Márvio Lúcio, o Carioca do Pânico, gravou áudio falso de Lula #boato

Boato – Áudio falso de Lula falando com Palocci foi gravado pelo humorista Márvio Lúcio, o Carioca do programa Pânico.

Na última semana, um grande boato enganou muitas pessoas na internet. O áudio apontava para o “grampo” de Lula falando com Rui Falcão após o depoimento de Antônio Palocci ao juiz Sérgio Moro. A história foi desmentida pelo Boatos.org e outros sites de fact-checking. Com o boato já desmentido, apareceu o “boato do boato”.

Um dia depois do áudio ter sido veiculado (e desmentido) começou a circular a informação de que o áudio teria sido gravado pelo humorista Márvio Lúcio, conhecido como Carioca, do Programa Pânico na Band. Leia texto que circula online (na imagem, reproduzida do Facebook):

 

Print do post sobre o boato de Márvio Lúcio ser autor de áudio falso sobre Lula
Print do post sobre o boato de Márvio Lúcio ser autor de áudio falso sobre Lula

Márvio Lúcio, o Carioca do Pânico, gravou áudio falso de Lula?

A história viralizou, rendeu muitos compartilhamentos e xingamentos ao humorista. Mas será mesmo que foi Márvio Lúcio, o Carioca, que gravou e publicou o áudio sobre Lula, Rui Falcão e Palocci? A resposta é não. Vamos aos fatos.

Procurando na internet, conseguimos ter acesso a algumas imitações que Carioca fez do ex-presidente. Foi com base nestas imitações e no posicionamento do humorista que surgiu “a tese da imitação”.

Porém, é possível ver que a forma que as imitações foram publicadas nas outras oportunidades é o primeiro indício que ele não é o autor. Em 2009, a imitação de Lula saiu em um quadro do Programa Pânico na TV. Em 2015, o vídeo foi publicado nas redes sociais do humorista. Em 2016, o “cover” de Lula também foi publicado nos canais oficiais dele.

Desta vez, surgiu apenas o áudio no WhatsApp e mais nada. Nenhuma página do humorista publicou. Agora fica a pergunta: o que ele ganharia em fazer uma imitação e não ganhar os créditos? Para além disso, a história começou a surgir em sites que, normalmente, publicam notícias falsas. Nenhum site sério de notícias apontou que Márvio Lúcio era o autor do áudio.

Outro ponto que denuncia o boato está no próprio conteúdo. Como humorista, Carioca costuma usar de ironia nas imitações. O áudio que circulou no WhatsApp não tinha (nem para quem é contra Lula) caráter cômico (estava mais para denúncia).

Para derrubar a tese totalmente, há um detalhe muito importante. Ao baixar o áudio no computador, descobrimos (por meio da descrição do arquivo) que ele foi “criado” no aplicativo Baviux Voice Changer. É possível ver na imagem abaixo. Só para confirmar, baixamos e programa e usamos o “efeito” grave na voz. Pronto, tínhamos a voz de Lula (mal feita como no áudio do boato).

Áudio foi criado com software e não por Carioca
Áudio foi criado com software e não por Carioca

Só para terminar, o próprio humorista foi tirar uma onda em redes sociais. Depois da polêmica ele publicou mais um vídeo imitando Lula e falando “tô te mandando um WhatsApp, mas não é do preso. É do solto”.

Resumindo: a história que aponta que o humorista Carioca foi quem criou o áudio de Lula após depoimento de Palocci foi criada por sites de notícias falsas, feito em um software de mudança de voz e foi desmentida (ao seu modo) pelo próprio humorista. Caso encerrado.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de diversos leitores via WhatsApp. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 983098253.  

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet