Cadu Barcellos emprestou HB20 para Adélio Bispo atacar Bolsonaro #boato

Boato – O diretor Cadu Barcellos, morto no Rio de Janeiro, emprestou um HB20 para Adélio Bispo atacar Bolsonaro e chamou Jesus de homossexual.

A morte do cineasta Cadu Barcellos causou muita comoção no meio artístico. Porém (e infelizmente), o meio político também se movimentou em relação à morte do diretor de filmes como o 5x Favela – Agora por Nós Mesmos. E aí surgiu uma história “daquelas”.

Páginas e perfis de “pessoas de bem” (para não dizer outra coisa) começaram a compartilhar uma denúncia contra Cadu Barcellos. De acordo com o texto, ele teria emprestado um HB20 para Adélio Bispo atacar Bolsonaro. O texto também deixa a entender que ele está envolvido com a produção de um especial que teria chamado Jesus de homossexual. Leia a mensagem que circula online:

Olhe que interessante, o falecido era diretor do porta Dos Fundos, que teve a petulância de chamar a Jesus de homossexual. O falecido tinha em seu nome, veículo HB20 que foi utilizado por nada mais, nada menos que Adélio Bispo. O falecido, como todo comunista mimimi, era ferrenho defensor da bandidagem que para ele são “vítimas da sociedade”. Tá aí, foi assassinado por uma vítima da sociedade.

Cadu Barcellos emprestou HB20 para Adélio Bispo atacar Bolsonaro?

Infelizmente, a mensagem se espalhou com muita força por aí. Só que, além de o texto ser completamente enviesado, carrega diversas informações (e acusações) falsas sobre o cineasta Cadu Barcellos.

Para começar, a mensagem em questão carrega algumas das principais características de boatos online. Ela é vaga, alarmista, com erros de português e não cita fontes confiáveis que comprovem as acusações. Para além disso, o boato segue a linha de fake news (um tanto quanto cruéis) que atribuem crimes a pessoas negras mortas em casos de violência. Gravamos até um vídeo sobre o assunto (a única diferença é que o caso de hoje não trata de violência policial):

Ao analisar o caso, vimos que, apesar de trabalhar no Porta dos Fundos, a parte que liga Cadu Barcellos a chamar Jesus de homossexual não procede. Dois são os motivos: o primeiro é que, não necessariamente o Porta dos Fundos chamou Jesus de gay no especial em questão (na realidade, é uma questão de interpretação da sátira em questão). O segundo é que Cadu Barcellos não trabalhava na produtora em 2019. O Linkedin dele aponta que ele foi contratado em fevereiro de 2020.

A outra parte, que o acusa de emprestar um “HB20” para Adélio Bispo esfaquear Bolsonaro também não procede. Na realidade, trata-se de uma nova versão de outra fake news que apontava que Jean Wyllys havia emprestado o tal carro. Ao contrário do que sugere a mensagem (e aponta o inquérito do caso), Adélio Bispo não usou um carro no dia do ataque a Bolsonaro.

Para terminar, não há qualquer prova de que Cadu Barcellos “seja do crime” ou “que defenda bandido”. O fato de se criar filmes para minorias ou defender direitos humanos não significa que alguém defenda ladrão. Até porque criminosos não estão apenas na periferia.

Resumindo: a história que aponta que Cadu Barcellos era um bandido e emprestou um HB20 para Adélio esfaquear Bolsonaro é falsa. A história não passa de mais uma falsa imputação de crime a alguém que morreu de forma violenta.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2QvB43t
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet