Mulher que pisou em cachorro foi espancada e morta por bandidos #boato

Boato – Mulher que pisou em cachorro foi espancada por bandidos e encontrada morta. Caso ocorreu no Brasil. 

Um dos tipos de publicações mais comuns e virais na internet são as de denúncias de casos de maus-tratos de animais. Na maioria das vezes, as publicações acompanham imagens e vídeos para comprovar a agressão e isso é o suficiente para encorajar internautas na “caça” ao agressor. O problema é que, em alguns casos, a história acaba terminando em #boato. Esse é exatamente o caso de hoje.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Siga o Boatos.org no Twitter:


Se inscreva no nosso canal no Youtube

 

Receba as nossas atualizações no grupo do WhatsApp (só postagens do administrador, não se preocupem): http://bit.ly/2Z5PgE0

Confira o nosso Instagram:

Instagram

Lista no Telegram
https://bit.ly/2VSlZwK

Circula nas redes sociais um vídeo que mostra uma mulher de salto alto sufocando um cachorro amarrado. O texto, que acompanha o vídeo, afirma que a mulher pisou na cabeça do animal “por pura maldade” e pede justiça.

Depois de viralizar, outras publicações sobre o assunto começaram a circular pela internet. A mensagem afirma que a agressora foi encontrada e que teria sofrido represálias de traficantes. Junto à mensagem, circulam imagens e vídeos de mulheres espancadas e mortas, que seria a agressora do animal (obviamente não vamos compartilhar as imagens aqui). Leia o que dizem algumas versões:

Versão 1: Tanta maldade com um ser tão amável e carente .ela pisou na cabeça de um cachorro por pura maldade .cadeia nessa verme. Versão 2: em imagens, reproduzidas amplamente pela internet a mulher aparecia de salto alto, pisando em um cachorro amarrado em um quintal. Vídeo: mulher que pisou em pescoço até a morte é encontrada morta. Versão 3: mulher que pisou em cachorro foi identificada e recebeu um duro castigo. Após ser identificada mulher que pisou em cachorro foi duramente castigada.

Mulher que pisou em cachorro foi espancada e morta por bandidos?

As imagens e os vídeos causaram muita comoção nas redes sociais. E não é para menos, afinal, os registros são de arrepiar (literalmente). Porém, antes de sair por aí “caçando” os culpados incitando mais violência na tentativa de fazer justiça, saiba que nem tudo nessa história é real. Se você ainda não entendeu os motivos, continue lendo.

Ao bater o olho na mensagem, alguns detalhes já chamaram atenção. O primeiro deles está no texto, que é vago, alarmista, não cita datas e fontes confiáveis e possui pedidos de compartilhamento.

Se você é leitor do Boatos.org já conhece o risco de compartilhar publicações como esta, que causam comoção na população e que podem incentivar a famosa “justiça com as próprias mãos”.

Pois bem, antes de você compartilhar a publicação para ajudar a encontrar os culpados, saiba que isso não vai ajudar em nada. Primeiro porque o episódio não aconteceu no Brasil e segundo porque os culpados já foram localizados e presos.

Em 2017, o Boatos.org explicou o caso. Na verdade, o vídeo em que a mulher aparece pisando o cachorro com um salto alto foi registrado por um casal nas Filipinas, na Ásia. Na época, o vídeo já era antigo e os responsáveis foram presos em 2012. O vídeo fez parte das provas do processo que investigava o casal por tráfico de seres humanos, animais e abuso infantil.

Pois bem, não é a primeira vez que esse tipo de coisa acontece. Em outros casos, que também foram desmentidos pelo Boatos.org, utilizaram os vídeos do casal indiciado e outros aleatórios da internet para sustentar novos boatos. Aconteceu isso na história da mulher que pisou o cachorro e depois foi espancada na prisão e na de que a mulher que matou o cão com maçarico em vídeo foi queimada viva.

Mas e as imagens e vídeos das mulheres espancadas e mortas? Ao buscar pela origem das imagens, não encontramos nada. Mas uma coisa podemos garantir: as mulheres que aparecem nas imagens e nos vídeos não se parece em nada com a agressora do animal.

Resumindo: a mulher que pisou em cachorro não foi espancada e tampouco morta por bandidos. Ou seja, a história não passa de muito alarmismo e falta de informação.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2QvB43t
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK