Bandidos usam carro da CPFL para realizar assaltos em cidades de São Paulo #boato

Boato – Assaltantes disfarçados de funcionários da CPFL estão tentando aplicar golpes em Águas de Lindoia (SP) e Amparo (SP)

Parece que as antigas preocupações dos disseminadores de fake news no Brasil, aos poucos, estão retornando. Depois do tema coronavírus ganhar destaque entre os boatos que circulam nas redes sociais, ao que tudo indica que alguns disseminadores de fake news mudaram sua prioridade (pelo menos, por enquanto!).

Nos últimos dias, a CPFL Paulista (Companhia Paulista de Força e Luz), um grupo do setor de energia do Brasil, com sede localizada em Campinas (SP), se viu em maus lençóis na internet.

Tudo por conta de uma publicação que viralizou na região Metropolitana de Campinas (SP). De acordo com a mensagem, homens vestidos com o uniforme da empresa estariam tentando aplicar um golpe em Águas de Lindoia (SP) e Amparo (SP). Segundo os relatos, os indivíduos estariam usando um carro com o adesivo da CPFL e solicitando a entrada em residências. O motivo seria uma vistoria interna, porém, segundo o texto, ao ligarem para a empresa, a CPFL teria informado que o serviço indicado não estaria sendo realizado pela companhia de energia. Confira:

Versão 1: “ATENÇÃO! Um carro com identificação da CPFL está passando nos bairros em Águas de Lindoia solicitando entrar nas residências para fazer vistoria interna. Não abra o portão! Em contato com a CPFL informaram que não se trata de serviço da empresa. CUIDADO! Repassem a informação, principalmente para crianças e idosos!”. Versão 2: “Não atendam pessoas dizendo que da CPFL para fazer visita interna. No áudio, (Que eh não consegui copiar)a moça ligou na CPFL na frente deles. Só se você fez algum pedido para vistoria. Não foi o caso dela. É mesmo assim liga confirmando. Eles estão com.carro d uniforme. Cuidado”. 

Transcrição do áudio: “Gente, eu tô mandando isso aqui no grupo, porque, na realidade, eu tô nervosa. Acabou de acontecer isso na porta da minha casa, tá. Eu tava aqui dentro, bateram palma, gritaram ‘CPFL’ e eles já vieram na semana passada e aí vieram de novo. Na semana passada, eu não atendi. Vieram de novo, bateram palma e disseram que precisam, são dois rapazes, um grandão e um baixinho, disseram que precisam fazer uma vistoria dentro de casa, no relógio. Aí, eu falei assim: do lado externo? Aí, eles disseram: não, do lado de dentro. Eu falei: desculpa, mas eu não vou abrir o portão. Ainda falei: o meu marido tá tomando banho e eu não vou abrir o portão para vocês entrarem para fazer uma vistoria sem um pedido. Aí, o rapaz pegou e me mostrou no celular um pedido de vistoria. Eu falei: mas eu não pedi nada. Aí, ele falou: mas não precisa pedir, a gente tá fazendo constantemente esse tipo de vistoria em algumas residências. Aí, eu peguei e falei assim: o senhor espera eu ligar na CPFL, porque minha conta tá paga, tá tudo certo. Aí, eu liguei na CPFL, na frente deles, e perguntei para o atendente se isso realmente estava acontecendo e o atendente me pediu para guardar um minutinho. Ele ficou no sistema e falou: senhora, eu vou pedir para a senhora não abrir o seu portão, porque esse tipo de vistoria, da parte interna do relógio, ela só é feita quando é solicitado pelo morador e aqui a gente não tem nenhum pedido aberto de solicitação de vistoria. Eu falei: sim, eu não fiz nenhum pedido. Ele falou: então, não abre o portão, isso não é normal, não é de praxe da CPFL. Aí, eu peguei e virei para o rapaz: olha, desculpa, mas eu não vou abrir o portão para você, eu não tenho nenhum pedido de vistoria aberto lá na CPFL. Aí, ele falou: não, tudo bem e foi embora. Falou que ia tirar uma foto do meu relógio e entrou no carro e foi embora. Só que, enquanto, eu tava na ligação com eles, o pessoal da CPFL, eu abri a câmera do meu celular e bati uma foto meio disfarçado. Não dá para ver direito, mas eu guardei essa foto, né. Eu acho que eu consegui meio que pegar os dois assim. Mas eu tô muito nervosa, porque eu ainda sou um pouco mais esperta, eu sou um pouco mais cabreira. Mas e se eles batem na porta de um senhor ou de uma senhora que está em quarentena e é completamente vulnerável? Eu só tô mandando esse áudio, desse tamanho, para você, porque eu tô realmente nervosa. Eu gostaria muito que vocês alertassem as pessoas que vocês acreditam que abriram o portão. Por favor, esse pessoal não tem cara boa, parece mesmo que, realmente, quer fazer a maldade. Se eles fossem realmente da CPFL, o pessoal do 0800 teria me falado que isso tá acontecendo e eles disseram que não está acontecendo nenhum tipo de vistoria. Ainda mais nessa época de coronavírus. Então, por favor, gente. Alertem o máximo de pessoas que vocês conseguirem. Obrigada, viu? Beijão”.

Bandidos usaram carro da CPFL para realizar assaltos em cidades de São Paulo?

A informação, claro, viralizou nas redes sociais e deixou muita gente assustada com a suposta notícia. Mas será que bandidos disfarçados de funcionários da CPFL realmente estariam realizando assaltos em cidades do interior de São Paulo? Não é!

Vamos aos detalhes! Uma rápida leitura nas mensagens compartilhadas foi o suficiente para levantar desconfiança. Isso porque os textos seguem aquele velho roteiro de fake news na internet: são vagos, alarmistas, possuem erros de português, pedido de compartilhamento e não citam fontes confiáveis (dizer que ligou para a CPFL não é suficiente!).

Além disso, infelizmente, na internet, o número de áudios fazendo denúncias sobre supostos criminosos é grande. A equipe do Boatos.org já desmentiu vários deles, como o que dizia que uma seita satânica e bruxas estariam dando balas e doces envenenados para crianças. Também o áudio que indicava que um homem com boné do Flamengo estaria sendo procurado por esquartejar uma criança e, por fim, o que indicava que meninas colombianas estariam usando um veneno, disfarçado de perfume, para assaltar casas.

Resolvemos procurar sobre o assunto na internet, mas não encontramos nenhuma notícia em fontes confiáveis. Além disso, muitos dos relatos que estão sendo compartilhados com as supostas fotos dos assaltantes e do carro são idênticos (um grande Ctrl+C e Ctrl+V).

Durante nossas buscas, também nos deparamos com uma nota de esclarecimento da CPFL Paulista sobre a história. De acordo com a companhia de energia, os homens que aparecem nas imagens, de fato, são funcionários de uma empresa terceirizada que presta serviços à CPFL. A empresa destacou que eles estavam devidamente identificados e com ordem de serviço para a atividade. Ainda segundo a CPFL, inspeções em medidores de energia ocorrem periodicamente e a residência a ser vistoriada tinha indícios de fraude e roubo de energia.

Por conta de um áudio com informações equivocadas que está em circulação em grupos de WhatsApp de diversas cidades, a CPFL Paulista esclarece que os colaboradores em questão são funcionários de uma empresa terceirizada que presta serviços à companhia e estavam devidamente identificados com crachás, uniformes, veículo com identificação da empresa e com ordem de serviço para a atividade.

A distribuidora destaca ainda que realiza inspeções nos medidores de energia nas instalações dos clientes de forma rotineira, em um trabalho de segunda-feira a sábado. Na ocasião, a ação foi realizada em um dos 234 municípios da distribuidora e tinha como foco o combate a fraudes e furto de energia evidenciado pelo sistema de Inteligência Artificial da companhia naquela residência. Também esclarecemos que não identificamos no nosso sistema de Call Center a suposta ligação da cliente para buscar informações sobre o serviço.

Por fim, é importante ressaltar que o veículo que aparece nas fotos está em situação regular. Ao consultar a placa do carro no site do Detran SP, é possível ver que ele não possui nenhum débito.

Em resumo: a história que diz que assaltantes estão se disfarçando de funcionários da CPFL para aplicar golpes é falsa! A própria CPFL fez questão de desmentir a história. De acordo com a companhia de energia, os homens que aparecem nas imagens são funcionários de uma empresa terceirizada que presta serviços à CPFL. Ainda segundo ela, eles estavam devidamente identificados e com ordem de serviço para a atividade. Além disso, a residência onde os homens não foram autorizados a entrar estava sendo inspecionada por indícios de furto e roubo de energia. Ou seja, pura balela! Não compartilhe!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164. 

Confira a lista de todas as fake news sobre o novo coronavírus

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2C0i08f
error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)