Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Brasil > Vídeo não mostra doações sendo destruídas no RS e não é de 2024

Vídeo não mostra doações sendo destruídas no RS e não é de 2024

Doações enviadas para o Rio Grande do Sul estão sendo destruídas, diz boato (Foto: Reprodução/Facebook)

Boato – Vídeo mostra que as doações para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul estão sendo destruídas em um galpão na cidade de Encantado.

Análise

As enchentes que têm tomado conta do Rio Grande do Sul estão suscitando, além de novas fake news, a reciclagem de desinformações antigas. Uma delas aponta para um suposto descaso da prefeitura de Encantado (RS).

Um vídeo com diversas doações sendo empilhadas sem muito cuidado em um galpão está circulando junto com mensagens que apontam que se trataria de doações que estariam sendo jogadas fora. Leia a mensagem que está sendo publicada em redes sociais e também a transcrição do vídeo:

Confira o desmentido em vídeo:

Vídeo: é falso que Lula foi flagrado beijando Suzanne von Richtofhen

Versão 1: Todas as nossas doações estão sendo jogadas fora e desperdiçadas. Isso precisa que nas mãos de uma Autoridade URGENTE. Pessoas estão morrendo de fome e sede, da tudo sendo jogado fora. Versão 2: Doações para RS são destruídas, barcos e caminhões apreendidos e as denúncias dos voluntários só aumentam

Checagem

A história se espalhou agora em 2024 e causou muita revolta nas pessoas. Porém, se trata de uma fake news que viralizou em 2023. Para realizar a checagem do conteúdo, vamos responder a algumas perguntas. São elas: 1) É verdade que doações estão sendo jogadas fora no Rio Grande do Sul? 2) Qual é o contexto do vídeo da cidade de Encantado que está circulando na internet? 3) Há algum relato real de doações que estão sendo jogadas fora no Rio Grande do Sul em 2024?

É verdade que doações estão sendo jogadas fora no Rio Grande do Sul?

Não. Conforme falamos, o vídeo sequer é atual. Ele foi publicado na internet no contexto das enchentes que atingiram a região do Vale do Taquari em setembro de 2023. Ou seja: nada tem a ver com a situação atual. Mais do que isso, também era fake no ano passado.

Qual é o contexto do vídeo da cidade de Encantado que está circulando na internet?

O Boatos.org fez um desmentido sobre o assunto em 2023. Como o que falamos vale para hoje, relembre o que foi escrito aqui:

O vídeo realmente mostra um depósito de doações de roupas no município de Encantado, no Rio Grande do Sul. As imagens foram publicadas por um perfil na internet que não tem nenhuma ligação com as autoridades do município ou do estado. 

Após o vídeo atingir uma enorme proporção na internet, a Prefeitura de Encantado (RS) divulgou uma nota e gravou um vídeo explicando a situação. No vídeo, a prefeitura destaca que a máquina retroescavadeira está ajudando apenas a abrir espaço e a agilizar o trabalho dos voluntários. A prefeitura afirmou que nenhuma roupa foi jogada fora e que o intuito de agilizar todo esse processo é para que o depósito possa receber pessoas desabrigadas pelas enchentes.

“Está circulando esse vídeo na internet. Se houve um equívoco, foi trazer a máquina aqui para agilizar todo esse todo esse trabalho, para que nós possamos trazer as pessoas que estão lá no Navegantes para que fiquem aqui abrigadas. Aqui no parque é o centro de recebimento das doaçõe, principalmente, de roupas e aí a gente faz a distribuição para os outros centros de distribuições. Nenhuma peça foi jogada fora. Todos estão aqui bem organizadas para quem precisar. Se você puder nos ajudar nesta organização, entre em contato com esse telefone que tá aqui na tela”.

Sobre o vídeo que circula nas redes sociais onde uma máquina retroescavadeira abre espaço em meio a peças de roupas doadas. Reforço a transparência do nosso trabalho e convidamos a todos interessados a visitarem os locais para verificar pessoalmente o cuidado e a atenção que os voluntários dedicam a cada uma das peças de roupa recebidas. Agradecemos a confiança e a compreensão de todos.

Já na nota, a prefeitura garantiu que todos os mantimentos e as roupas doadas estão sendo separadas e distribuídas para quem necessita. Ainda de acordo com a prefeitura, o local das imagens está funcionando como um depósito central, onde todas as doações são separadas e encaminhadas para os pontos de doação espalhados pela cidade.

O Município de Encantado expressa profunda gratidão a todos que generosamente doaram roupas para ajudar os desabrigados das enchentes. A considerável quantidade de doações recebidas nos levou a tomar a decisão de suspender temporariamente o recebimento de novos itens, a fim de gerenciar adequadamente o que já havíamos recebido. Nesse contexto, gostaríamos de esclarecer a situação relacionada ao vídeo que está circulando nas redes sociais, mostrando uma retroescavadeira movendo as roupas armazenadas na quadra do Parque João Batista Marchese. Nosso objetivo sempre foi otimizar os recursos, economizar tempo e criar espaço para abrigar as famílias necessitadas. O uso da retroescavadeira, embora possa ter sido interpretado como inadequado, foi necessário para aumentar a capacidade de armazenamento.

É importante ressaltar que, ao contrário do que foi sugerido no vídeo, em nenhum momento negamos a entrega das roupas às pessoas necessitadas, e nenhuma peça foi danificada ou descartada. 

Há algum relato real de doações que estão sendo jogadas fora no Rio Grande do Sul em 2024?

Não há qualquer relato em fontes confiáveis que aponte para doações que estejam sendo jogadas fora por autoridades. Mesmo doações excedentes para alguns grupos têm sido redirecionadas outras. Inclusive, o governo do estado do Rio Grande do Sul fez uma cartilha para que se evite o desperdício de doações.

Conclusão

Fake news ❌

É falso que doações estejam sendo jogadas fora na cidade de Encantado no contexto das enchentes de 2024. O vídeo que está circulando é do ano passado e já apontamos que se trata de um fake.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo e-mail [email protected] e WhatsApp (link aqui: https://wa.me/556192755610).