Produtos da Pepsi foram contaminados com o vírus HIV, da aids #boato

Boato – Não beba nenhum produto da Pepsi. Um trabalhador da empresa os infectou com sangue contaminado pelo vírus HIV, da aids.

Dentre as tantas classificações que podemos fazer dos boatos da internet, uma delas é o nível de dificuldade da checagem. Há aqueles impossíveis de se checar (como os que envolvem opinião), há os difíceis (que envolvem conteúdos de vídeo e áudio), há os “padrões” e há os absurdos, que são checados (pelo menos pela gente) ao primeiro olhar. É o caso da história de hoje.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org
Siga o Boatos.org no Twitter:
Envie uma mensagem com a palavra #boato para (61) 99331-6821 e agende este número no seu telefone para receber as nossas atualizações gratuitamente no WhatsApp

Um alerta que tem viralizado no WhatsApp e no Facebook aponta que um trabalhador da Pepsi infectou diversos produtos da empresa como, por exemplo, o suco Tropicana, o Slice e a 7UP com sangue contaminado com o vírus HIV. De acordo com a mensagem, a MDTV e a Sky News fizeram o alerta e pediram para que ele seja compartilhado. Leia (print do Facebook):

Print da notícia falsa sobre produtos da Pepsi contaminados com o vírus da aids
Print da notícia falsa sobre produtos da Pepsi contaminados com o vírus da aids

Produtos da Pepsi foram contaminados com o vírus da aids?

Apesar de a história ter circulado online por muitos perfis em redes sociais (inclusive de Angola) e diversos leitores terem nos perguntado sobre a veracidade do alerta, estamos aqui para os tranquilizar. A história é falsa. Vamos aos fatos.

Para começar, todo o enredo da história não faz muito sentido. Para além de todas as características de boato que a mensagem tem (caráter alarmista, pedido de compartilhamento, erros ortográficos e falta de informações), o texto está “deslocado”da realidade brasileira.

Ok, a Pepsi é um refrigerante popular por aqui (já foi mais) e o 7UP teve seus momentos de glória (mas hoje é quase impossível de ser encontrado em algumas regiões). Porém, o suco Tropicana quase não foi vendido por aqui e o Slice (refrigerante de laranja) sequer foi lançado no Brasil. Para além disso, os veículos de mídia citados são a MDTV e a Sky News. Ambas são redes de TV do Reino Unido.

Isso nos fez crer de que se trata de um boato (mal) traduzido do inglês. Não deu outra. Ao procurar sobre o assunto em inglês, achamos um bocado de desmentidos. Só para citar alguns: tem esse do The Sun, do IB Times e do Snopes. Vale citar que, além de história ter sido desmentida no exterior, nenhum site de notícias falou de qualquer alerta no Brasil (o que corrobora para a história ser falsa).

Já deu para a sacar que a história é falsa. Só para completar, vai mais um detalhe: se o tal funcionário da fábrica tivesse colocado sangue contaminado nos produtos, não haveria infecção. Assim como explicamos no boato sobre as “bananas com aids”, saiba que o vírus HIV não sobrevive fora do corpo humano por muito tempo.

Resumindo: a história que aponta que produtos da Pepsi tiveram contato com sangue contaminado com HIV é falsa. Trata-se de um boato dos mais absurdos e mais fáceis de se desmentir.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de diversos leitores via WhatsApp. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99331-6821.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

2 comentários em “Produtos da Pepsi foram contaminados com o vírus HIV, da aids #boato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)