Nova droga chamada Morango Rápido está sendo distribuída nas escolas #boato

Boato – Cuidado pais! Existe uma nova droga chamada Morango Rápido sendo distribuída em escolas no Brasil. Ela tem vários sabores e está deixando crianças doentes.

Muitos dos boatos que circulam na internet aqui no Brasil foram, de alguma forma, importados e mal traduzidos. Isso ajuda a explicar o fato de algumas fake news circularem, serem desmentidas e voltarem a circular por causa de uma pequena modificação. Hoje, temos um exemplo que ilustra justamente isso.

Nos últimos dias, tem circulado na internet um alerta que aponta que há uma nova droga sendo distribuída nas escolas. A mensagem, que é acompanhada de uma foto que seria da tal droga e outra de crianças com os lábios inchados e cheio de feridas, aponta que a droga se chama Morango Rápido e seria uma espécie de metanfetamina. Leia a mensagem que circula online:

Nova droga nas escolas … Por favor, passe adiante, mesmo que você não tenha filhos na escola. Os pais devem saber sobre essa droga. Essa é uma nova droga conhecida como ‘morango rápido’. Há uma coisa muito assustadora acontecendo nas escolas agora que todos nós precisamos estar cientes. Existe um tipo de metanfetamina circulando por aí. que se parece com as pedras pop de morango (o doce que chia e ‘estala’ na sua boca).

Ele também cheira a morango e está sendo distribuído para crianças em pátios escolares. Eles estão chamando isso de morango ou metanfetamina rápido. Crianças estão ingerindo este pensamento que é doce e sendo levado para o hospital em condições terríveis. Ele também vem em chocolate, manteiga de amendoim, coca-cola, cereja, uva e laranja.

Por favor, instrua seus filhos a não aceitar doces de estranhos e até mesmo não aceitar doces que se parece com isso de um amigo (que pode ter sido dado e acreditado é doce) e levar qualquer um que eles possam ter para um professor, diretor, etc. imediatamente.Envie este e-mail para quantas pessoas você puder (mesmo que eles não tenham filhos) para que possamos aumentar a conscientização e esperançosamente impedir que ocorram tragédias… !! Por favor, compartilhe com o Máximo para criar consciência, pois é muito útil

Nova droga chamada Morango Rápido está sendo distribuída nas escolas?

Parece que as pessoas se esquecem do mais elementar quando recebem uma mensagem: ler, interpretar e checar. Se elas fizessem isso saberiam que a história é uma balela. Vamos aos fatos.

Em fevereiro deste ano, o Boatos.org desmentiu uma história extremamente parecida. Havia apenas duas diferenças nas narrativas: o nome da droga era Strawberry Quick (que é justamente Morango Rápido em inglês) e a imagem utilizada era apenas das “balinhas”. Como o desmentido do “grosso da história” é muito parecido, veja o que escrevemos na época.

Pra começo de história, o que se chama “nova droga”, na verdade, nem novidade é. Ao pesquisarmos sobre o assunto, descobrimos que a história circula em diversos países desde 2007. Isso mesmo, ela já está há mais de 10 anos na internet.

E a prova da idade fica por conta dos pedidos de “compartilhamento”. No final do texto das primeiras versões da história, havia um rodapé informando: “repasse esse e-mail”. E se você, caro/a internauta, nasceu no período áureo das redes sociais, vou te contar um segredo: antes da existência do Orkut e do Facebook, as pessoas usavam o e-mail para compartilharem histórias, vídeos, apresentações de slides e, claro, boatos.

E mesmo com um e-mail tão antigo circulando por aí, não houve sequer uma apreensão de Strawberry Quick em escolas do Brasil. Vale ressaltar que, ao contrário dos EUA, por exemplo, nem o Brasil e nem a América do Sul possuem um histórico grande de uso de metanfetamina. Na parte de baixo do continente americano, as drogas mais consumidas continuam sendo maconha e cocaína.

E se no Brasil não houve registro de nenhuma apreensão de Strawberry Quick, o que dizer de outros países? Bom, muitos deles também negaram a apreensão e muito menos a existência da droga.

O Snopes, site que desmente “fake news” na gringa, conversou com diversas autoridades norte-americanas, que desmentiram a história de que traficantes estariam produzindo um tipo de metanfetamina colorida e saborizada para distribuírem para crianças.

Nas Maldivas, a polícia local desmentiu até a existência do Strawberry Quick. Ela também afirmou que o texto que andou circulando pelas redes sociais de lá não tem fundamento.

E se você não se convenceu, a polícia da Nova Zelândia também desmentiu o fato. Em 2014, ela classificou a história como um “hoax” e até aconselhou as pessoas a excluírem a mensagem e contatarem a polícia em caso de dúvidas.

Como já deu para ver, a tese do Morango Rápido nada mais é do que uma modificação em um boato já desmentido com a troca de um termo em inglês por um termo em português. Só para terminar, vamos falar da foto: a das “balinhas” é a mesma utilizada no último boato. Já a dos meninos está na internet como imagem de ilustração para supostas consequências do HPV. Ou seja, a imagem sequer surgiu relacionada a drogas.

Resumindo: a história que aponta que há uma droga chamada Morango Rápido aterrorizando as escolas brasileiras é falsa. Além de a história ser velha e já desmentida na internet, as imagens que circulam online nada têm a ver com o assunto.

PS: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, no Facebook e WhatsApp no telefone (61) 991779164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

3 comentários em “Nova droga chamada Morango Rápido está sendo distribuída nas escolas #boato

  • 15/09/2018 em 16:11
    Permalink

    Que esses boatos sejam mentiras pq já com as que tem hoje o mundo ta de cabeca pra ar imagina sair uma nova.

    Resposta
  • 15/09/2018 em 16:09
    Permalink

    O próprio nome já diz droga é uma droga um mal que afeta milhares de familias

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)