Alberto Fernández revoga direito de herança de imóveis na Argentina #boato

Boato – A partir de agora, os imóveis da Argentina ficarão na posse dos proprietários apenas até a morte dele. O presidente Alberto Fernández acabou de revogar o direito de herança no país.

Uma das principais estratégias de bolsonaristas durante a campanha eleitoral é tentar incutir o medo de que “coisas que acontecem em países governados pela esquerda” aconteçam no Brasil. Só que nem sempre mensagens são remetidas a coisas atuais. É o caso de hoje.

Está circulando na internet mensagens que apontam para uma nova decisão do presidente da Argentina Alberto Fernández (que é aliado de Lula). De acordo com os textos, ele teria declarado a revogação do direito de herança de imóveis no país. Ou seja, casas e apartamentos só pertenceriam as pessoas até a morte delas. Leia algumas das mensagens que circulam online:

Versão 1: Argentina Presidente Comunista Alberto Fernandez revogou o direito de herança. Ao morrer as propriedades agora serão herdadas pelo Estado. Não mais pelos filhos. Sabe quem é o ídolo de Fernandez?? Versão 2: Alberto Fernández atual presidente da Argentina declara que os imóveis  ficarão  na posse dos atuais proprietários somente enquanto eles viverem depois os filhos não herdarão mais as propriedades passarão automaticamente para o estado comunista inclusive as fazendas. Versão 3: O ditador amigo do lulu ladrão que é “presidente” da Argentina o Alberto Fernandes  revogou o direito de herança, o imóvel deixa de ser herança da família e passa a ser do gov. Vai vendo Brasil.

Alberto Fernández revoga direito de herança de imóveis na Argentina?

A mensagem, claro, se espalhou como água na internet. Só que a informação que aponta para a suposta decisão de Alberto Fernández não procede. Não houve decretação de fim de herança na Argentina.

As mensagens, o histórico e uma busca pelo assunto já denotam a farsa. As mensagens que circulam online têm características de fake news como o caráter vago, o tom alarmista, os erros de português e a falta de citação de qualquer fonte confiável que comprove a decisão de Alberto Fernández.

Para além disso, não é de agora que fake news sobre decisões de governos de esquerda da América do Sul circulam por aqui. Uma das mais proeminentes, apenas para citar um exemplo, é a que aponta que o presidente de Colômbia decidiu criar a “moradia compartilhada” para as pessoas que tenham apartamentos com mais de 65m².

Ao buscar mais informações sobre a tal decisão de Alberto Fernández, nada encontramos em fontes confiáveis. Uma decisão como essa geraria muitas repercussões. Porém, o único local em que encontramos a história foram em redes sociais (e em português). Ou seja: a história sobre a Argentina “brotou” no cenário eleitoral brasileiro.

Resumindo: é falsa a informação que aponta que Alberto Fernández, presidente da Argentina, decidiu acabar com o direito da herança em imóveis. Trata-se de uma fake news sobre o país vizinho que surgiu no Brasil e não consta em nenhuma fonte confiável.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3sexfTk
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet