformação.

Em resumo: a história que diz que o Senado estadunidense teria denunciado a farsa da Covid-19, da China e a censura das redes sociais é falsa! As informações apontadas no vídeo são fake news e já foram desmentidas em inúmeros serviços de checagem. Além disso, os senadores que aparecem no vídeo já são velhos conhecidos por disseminar desinformação (um deles, inclusive, teve a conta suspensa do YouTube por publicar conteúdos falsos). Se isso não bastasse, a posição radical e desinformativa dos senadores não representa a opinião geral do Senado. Ou seja, a história não passa, mais uma vez, de balela.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. Na página, você pode acesso a promoções, descontos e sites que dão brindes.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3aIzl5T
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3w3sv3d
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/34S2jgr