Bracelete Cicret, que projeta celular, não existe

By | 02/04/2015

Boato – Empresa vai lançar o bracelete Cicret, tecnologia que permite manusear o touchscreen do celular na sua pele.

Promessas inovadoras sobre a tecnologia aparecem todos os dias. É o carro que funciona com água, o celular inquebrável, o cartão de memória com memória sem fim. E nós acreditamos, claro, porque quanto mais revolucionário mais atraente.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Bracelete Cicret deve ser lançado em breve, diz boato

Bracelete Cicret deve ser lançado em breve, diz boato

Seguindo esse raciocínio, dá para imaginar porque foi bem fácil de acreditar nessa história do bracelete mágico. Melhor, na história do Cicret Bracelet, um aparato tecnológico que projeta a função touchscreen do celular na pele do braço.

Veja no vídeo que ultrapassou 670 mil compartilhamentos em uma postagem no Facebook:

No Youtube, o vídeo institucional da empresa criadora desse conceito tecnológico já ultrapassa 13 milhões de visualizações. O fervor por causa desse vídeo é tão grande que já faz cinco meses desde a postagem original e algumas pessoas ainda acreditam que o desenvolvimento do bracelete pode resultar na morte do smartphones.

Sites de tecnologia acreditaram realmente nas possibilidades do bracelete e matérias sobre o assunto saíram em veículos de peso, como a Exame.

Agora se o leitor é atento, vamos discutir bem o que dizemos há pouco. O Cicret bracelete é um conceito tecnológico, uma proposta, uma ideia a ser desenvolvida. E as imagens do touchscreen no vídeo foram geradas graficamente através de efeitos.

Melhor ainda seria dizer que o bracelete era um conceito. Segundo artigo postado no site It Business essa tecnologia não existe. O vídeo foi uma criação institucional a fim de vender a ideia e arrecadar fundos para a criação do produto. Que jamais aconteceu.

A promessa de que o bracelete estará à disposição no mercado brasileiro também é falsa. No próprio site da empresa o projeto ainda consta em estágio de arrecadação de verbas.

Aliás, em entrevista ao Le Matin em dezembro de 2014, um dos fundadores da Cicret Bracelet, afirmou que todos os dispositivos necessários para a produção do bracelete já estavam disponíveis e que um engenheiro terminaria o protótipo em poucas semanas. Meses já se passaram e não há nenhum sinal disso.

Portanto, nos contentemos com os smartphones nossos de cada dia enquanto algo mais inteligente como eles não aparece.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *