Maduro libertou os presos da Venezuela em Pacaraima (RR) e Exército foi para a fronteira do Brasil #boato

Boato – Vídeo mostra conflito em Pacaraima (Roraima) entre presos venezuelanos libertados por Nicolás Maduro e o Exército que foi para a fronteira do Brasil.

Nos últimos dias, muitas pessoas foram às portas de quarteis para pedir algo ilegal: uma intervenção militar no Brasil. Fomentados por fake news e interpretações erradas da lei, essas pessoas agora recebem mensagens que apontariam para “resultados do pedido”.

Uma delas aponta para algo que está ocorrendo na fronteira do Brasil com a Venezuela. De acordo com mensagens que acompanham um vídeo de um conflito que teria ocorrido na cidade de Pacaraima (Roraima), Nicolás Maduro teria libertado presos na fronteira Brasil-Venezuela e o Exército Brasileiro teria enviado reforços para a fronteira. Leia algumas das mensagens que circulam online:

Versão 1: Brasileiros expulsão os venezuelanos que já estão no Brasil depois da invasão hoje (07/11) em Pacaraima/RR, feita por presos libertados por Nicolás Maduro para invadir a cidade que faz divisa com a Venezuela. Exército Brasileiro já montou barricada na fronteira e a situação segue controlada.

Versão 2: Urgenteee !! Nesta manhã de segunda-feira, moradores de Pacaraima-RR, fecham a fronteira com a Venezuela para barrar entrada de Venezuelanos! As informações que correm nas redes sociais via Whatsapp, é que brasileiros que moram na região, montaram barreiras com apoio do exército brasileiro não deixam nenhum venezuelano entrar na região.

Versão 3: Guerra já começou em Roraima divisa com Venezuela. Presidente comunista da Venezuela soltou os presos pra invadirem o Brasil e começarem um Caos .. Mas a população se revoltou está junto com força nacional e exército defendendo a fronteira

Maduro soltou os presos da Venezuela em Pacaraima (RR) e Exército foi para a fronteira do Brasil?

Não demorou para a história se espalhar com todas as forças na internet e, claro, deixar as pessoas espantadas com a iminente guerra no Brasil. Porém, a informação que aponta para a “ação de Maduro” é falsa e o vídeo em questão é antigo.

Como falamos no início do texto, não tem faltado na internet informações falsas sobre “registros do Exército nas ruas do Brasil”. Em breve, devemos desmentiremos fake news sobre o “exército na estação de trem de São Paulo” e nas ruas da capital paulista.

Ao buscar detalhes sobre os tais incidentes (que virariam notícia em tudo que é veículo de mídia), encontramos, na realidade, um desmentido do site Folha BV. De acordo com o site, não há nenhuma ocorrência violenta na fronteira entre o Brasil e a Venezuela. Há apenas uma manifestação pacífica de militantes de Bolsonaro em frente a um quartel na cidade.

Não bastasse isso, o vídeo em questão é antigo. As imagens são, na realidade, de uma manifestação que ocorreu na cidade em 2018. Na ocasião, moradores da cidade se organizaram para expulsar venezuelanos de um acampamento na cidade. A alegação dos moradores era que os imigrantes estariam envolvidos em crimes na cidade.

Vale lembrar que esta fake news de Maduro libertar presos não é nova. Em 2018 mesmo (antes dos tais atos), desmentimos a fake news que o presidente da Venezuela iria soltar detentos para invadir o Brasil.

Resumindo: é falsa a informação que aponta que Nicolás Maduro libertou presos na fronteira no Brasil e que o Exército agiu. A mídia local desmentiu a informação e o vídeo que está circulando online é de 2018.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3sexfTk
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet