Bandidos realizam assaltos usando aplicativo de bancos #boato

Boato – Nova modalidade de assalto! Agora, os bandidos estão rendendo as pessoas e pedindo que elas abram o aplicativo do banco no celular para fazer transferências.

Já fazia um bom tempo que aqueles velhos alertas contra “crimes que estão acontecendo por aí” não circulavam na internet (temos um artigo bem legal mostrando o que aconteceria se uma pessoa seguisse todas essas orientações). Mas se você estava com saudade de histórias como o “golpe do cinema”, “do telefone” e “da criança chorando”, temos uma “nova”.

A última que circula na internet dá conta de que os bandidos resolveram inovar na hora de assaltar alguém. Em vez de levar o telefone celular das pessoas ou realizar sequestros-relâmpagos (com direito a saques em caixa eletrônico), eles estão fazendo as pessoas acessarem o celular e realizarem uma transferência via aplicativo de bancos.

A história circulou por meio de um relato de uma moça que disse que “aconteceu com a irmã dela” e por uma mensagem de alerta que viralizou (depois do áudio) no Facebook e no WhatsApp. Nos dois casos, é feito um pedido: desinstale o aplicativo do banco porque eles querem “se eximir” de responsabilidades. Leia e escute:

A NOVA MODALIDADE DE ASSALTO! VIVA A TECNOLOGIA!!! Agora os vagabundos não mais estão roubando prioritariamente os celulares. Tampouco sequestrando as pessoas por horas como antigamente. O novo esquema é o seguinte:

Os bandidos te rendem, te passam para o banco de trás do seu veículo, mandam que você entre no aplicativo do seu Banco, mandam que você abra a senha de acesso, e a partir dai você mesmo(a) tira todo o dinheiro da sua conta já transferindo para a conta do ladrão seu “acompanhante”.

Ocorre, que antigamente, o Banco tinha a obrigação de ressarcir o cliente, porém, a partir dessa nova modalidade, e como foi feita uma real transferência bancária com a sua senha particular e por você mesmo(a), o Banco não mais se obriga a devolver a quantia subtraída pelos marginais. Entenderam agora, o porquê das mudanças tecnológicas oferecidas pelos Bancos? Eles nunca perdem, mas você, sim…

Bandidos realizam assaltos usando transferência via aplicativo de banco?

Muita gente já saiu desinstalando o aplicativo do seu telefone celular. Mas será mesmo que esse alerta faz algum sentido e que há “muitos bandidos” realizando a tal prática? A resposta é não. Vamos aos fatos.

O primeiro ponto que denuncia a farsa está na própria mensagem. Tanto o áudio como a mensagem seguem aquele roteiro das fake news. São alarmistas, com erros de português, pedido de compartilhamento, também são vagos e sem citar fontes confiáveis. Atente-se a esses dois últimos fatores.

No áudio, a mulher sequer se identifica, não diz em que cidade o assalto aconteceu, quando, quem é a irmã, quem é o delegado. Não fala nada. Mesmo que a história fosse real, a utilidade de uma informação dessas é zero, pois seria um caso MUITO isolado. Ao buscar em fontes confiáveis pela história (essa mulher deveria ser entrevistada), nada encontramos.

Aliás, nada encontramos sobre qualquer alerta real ou mesmo um relato de casos em fontes confiáveis da tal modalidade de assalto. Não sabemos exatamente o porquê, mas temos uma teoria. É aí que chegamos ao nosso terceiro motivo da farsa: a questão lógica.

Um assalto ou um roubo de rua é, normalmente, realizado por oportunidade e necessita de uma ação rápida e que não deixa rastros. O modus operandi descrito na mensagem vai totalmente na contramão disso.

Primeiro, porque o assalto, para ser bem-sucedido, precisaria de condicionantes. Só para citar algumas: 1) A pessoa ter internet no celular. 2) A pessoa ter o aplicativo do banco instalado no celular. 3) A pessoa ser autorizada a fazer transferências em valores altos. 4) A pessoa ter um bom saldo na conta. Por que um ladrão se arriscaria a “dar com a cara na porta” em uma ação perigosa como um assalto.

Segundo: o sujeito teria que ficar ali, paradão com os assaltantes, até fazer o processo (que pode até dar errado por causa do nervosismo da vítima). Esse tempo gasto não é interessante para o meliante. Não seria mais fácil apontar a arma, roubar o carro, os pertences e “sair fora”?

Terceiro: por mais que a conta utilizada seja de um “laranja”, o dinheiro transferido tem que, em algum momento, sair da conta (seja por um saque na boca do caixa ou por transferência para “pessoas reais”). Que bandido toparia se expor desta forma. Ainda mais em uma “série de assaltos”?

Então, pensa aí. Temos um áudio e um alerta que não fala nada com nada, não há um caso sequer catalogado em fontes confiáveis e a ação seria muito arriscada. Com isso, podemos dizer que a história é falsa. Pode até ser que um ladrão seja burro o suficiente para tentar realizar esse tipo de assalto, mas com certeza não será uma modalidade de roubo sistemática. Você, com certeza, deveria se preocupar com outras coisas.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)