Extremistas budistas na Índia incendiaram 20 igrejas, afirma boato

By | 16/09/2015

Boato – Mensagem pede oração para cristãos perseguidos na Índia. Extremistas budistas destruíram 20 igrejas na noite passada e pretendem acabar com outras 200 esta noite.

Nós já desmentimos boatos de tudo quanto é tipo. A criatividade das pessoas para inventar histórias realmente não tem limites e de óvnis a presidentes depostos e mortos caminhando sobre a terra, já vimos de quase tudo.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Discórdia e religião são, por mais irônico que pareça, assuntos recorrentes em boatos. Aparece ícone evangélico assumindo ser gay, motel com benção de Deus, padre excomungado e igrejas sendo queimadas por budistas.

Segundo boato, extremistas budistas perseguiram cristãos e queimaram igrejas na Índia

Segundo boato, extremistas budistas perseguiram cristãos e queimaram igrejas na Índia

Exato, a história do momento anuncia tristemente que cristões estão sendo perseguidos na Índia, que igrejas estão sendo queimadas e que orações são necessárias. Confira o texto:

‘Nosso irmão Marcelo, líder de Missões, nos encaminhou este pedido:

Irmãos e irmãs, Pedido urgente de oração. “Orai pela Igreja na Índia. Extremistas budistas na Índia incendiaram 20 igrejas na noite passada. Esta noite querem destruir, mais 200 igrejas na província de Olisabang. Eles querem matar 200 missionários, nas próximas 24 horas. Todos os cristãos estão escondidos em aldeias. … Ore por eles e envie esta mensagem a todos os cristãos que você conhece. Peça a Deus para ter misericórdia de nossos irmãos e irmãs da Índia. “

Quando você receber esta mensagem, por favor, urgentemente enviá-lo para outras pessoas. Orem por eles a nosso Senhor Todo-Poderoso, vitorioso.  Atenciosamente, Nilza Siqueira. Diretora Nacional de Missões.’

Só para começar, não existem províncias na Índia. O país é divido em 28 estados ou sete territórios da união. Cada território se divide em distritos que são compostos por tehsils e aí em aldeias. Nenhuma dessas divisões territoriais se chama Olisabang.

Não sabemos quem é Marcelo, líder de Missões, nem quem é Nilza Siqueira. Procurados em todos os recantos da internet, esses nomes e respectivos cargos só aparecem em uma situação – nessa mensagem.

O que de fato sabemos é que essa história é falsa e foi desmentida em 2010. Na época, o site Mission Network News entrevistou o líder da Liga Gospel da Índia (India Gospel Leagues) que esclareceu não haver nenhum reporte de incêndios em igrejas ou grupos extremistas atacando cristãos no país.

Em 2012, novamente trazida à tona, foi desmentida também e como boatos costumam ser cíclicos, cá estamos em 2015 falando disso outra vez. Além disso, seguindo à risca a cartilha de ‘como criar um boato’, a mensagem apresenta típicas frases pedindo compartilhamentos e informações soltas no ar. Ontem a noite, hoje a noite, alguma noite há cinco anos ou daqui a 50, nunca saberemos.

Para encerrar, é válido o devaneio. Religião é uma invenção humana, portanto falha e, ainda assim, a maioria delas tem em comum o amor ao próximo e o respeito. Logo, deveriam ser algo para juntar pessoas em prol de fé e bem, não pretextos para discórdia e mentiras.

Quem usa boato para espalhar o ódio, medo e intolerância, assim como quem acredita nisso e compartilha, só faz da internet um espaço pior e do mundo também. Oremos por isso.

12 thoughts on “Extremistas budistas na Índia incendiaram 20 igrejas, afirma boato

  1. Alessandra Miranda

    Bom se é verdade ou não, eu também recebi esta mensagem,que logo após entrei num site para ver sobre terrorismo lá neste país por estes dias,quando abri um vídeo, de um moço sendo cortado a cabeça ,e outros mais,não é de se enguinorar tais coisas,pois quem conhece a palavra de Deus,fica penalizado de ver o teu irmão passando por tal massacre,só por dizer que ama a Deus é a Jesus Cristo como teu salvador,e mesmo ainda que alguém distorça tal procedência, estaria discordando com a bíblia, que é o maior livro santo de todo o universo,mesmo que tentem mudar alguma coisa,os conteúdo importantes ficam,mas muitos não lêem

    Reply
  2. daniel

    daniel 26/06/2016 se for verdade, que Deus envie anjos guerreiros para que seu povo seja vencedor nesta batalha. se for mentira, que Deus perdoe estes, pois não sabem o que fazem.

    Reply
  3. Reinaldo Rodrigues

    Muito bem conceituada sua opinião,Andressa assim como o senhor jesus disse assim se cumprirá,se vós andares em verdade a verdade vós libertará.aquele ou aquela que sufoca e satisfaz as coisas oferecidas aos ídolos sofrerão horrivelmente…

    Reply
  4. Eduardo borgerth

    A informação não é correta e está desatualizada mas existe perseguição a cristãos na india sim especialmente entre 2007 e 2008 em Orissa.
    Confira
    http://olharcristao.blogspot.com.br/2008/09/orissa-perseguicao-e-morte-de-cristaos.html?m=1
    O direito de se propagar a mensagem cristã é legítimo independente da cultura ou religião. O que não se deve é impor e sim apresentar ou oferecer ainda mais quando sua mensagem central é o amor. Todos pertencemos a culturas dinâmicas. A todo momento adotamos costumes e valores vindos de outros países. Pessoas de outros países fazem shows e apresentações em diversos lugares e filmes são apresentados em diversos países afetando as culturas de todos nós. Usamos.calca jeans e tocamos guitarra. De onde vem tudo isso? Por que só no âmbito cristão isso não seria legítimo?

    Reply
  5. Ivan Gomes

    Acredito q algum servo do nosso Deus ,fanático pensa q nosso Pai Celestial necessita de alguma ajudinha pq se cumpra as profecias das perseguições religiosas, com isso aguçar o fanatismo, não precisamos, nos preocupar c boatos por que realmente já está havendo em alguns lugares perseguições religiosas, temos q só orar e deixar nas mãos de Deus.

    Reply
  6. INDEFINIDO

    Olá,
    Falaram de tudo na matéria,muito boa por sinal,porém só se esqueceram de que nunca vemos missionario budistas indo até outros países levar sua religião, e que exceções de pessoas não podem ser tomadas como a “religião budista”, a partir do momento em que inferimos a uma cultura já forma e ditada pela religião budista outra religião de outro pais e com valores diferente já está errado. Claro que existe o direito de ir e vir , claro que existe o direito de liberdade de expressão , porém esse apelo excessivo do cristianismo e totalmente desnecessário, não sou budista nem cristão e não defendo nenhum dos movimentos ou ao menos estava lá para testemunhar o acontecimento, só peço mais cautela ao expor esse tipo de dado na internet, podendo assim virar modismo de pessoas desinformadas.
    Abraços.

    Reply
    1. Eliana

      Acho isto uma vergonha,continuem mentindo que vais ver onde irás parar no fim de sua vidaaaaaa, ta bom….

      Reply
  7. andressa

    meu deeus vamos orar por eles eles precisaode nossas oracoes

    Reply
    1. Frank

      Bom dia Andressa,

      Essa noticia é falsa, por n fatores, alem dos que já foram relatados pela matéria, muito bem colocados diga se de passagem, budista não é a religião da Índia, alias tem mais cristãos que budistas lá.
      Orem sempre pelos missionários do mundo todo, eles precisam muitos das nossas orações nas hostes celestiais.
      Esse tipo de coisa só atrapalha, cria antipatia de outras religiões, bloqueio nos futuros missionários.
      Que Deus tenha misericórdia de quem inventou isso.

      Frank

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *