Arnaldo Jabor escreveu texto chamado “Que Tiro Foi Esse” #boato

Boato – Indignado com a falta de capacidade dos brasileiros de pensar e com a capacidade de escolherem lixo achando que é música, Arnaldo Jabor escreveu texto chamado “Que Tiro Foi Esse”.

O ano de 2018 mal chegou no segundo mês e já temos um candidato a hit do ano (ou pelo menos do início dele). Cantada pela funkeira carioca Jojo Toddynho (ou Maronttinni), a música “Que Tiro Foi Esse” tem feito sucesso nas baladas brasileiras e inspirado memes internet afora. E como um “bom” hit, também tem causado polêmica.

Os detratores da canção alegam que a música faz apologia ao crime, à erotização e que a letra dela é limitada. Alguns também reclamam da forma física da cantora da música. Muitas dessas pessoas têm se esbaldado com um texto que circula online assinado por Arnaldo Jabor. Intitulado de “Que Tiro Foi Esse”, o texto repete o termo diversas vezes e cita como o brasileiro “tem sofrido com o hit”. No final, Jabor ainda teria falado “Que Deus ajude o Brasil”. Leia o texto que circula online:

QUE TIRO FOI ESSE? Arnaldo Jabor Que tiro foi esse? Que deram nos cérebros brasileiros roubando-lhes a capacidade de pensar sobre o que cantam e não proclamar o que encanta. Que tiro foi esse? Que acertou os tímpanos do nosso povo fazendo-os ouvir lixo achando que é música. Que tiro foi esse? Que acertou os olhos de uma nação fazendo-os cegos às mazelas do nosso país.

Que tiro foi esse? Que paralisou o nosso povo impedindo-os de reagir aos constantes assaltos aos cofres públicos. Que tiro foi esse? Ah, Brasil! Que tiro foi esse que nos acertou em cheio, que roubou o nosso brilho e que nos fez retroceder? É verdade que nós não sabemos de onde veio o tiro, mas é bem certo que esse tiro já derrubou muita gente. Que Deus ajude o Brasil!

Arnaldo Jabor escreveu texto chamado “Que Tiro Foi Esse”?

Desculpe o nosso mau jeito por ter tirado o texto do formato original (em prosa). Mas o nosso papel não é apresentar “obras literárias maravilhosas” (tampouco canções maravilhosas). Aqui, o negócio é desmentir boato. E a história que aponta que Arnaldo Jabor escreveu o texto não passa de uma balela. Vamos aos fatos.

É incrível como em todo Carnaval a figura de Jabor aparece em um texto ranzinza reclamando das músicas populares. No ano passado, um texto falando sobre o “fenômeno” do Carnaval foi atribuído ao jornalista e cineasta. E assim como no ano passado, o texto sobre a música de Jojo não é dele.

De cara, tentamos buscar pelo texto nos locais onde ele tem coluna. Procuramos pela “homenagem à música” na CBN, em algum comentário no Jornal da Globo, na Coluna do Estadão (que foi atualizada só até o meio do ano passado), no site oficial, Facebook e, como era de se imaginar, não achamos nada.

Se não encontramos nada nos canais oficiais do jornalista, resolvemos fazer a busca contrária: procurar pela origem do texto. E foi aí que descobrimos que o caso reflete o fenômeno do texto anônimo que é atribuído a uma celebridade só para viralizar (o último texto do gênero foi o atribuído à atriz Marieta Severo).

Fazendo uma busca de onde surgiu o texto, encontramos como primeiros registros postagens de 22 de janeiro atribuídas a “Eduardo Rocha”. Com o passar do tempo, o texto perdeu a autoria e, no início de fevereiro, “virou” de Arnaldo Jabor e bombou. No dia 5 de fevereiro, a versão “Jabor” chegou até a ser compartilhada pelo músico Jorge Vercillo (que fez um adendo falando do mercado fonográfico, mas não checou a fonte).

Com base na nossa pesquisa da origem do texto e com base no que já vimos (textos falsamente atribuídos a Arnaldo Jabor e textos inicialmente sem autoria atribuídos a pessoas famosas) podemos chegar à conclusão de que não foi o cineasta que escreveu o texto “Que Tiro Foi Esse”. Sobre o mérito do conteúdo, preferimos não opinar.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 994325485.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)