Garrafa de álcool em gel causa incêndio em carro por causa do calor #boato

Boato – Em relato na internet, homem afirma que álcool em gel causou incêndio em carro após o veículo ficar exposto no sol por 30 minutos. 

A pandemia da Covid-19 chegou ao Brasil e, com ela, as inúmeras medidas preventivas, como o distanciamento social e o uso do álcool em gel. Porém, o uso do álcool em gel não era novidade para muita gente.

Dessa forma, o uso do álcool em gel foi rapidamente assimilado pelos brasileiros. Mas muitos ainda têm dúvidas: quando usar, qual a frequência, tem perigo, desencadeia algum problema de saúde.

Com isso, os disseminadores de boatos se aproveitam para espalhar mais e mais fake news. Nos últimos dias, por exemplo, uma história ganhou destaque nas redes sociais. De acordo com as mensagens, um carro teria pegado fogo após ficar no sol com um frasco de álcool em gel dentro. Vários relatos estão sendo compartilhados advertindo sobre o suposto problema. Em um deles, um homem afirma que o veículo teria ficado apenas 30 minutos no sol antes do incêndio começar. Confira:

“Um aviso muito importante… Não deixem o álcool em gel dentro do carro no sol… meu carro acabou de pegar fogo. Voltei do mercado e estacionei na rua. Não deu 30mim… E o carro estava pegando fogo. Por sorte o vizinho viu e conseguimos apagar com a mangueira… Graças a Deus ninguém se machucou. Acionei o seguro. Avisem a todos… Muito cuidado com o álcool em gel. #Compartilhe”.

Garrafa de álcool em gel causou incêndio em carro por causa do calor?

É claro que as publicações fizeram sucesso nas redes sociais e causaram pânico em muita gente. Mas será que a história de que um frasco de álcool em gel pode causar um incêndio dentro de um carro por causa do calor é verdade? Não é!

Vamos aos fatos! Para começo de história, as publicações seguem aquele velho roteiro de fake news na internet. São vagas, alarmistas, possuem erros de português, pedido de compartilhamentos e não citam fontes confiáveis.

Além disso, o álcool em gel se transformou em um dos assuntos favoritos dos disseminadores de fake news nesta pandemia. A equipe do Boatos.org já desmentiu diversas histórias falsas sobre o tema, como a que dizia que o álcool em gel 70% causaria os mesmos sintomas que o novo coronavírus e poderia matar. Também a que indicava que o álcool em gel não mataria o novo coronavírus e outras bactérias e, por fim, a que apontava que a Ambev estaria distribuindo álcool em gel de graça pelo WhatsApp. Veja um desses desmentidos no vídeo abaixo:

Ao buscar mais detalhes sobre o episódio em questão, não encontramos nenhuma informação. Pelo contrário, encontramos um texto bastante esclarecedor da revista Quatro Rodas sobre o assunto.

De acordo com o material preparado pela revista, seria impossível haver autoignição do álcool em gel, isto é, a combustão espontânea nessas condições. A Quatro Rodas explica que o ponto de autoignição do etanol 70% é maior do que 300ºC, uma temperatura muito maior do que a registrada no interior de um veículo que passa horas sob o sol.

Além disso, é possível observar um detalhe importante na imagem que está sendo divulgada juntamente com a história. O frasco de álcool em gel está intacto. Se o material fosse o responsável pelo incidente, com certeza teria explodido e derretido.

A revista Quatro Rodas explica que até seria possível o incidente acontecer, porém, a combinação necessária para o acidente é bastante improvável. Uma das alternativas seria se o álcool em gel vazasse pela fresta do freio de estacionamento e chegasse ao túnel central, entrando em contato com o cano de escape ainda quente. Outra alternativa seria se o álcool em gel vazasse e um curto-circuito na tomada 12V ocorresse.

Entretanto, se toda essa combinação tivesse acontecido, ainda sim haveria um rastro de fogo do frasco até a fonte de calor, provocando a queima da embalagem. A revista ainda alerta que sequer o pH do álcool em gel seria drasticamente afetada pelo calor dentro do carro.

Em resumo: a história que diz que o frasco de álcool em gel pode causar incêndios em carro por conta do calor é falsa! Não existe nenhuma informação sobre o assunto na internet. O calor gerado dentro do carro após exposição ao sol não é suficiente para a autoignição (combustão espontânea) do álcool em gel. Além disso, a foto mostra que o frasco do produto está intacto. Em qualquer cenário de incêndio ocasionado pelo álcool em gel, a embalagem seria destruída. Ou seja, a história não passa de balela.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164. 

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2Otkv5l