Bolsa Ditadura é paga a Chico, Caetano, Gil e custa R$ 365 mi ao mês #boato

Boato – Bolsa Ditadura paga R$365 milhões mensais a anistiados como Caetano, Gilberto Gil e Chico Buarque. 10 mil deles recebem indenizações acima de R$ 33.763,00. 

Durante os anos de 1964 a 1985, o Brasil viveu a Ditadura Militar. Em 2014, a Comissão Nacional da Verdade (CNV) reconheceu 434 mortes e desaparecimentos durante esse período. Além disso, diversas pessoas precisaram pedir asilo político em outros países ou foram perseguidas no país por serem considerados “subversivos”. Em 2002, entretanto, o país resolveu reparar parte desses danos com o pagamento de indenizações.

Mas, segundo publicações que andam circulando nas redes sociais, parece que a “Bolsa Ditadura” tem custado caro aos cofres públicos. De acordo com as informações, o governo gastaria R$365 milhões mensais com o pagamento das indenizações. Chico Buarque, Caetano Veloso, Gilberto Gil e Marieta Severo estariam entre os beneficiados. Confira:

Bolsa Ditadura se transformou em indústria! Você sabia que 20 mil anistiados-VINTE MIL,isto mesmo-VINTE MIL-, entre eles, Chico Buarque, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Marieta Severo, Taiguara, Lula, Zé Dirceu, Fernando Henrique Cardoso, recebem o Bolsa Ditadura mensalmente e são isentos de pagar Imposto de Renda? Sendo que dos 20 mil, 10 mil recebem indenizações mensais acima do teto constitucional( R$ 33.763,00).

Essa esquerda maldita tira dos cofres públicos mensalmente a bagatela de R$ 365.000.000,00(Trezentos e sessenta e cinco milhões) pagos por nós,brasileiros otários! Vinte mil..como é bom ser de uma esquerda que domina tudo..imprensa,judas-ciário,legislativo,executivo…..

Bolsa Ditadura é paga a Chico Buarque, Caetano Veloso, Gilberto Gil e custa R$ 365 milhões por mês?

Bem, sabemos que a Ditadura Militar foi um período muito polêmico (para não dizer outra coisa) para o país. Além disso, a discussão sobre gastos públicos também é uma questão bastante atual. Entretanto, será mesmo que a “Bolsa Ditadura” custa R$365 milhões aos cofres públicos e tem entre seus beneficiários os cantores Chico Buarque, Caetano Veloso e Gilberto Gil? A resposta é não. Vamos aos fatos!

Para começo de história, o texto apresenta as principais características de boatos online: é vago (sequer explica o que seria essa bolsa), alarmista, com erros de português e não cita fontes confiáveis (algumas versões chegam a falar: “pode conferir no Google”. De fato, o conselho é bom, mas a fonte necessita ser precisa).

Resolvemos seguir o conselho dessas versões e encontramos coisas bem interessantes no Google: o texto apresenta informações equivocadas e infladas. A chamada Bolsa Ditadura, na verdade, é a indenização paga pelo governo (garantida por lei) para pessoas que foram, de alguma forma (profissionalmente ou pessoal), prejudicadas na época da Ditadura.

Vale ressaltar que o Ministério da Justiça liberou a lista com todos os deferimentos de pedidos de indenização ou pensão em relação ao período da Ditadura Militar. No documento, há 39.230 linhas referentes a processos (alguns com nomes repetidos por terem pedidos de indenização e pensão).

Ao buscar na lista de beneficiários pelos nomes dos artistas e políticos citados no texto, descobrimos que Caetano Veloso, Chico Buarque de Hollanda, Gilberto Gil, Marieta Severo e Fernando Henrique Cardosos não receberam a indenização (ou pensão).

Apenas três nomes citados constam em processos de anistia: José Dirceu, Lula e o cantor Taiguara. Dirceu entrou com um pedido de indenização em 2001 e venceu o processo, recebendo R$59 mil (em parcela única) em 2002. Já o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebe uma pensão de cerca de R$8,9 mil por mês (que, vale lembrar, são livres de impostos), segundo seus advogados e o juiz Sérgio Moro.

o ex-cantor Taiguara Chalar da Silva (que fez sucesso nos anos 1970 e teve mais de 50 músicas censuradas pela Ditadura) morreu em 1996. Porém, em 2013, sua família entrou com um pedido de indenização. O processo, até onde vimos, ainda está em andamento.

Já sobre as pensões pagas acima de R$ 33.763,00 (o teto constitucional do funcionalismo público), elas, de fato, existem. Entretanto, apenas 22 pessoas recebem valores acima desse teto (e não 10 mil como aponta o texto). Além disso, o custo mensal das indenizações e pensões da anistia é de R$53 milhões (bem distante dos R$365 milhões).

Em resumo: de fato, existe uma indenização paga para pessoas prejudicadas pela Ditadura (e veja bem: uma indenização e não “Bolsa”). Além disso, Caetano, Gil, Chico Buarque, Marieta e FHC não recebem absolutamente nada.Por fim, apenas 22 pessoas recebem pensões acima do teto e o valor mensal gasto com as indenizações são de R$53 milhões e não R$365 milhões. Sendo assim, #boato. Não compartilhe!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)