Gene Kelly se inspirou no frevo de Recife para criar Cantando na Chuva #boato

Boato – O ator norte-americano Gene Kelly se inspirou no frevo de Recife para criar os passos de Cantando na Chuva. A família Kelly tem, até hoje, uma casa em Pernambuco.

Neste 2021 de “carnaval sem carnaval” (pelo menos para os mais conscientes) as ruas de cidades brasileiras não estão com clima de folia algum. Recife e Olinda (PE) não estão ao som do tradicional frevo. E é justamente sobre o ritmo pernambucano que fala um texto que viralizou na internet.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Siga o Boatos.org no Twitter:


Se inscreva no nosso canal no Youtube

Receba as nossas atualizações no grupo do WhatsApp (só postagens do administrador, não se preocupem): http://bit.ly/2Z5PgE0

Confira o nosso Instagram:

Instagram

Lista no Telegram
https://bit.ly/2VSlZwK

Siga-nos no TikTok (e ganhe bônus no APP)

http://bit.ly/38hcBcy

Uma linda história aponta que Gene Kelly, ator do clássico Cantando na Chuva (Singin’in The Rain), se inspirou no frevo para criar as coreografias para a obra. O texto aponta que tudo ocorreu graças a um “faxineiro pernambucano” e aulas no Recife. O texto aponta que, até hoje, os “Kelly” têm uma casa em Pernambuco. Leia:

VOCÊ SABIA? Gene Kelly, ator principal do premiadíssimo filme “Cantando na Chuva”, encontrava certa dificuldade para filmar a clássica cena que ainda hoje encanta quem assiste à película de 1952. No estúdio tinha um humilde faxineiro da limpeza que era brasileiro, do bairro do Arruda na Zona Norte do Recife/PE. Proativo, como todo bom profissional, ele criou coragem e chegou para o Gene Kelly e o Diretor do filme e disse: Coloque este disco e escutem estes arranjos aí na versão oficial e se quiserem posso fazer com que encontre a coreografia ideal para esta cena.

Pronto, Gene Kelly escutou e dias depois pegou um voo para o Recife em 1950 e foi estudar o frevo na academia do Professor Pernambucano Nascimento do Passo. Voltou para os EUA, gravou escutando uma das muitas músicas do Compositor Pernambucano Antonio Maria, porém na edição colocaram a música Americana que seria a original da coreografia. Importante dizer que, inicialmente Ele usaria uma capa sobretudo e quando conheceu o Frevo acabou pedindo para usar um guarda-chuvas em homenagem ao Frevo.

No lançamento do livro “100 anos do Frevo” em 2007, o Neto de Gene Kelly foi para Olinda/PE participar deste lançamento e em seu depoimento no Mercado Eufrasio Barbosa disse, “Meu Avô sempre disse que está dança mudou as nossas vidas e dali em diante a carreira dele também mudou totalmente”. A família Kelly tem uma Casa até hoje na Beira Mar da Praia da Enseada dos Corais no Litoral Sul de Pernambuco, onde por muitas vezes se via Ele e seus familiares em momentos que vinham para a América do Sul curtir as férias em família, isso até a sua morte em 1996.

Gene Kelly se inspirou no frevo de Recife para criar Cantando na Chuva?

A mensagem se espalhou com muita força na internet, principalmente entre amantes do frevo e do carnaval. É uma pena (pena mesmo) que a história que fala de Gene Kelly e frevo não passa de uma, digamos, história de pescador.

Não é de hoje que histórias falsas sobre astros circulam com força na internet. Uma das balelas mais clássicas, por exemplo, é a que fala que Charles Chaplin participou de um concurso de sósias de Charlie Chaplin e ficou em 3º lugar.

Dado o histórico, resolvemos buscar de onde saiu a tal história do Gene Kelly se inspirar no frevo. Sabe quantas referências encontramos antes da mensagem em questão? Zero. Ao contrário: encontramos referências que apontam que o frevo chegou a se inspirar (entre outras influências) em clássicos de Hollywood (como Dançando na Chuva).

Também nada encontramos sobre Gene Kelly ter “estudado frevo” em Recife, o neto ter dado qualquer declaração sobre frevo em Recife ou mesmo sobre a família ter até hoje uma casa em Pernambuco. Ou seja: todo o enredo surgiu em redes sociais de alguma (não sabemos qual) “mente brilhante”.

Com tantas faltas de referências e o diagnóstico que o conto “brotou” em redes sociais, podemos afirmar que a história que aponta que Gene Kelly se inspirou no frevo e fez aulas no Recife para criar os passos de Cantando na Chuva é falsa. A história até que boa, mas não dá para cobrar veracidade dela.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2m2887O
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/38hcBcy

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet