China mata 20 mil pacientes com coronavírus após pedir autorização para tribunal #boato

Boato – China solicitou autorização ao Supremo Tribunal Popular para executar mais de 20 mil infectados pelo novo coronavírus. Governo está matando os doentes.

Depois do surto de Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, parece que o alcance de contágio da enfermidade está controlada. Com mais informações sobre o novo vírus, pesquisadores têm conseguido entender a ação do microorganismo durante o processo de infecção.

Mas uma história que está circulando nas redes sociais aponta que a situação não está tão controlada assim. De acordo com a publicação, a China estaria tentando conseguir uma autorização para matar mais de 20 mil infectados pelo novo coronavírus. A justificativa seria evitar a disseminação do vírus.

Em um vídeo que está circulando com a mensagem (e não vamos exibir aqui), é possível ver homens protegidos por máscaras, luvas e aventais carregando armas de fogo. No quadro seguinte, se escutam tiros e as imagens mostram pessoas caídas no chão. Confira:

“*China busca aprovação do tribunal para matar mais de 20.000 pacientes com coronavírus para evitar maior disseminação do vírus*. Fevereiro 06, 2020. O mais alto nível de tribunal em China, o Supremo Tribunal Popular, deve aprovar na sexta-feira a matança em massa de pacientes com coronavírus na China, como forma de controlar a propagação do vírus mortal.

O Estado diz ao tribunal que a China está prestes a perder seus profissionais de saúde para o Coronavírus, pois pelo menos 20 profissionais de saúde contraem o vírus diariamente. O Estado argumenta que os pacientes com coronavírus admitidos em hospitais só têm suas mortes adiadas e infectam muitos outros enquanto recebem atendimento no hospital”. […]

China está matando 20 mil pacientes com coronavírus após pedir autorização para tribunal?

A história e as imagens são realmente chocantes e causaram revolta nos internautas brasileiros. Mas será que essa história de que a China está matando pessoas e pediu autorização aos tribunais para matar mais de 20 mil pacientes com coronavírus é real? Não!

Vamos aos detalhes! Para começo de história, as publicações apresentam diversas características de boatos online, como caráter vago, alarmista, erros de português e a falta de fontes confiáveis.

Além disso, desde o início do surto do novo coronavírus, inúmeras histórias falsas começaram a circular nas redes sociais. A equipe do Boatos.org já desmentiu diversas delas, como a que dizia que a China estaria vendendo carne humana infectada com coronavírus. Também a que apontava que a cocaína poderia matar o novo coronavírus e, por fim, a que indicava que pessoas estariam desmaiando em praças da China por causa do coronavírus.

Ao ler a história, percebemos que ela não faz lá muito sentido, uma vez que, apesar Covid-19 ainda causar preocupação, o pior já passou. Na China, o número de casos confirmados tem diminuído. Ao buscar sobre a tal autorização, não encontramos nenhuma notícia sobre o caso. No site da Suprema Corte da China não há nenhuma solicitação a respeito.

No mundo do fact-checking, o site AFP destacou que a fonte da informação é duvidosa, uma vez que se trata de um site que sempre publica boatos. Além disso, o site ainda enfatiza que a história circulou em outros idiomas anteriormente. Já no site Snopes, os prints usados na história também foram classificados como falsos.

Em relação ao vídeo, vale ressaltar que ele também não tem nada a ver com o coronavírus. Na realidade, o material é uma montagem com três outros três vídeos independentes.

O primeiro, que mostra homens com luvas e armas de fogo, é uma operação policial, na China, para controlar um cachorro infectado pela raiva. O segundo, que mostra pessoas no chão, é um registro de algum local na China onde o homem que gravou as imagens questionava sobre os barulhos. Os sons ao fundo são fogos de artifício, não armas. Já o terceiro, que mostra um homem morto no chão, é uma gravação de um acidente de trânsito. O homem estava em uma moto quando se acidentou. Os sons de tiro não fazem parte do vídeo original.

Em resumo: a história que diz que a China está matando pessoas e pediu permissão à Suprema Corte para matar mais de 20 mil pacientes infectados pelo coronavírus é falsa! A história surgiu de uma fonte completamente duvidosa, os prints são falsos e o vídeo é uma montagem de três gravações que nada tem a ver com o coronavírus. Ou seja, a história é apenas boato. Até a próxima!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164. 

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/320iXsb
error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)