Brasileiro inventa carro movido a água #boato

Confiram a versão 2020 do desmentido sobre o carro movido a água.

Boato – Veículo movido à água é inventado por brasileiros. Reportagem mostra invenção de motorista do Espírito Santo que faz carro rodar mais de mil quilômetros com um litro de água. Eletrólise é o segredo de tudo.

A Petrobrás está em crise, os barris de petróleo seguem em gangorra, uma hora em alta, outra em baixa. O preço da gasolina sobe, o do álcool também e a insatisfação é a única certeza. Esse é o cenário atual do país, quanto a isso não há discussões.

E como já mencionamos várias vezes antes, em situações de descontentamento fica bem fácil acreditar em qualquer coisa que vemos por aí e se apegar a isso como se fosse a última boia sobrando no Titanic.

E é isso que aconteceu com uma reportagem realizada pela TV Tribuna, afiliada do SBT do Espírito Santo. A matéria anuncia a invenção milagrosa de um motorista capixaba capaz de fazer o carro rodar mais de 1000 quilômetros com um litro de água. Imaginem! Leia o texto que circulou no Facebook e o vídeo da reportagem:

Tive que postar este vídeo! Olha ai pessoal, se esta ideia espalhar agora sim a Petrobrás acaba de afundar….

Pois é, mas só imaginem, porque as certezas sobre a tal invenção são bem escassas. E tudo que a reportagem da TV Tribuna fez foi jogar no ar uma possibilidade sem esclarecer nada.

O inventor, Roberto de Souza, afirma que o carro é movido a partir de eletrólise. Uma técnica há muito tempo descoberta, que separa as partículas de oxigênio e de hidrogênio. Mas e aí, como é que funciona mesmo a coisa? Nada de explicações plausíveis.

Além disso, a invenção não é bem uma invenção e sim uma adaptação da coisa. Nos anos 70 um norte-americano chamado Yull Brown apareceu com um motor que gerava hidrogênio a partir da água e o transformava em combustível. A invenção foi patenteada e desmentida em 2008. O motor, na verdade, só acrescentava água ao combustível a fim de reduzir o consumo.

Até na China (claro que eles teriam algo do tipo) um líquido milagroso que transformava água em combustível foi inventado e recebeu até apoio do governo chinês. SÓ QUE era tudo uma farsa do inventor com o nome difícil (Wang Hongcheng) e no fim ele foi preso e nada de líquido.

As incertezas sobre a utilização do hidrogênio como combustível ainda preocupam até mesmo os engenheiros da Toyota. A empresa japonesa anunciou o lançamento do primeiro carro movido a hidrogênio para este ano, mas o combustível não será produzido à base de eletrólise e sim com tanques de hidrogênio já armazenado.

O que os estudos mostram até o momento é que o processo de criação de hidrogênio acaba consumindo a maior parte da energia gerada e é, portanto, pouco útil. E é aí que paira outra dúvida, como assim 1000 quilômetros com um litro de água?

Pois então, dúvidas desse tamanho e importância não deviam ficar sem resposta. Falhou a reportagem e falhou quem saiu espalhando por aí a novidade milagrosa. Apenas não vamos no iludir, como nem tudo que reluz é ouro, nem tudo que aparece na TV é verdade.