Caminhoneiro de Nova Mutum (MT) se matou por receber multa de R$ 100 de Alexandre de Moraes #boato

Boato – Um caminhoneiro de Nova Mutum se matou porque recebeu uma multa de R$ 100 mil de Alexandre de Moraes por causa de protestos de bloqueios nas estradas.

Na vida real, os atos ilegais de bolsonaristas com caminhões que bloqueiam algumas estradas no Brasil são mínimos e não representam a classe. Porém, os movimentos, na internet, ganham uma dimensão que não tem. E a última das histórias aponta para uma “tragédia causada por Alexandre de Moraes”.

A imagem de um homem com um menino está circulando como se fosse de um caminhoneiro de Nova Mutum que tirou a própria vida porque recebeu uma multa de Alexandre de Moraes por bloquear as estradas. O texto aponta que ele “só lutava pela liberdade” e recebeu uma multa de R$ 10 milhões. Leia algumas das mensagens que circulam online:

Confira também: Janja tirou foto com traficante? Saiba a verdade aqui!

Clique e siga o Boatos.org no YouTube

Versão 1: Olha aí o resultado da Loucura de Alexandre de Moraes Age fora do que é a Lei e a Constituição destruindo o país e famílias Aqui em Cuiabá aconteceu gente Ele estava ajudando desde o primeiro dia lá como todos nós! E vocês vão compactuar com isso? Se MATOU PQ RECEBEU A MULTA DE 100 MIL REAIS POR HORA POR ESTAR COM CAMINHÃO AQUI NA 13 BRIGADA EM 10 MILHÕES ELE FOI MULTADO

Versão 2: Esse é o caminhoneiro de Nova Mutum, MT, que recebeu a multa de 100 mil reais. Hoje ele se matou. Essa fatura, eu creio, o cabeça de ovo pagará por ela. Versão 3: Caminhoneiro se SUICIDOU, pq estava nas manifestações com medo de perder sua liberdade. Por ordem de um prepotente que se acha dono do Brasil,  foi multado em 100 mil reais. Aí juntou o medo com o desespero pela multa, ELE SE MATOU.  Que esse peso ocupe suas noites, monstro.

Caminhoneiro de Nova Mutum (MT) se matou por receber multa de R$ 100 de Alexandre de Moraes?

A tal história se espalhou com tudo entre redes sociais de Bolsonaristas e, claro, gerou comoção (já vimos até um vídeo de um homem em um protesto contando a “novidade” para colegas de verde-amarelo). Porém, é falsa a informação que aponta que o homem tirou a vida por causa de multas dadas por bloqueios de estradas.

Assim como em tantos outros casos, algumas pessoas se aproveitaram de uma tragédia real para criar um enredo a ser utilizado politicamente. É fato que a pessoa da foto é um caminhoneiro que faleceu e que ele morava em Nova Mutum (MT). Porém, é falsa a informação que relaciona a morte dele com os protestos em estradas.

Para chegar à verdade, procuramos por publicações com a foto do homem em redes sociais. Encontramos uma publicação de uma parente lamentado a morte. Por meio do Facebook Messenger, a indagamos se a morte tinha relação com as manifestações realizadas em estradas. A resposta foi a seguinte: “Não tirou a vida por esse motivo, mas sim questões pessoais”.

Vale aponta que não é a primeira vez que um boato desta natureza circula na internet. Durante a greve dos caminhoneiros de 2018 (esta, sim, real), uma história idêntica circulou na internet. Ou seja: pegaram um triste episódio para reviver a fake news em questão.

Resumindo: é falsa a informação que aponta que um caminhoneiro de Nova Mutum (MT) tirou a vida por causa de uma multa de R$ 100 mil aplicada por Alexandre de Moraes por conta dos bloqueios de estradas. Trata-se de uma fake news antiga que voltou a circular graças a um triste episódio.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2oQa6tD
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet