MST rouba ovos de tartaruga no Rio Solimões para vender #boato

Boato – Fotos mostram integrantes do MST “produzindo”. Eles roubam ovos de tartaruga no Rio Solimões para vender. Crime ambiental!

Nos últimos tempos, o número de postagens falsas relacionadas ao Movimento dos Sem Terra tem aumentado. Recentemente, desmentimos no Boatos.org a história que aponta que o MST estaria destruindo torres de energia (existia uma versão do Rio Grande do Sul e outra da Bahia). Agora, surge mais uma “denúncia bombástica” na internet.

Uma série de imagens está sendo compartilhada no WhatsApp e aponta que integrantes do MST estão retirando ovos de tartaruga das margens do Rio Solimões para vender. “Vejam o que acontece na margem esquerda do Rio Solimões, beira de um assentamento do MST. Esta deve ser a ideia de produtividade do “movimento.” As tartarugas produzem, eles roubam e vendem os ovos”, diz trecho do texto.

Outra parte assume um caráter mais de denúncia e, claro, pede o compartilhamento: “Deve ser a piscicultura autossustentável do INCRA. Sem palavras… Mais um pouco e adeus tartarugas! Roubam os ovos das tartarugas, para vender. Por favor, repassem esta mensagem sem moderação. O planeta agradece”, completa. Leia o texto que circula online (reprodução do Facebook):

Print da notícia falsa que fala que MST está roubando ovos de tartaruga
Print da notícia falsa que fala que MST está roubando ovos de tartaruga

Integrantes do MST roubaram ovos de tartaruga no Rio Solimões para vender?

Nos últimos dias, a história tem se multiplicado na internet. Mas será mesmo que as fotos que circulam online mostram um crime ambiental cometido no MST no Rio Solimões? A resposta é não. Vamos aos fatos.

O primeiro ponto que denuncia a farsa está na própria mensagem. Ela segue aquele roteiro dos boatos online: tem informações vagas (não diz quando ocorreu, por exemplo), pede compartilhamento, tem caráter alarmista e alguns erros de português. Essas características já nos deixam com um pé atrás.

As desconfianças aumentam quando olhamos com mais atenção para as imagens. Note que não há uma identificação sequer do MST (nem um bonezinho) nas pessoas que estão recolhendo os ovos de tartaruga. Outra coisa que nos chamou atenção é que o “Rio Solimões” está com ondas. Será que as fotos foram tiradas na época da Pororoca? Não, né.

Fomos buscar pela origem das imagens e descobrimos que, além de não ter relação alguma com o MST, ela não retrata um crime ambiental. As imagens em questão foram fotografadas no final dos anos 1990 na praia de Ostinal, Costa Rica.

Um problema ambiental fez com que a coleta de ovos de tartaruga se tornasse legalizada no local. A praia é pequena, mas recebe anualmente milhares de tartarugas para desova. Biólogos começaram a perceber que, devido ao espaço pequeno, as tartarugas que chegavam mais tarde destruíam os ovos que já estavam postos. Este texto fala de mais detalhes sobre o assunto.

Outro detalhe: antes de serem atribuídas ao MST as imagens circularam na internet como uma “denúncia” de crime ambiental na Costa Rica. Este texto do site Snopes de 2010 desmentiu a história. Ou seja, não é a primeira vez que usam as fotos para espalhar boatos.

Resumindo: a história que aponta que integrantes do MST estão roubando ovos de tartaruga nas margens do Rio Solimões é falsa. Fotos são antigas, não são do Rio Solimões, não são relacionadas ao MST e sequer retratam uma prática criminosa.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 994325485.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

9 comentários em “MST rouba ovos de tartaruga no Rio Solimões para vender #boato

  • 01/12/2017 em 13:01
    Permalink

    É impressionante como as pessoas não vão atrás da verdade sobre a informação. Optam em disseminar boatos ofensivos, alarmantes, sem qualquer fundamentação. Muito bom ver o trabalho de vocês!

    Resposta
  • 28/11/2017 em 16:13
    Permalink

    No grupo do meu condomínio, onde a maioria não é proprietária nem do próprio apartamento (financiado em 200 meses), mas muitos odeiam o MST, esse tipo de ofensa ou atribuição de crimes a movimentos sociais é propagado com uma ênfase doentia.

    Resposta
  • 28/11/2017 em 08:53
    Permalink

    Excelente site!
    Parabéns, pelo trabalho sério realizado contra a boataria.
    Estou repassando este site ao maior número de pessoas.
    Saibam que é um privilégio tê-los como um grande prestador de serviços.

    Resposta
  • 27/11/2017 em 23:48
    Permalink

    Recebi esta “notícia” via Whatsapp de um colega que não gosta do MST. E sem observar acabou mandando este link de boatos.org junto.

    Resposta
  • 27/11/2017 em 01:51
    Permalink

    Essas imagens são antigas. Foram postadas no face..
    até fiz comentários. Qta presepada.

    Resposta
  • 27/11/2017 em 01:32
    Permalink

    O que é mais engraçado é o tamanho do texto que o cara faz,parece que tá escrevendo um livro. Pra no final dizer em um parágrafo sobre o assunto. Que lixo

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)